Exercícios físicos melhoram a qualidade do sono

Os exercícios físicos ajudam a evitar doenças e melhorar a qualidade do sono. - Foto: Reprodução

Confira algumas dicas para dormir melhor e entenda a relação entre a prática de atividades físicas e a melhoria do sono

Noites mal dormidas provocam cansaço, diminuem a produtividade e ainda podem causar doenças como diabetes e hipertensão. A boa notícia é que é possível combatê-las com uma rotina de atividades físicas, de acordo com a professora de educação física da Azen Academia, Daniela Rocha.

Ela destaca que até mesmo os exercícios mais simples, como as caminhadas, podem contribuir para evitar distúrbios do sono.

“As pessoas que praticam exercícios regularmente se sentem mais relaxadas e descansadas no fim do dia, porque o corpo apresenta uma temperatura corporal mais baixa e uma reposição de energias maior do que a do não praticante. Dessa forma, quem tem o hábito de realizar atividades físicas dorme melhor”, afirma Daniela.

O inverso também funciona: quem dorme bem também melhora a qualidade dos exercícios praticados, já que, para um resultado satisfatório, é essencial ter treino, alimentação e descanso adequados.

“Muitas pessoas se queixam de falta de tempo ou de cansaço excessivo, por isso, não praticam exercícios. No entanto, existem hábitos simples e cotidianos que podem influenciar positivamente na qualidade do sono, como estacionar o carro mais longe do trabalho, levar o cachorro para passear ou fazer caminhadas moderadas e constantes no dia a dia”, completa a professora.

Para melhorar a qualidade do seu sono, além de praticar atividades físicas regularmente, confira as dicas da profissional:
  • Aproveite cada oportunidade do dia para incluir movimentos na rotina. Seja subir ou descer escadas, andar de bicicleta ou ir andando para o trabalho.
  • Busque atividades relaxantes antes de dormir.
  • Ouça músicas calmas, leves e use roupas confortáveis antes de pegar no sono.
  • Faça exercícios diariamente e, de preferência, no mesmo horário.
  • Dê preferência a refeições leves e evite o uso de estimulantes, como o café, após às 18 horas.

Leia Também:

Conteúdo Publicitário