23.3 C
Vitória
sábado, 22 janeiro, 2022

Saúde e educação em destaque na Serra

O Hospital Materno-Infantil será inaugurado em 2020 e recebeu R$ 60 milhões em investimentos. - Foto: PMS

Gestão conseguiu aumentar investimento nessas áreas, além de facillitar a abertura de empresas no município

O município da Serra investiu alto nas áreas que mais impactam diretamente a qualidade de vida da população. Somente na saúde, foram aplicados R$ 68 milhões em melhorias. E na educação, a cidade bate recorde, com todas as crianças de 4 e 5 anos matriculadas nas 139 unidades escolares no município.

No Hospital Materno-Infantil, que será inaugurado nos primeiros meses de 2020, foram R$ 60 milhões. Já na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Castelândia, que funciona desde dezembro, foram R$ 8 milhões, a fim de garantir o atendimento de mais de 16 mil pessoas.

Em construção no bairro Colina de Laranjeiras, local bem movimentado e de fácil acesso, próximo ao Terminal de Laranjeiras, o hospital é a maior obra pública municipal em andamento no Espírito Santo e terá 135 leitos, sendo 60 maternos, 60 infantis e 15 intermediários.

“A Serra é uma cidade de grande porte, e o hospital será um dos maiores do Estado, com estrutura e sistema operacional modernos. É importante oferecer serviços de saúde em um espaço amplo, moderno e eficiente para atender a população com qualidade e rapidez”, destaca o prefeito Audifax Barcelos.

O complexo, com capacidade para atender 8.700 gestantes e realizar 725 partos por mês, vai beneficiar também mulheres e crianças de outros municípios e de estados vizinhos. “Além de ampliar o acesso da população aos serviços de saúde na cidade, o Hospital Materno-Infantil vai se tornar referência na região metropolitana. Será oferecido o que há de mais moderno”, ressalta.

A Serra é o único município do Espírito Santo com três UPAs em atividade. O prefeito inaugurou no dia 14 de dezembro a terceira unidade, no bairro Castelândia. Mais de 16.500 pessoas vão ser atendidas por mês na nova estrutura, o que vai ampliar o acesso da população aos serviços de saúde e descentralizar a urgência e emergência na Serra, principalmente para os moradores das regiões de Jacaraípe, Nova Almeida e Feu Rosa.

A UPA de Castelândia vai funcionar 24 horas, todos os dias da semana, incluindo feriados, com acolhimento por meio de classificação de risco. Os pacientes terão acesso a atendimento médico adulto, pediátrico e odontológico, exames radiológicos e laboratoriais e aplicação de medicamentos. No espaço, haverá farmácia, sala de urgência com leitos e salas de observação, em uma estrutura moderna e ecológica, com painéis solares e aproveitamento da luz natural nos ambientes.

A praça Encontro das Águas, em Jacaraípe, é um dos pontos turísticos da Serra. – Foto: PMS

A cidade foi a primeira do Espírito Santo a aderir ao projeto Saúde na Hora, do governo federal, que propõe estender o horário de atendimento das unidades com Estratégia de Saúde da Família (ESF) até as 19 horas. A unidade de saúde de José de Anchieta foi a primeira. Além de ampliar o acesso da população aos serviços, com horários diferenciados, a iniciativa visa a diminuir a procura pelas UPAs. As próximas unidades a adotar esse expediente são: Nova Carapina I, Jardim Carapina, Carapina Grande, Jardim Tropical e Planalto Serrano A.

Educação vencedora

O município campeão em transparência e obras não para de investir e ampliar o atendimento à população. A Serra já é a maior rede de ensino do Estado, com aproximadamente 70 mil alunos distribuídos por 139 unidades escolares, atendendo 100% das crianças de 4 e 5 anos nos Centros Municipais de Educação Infantil (Cmeis).

No próximo ano, cerca de 1.600 novas vagas serão abertas com a entrega dos Cmeis de Central Carapina e Vista da Serra II e da Escola de Ensino Fundamental (Emef) Divinópolis. Também estão em andamento as obras dos Cmeis de Campinho da Serra I e Bairro de Fátima, que tiveram suas ordens de serviços dadas em 2019.

Também em 2019, foram entregues o Cmei Selma Nascif Elias, em Cidade Continental – setor Ásia e as quadras poliesportivas das escolas de Belvedere e Cidade Pomar. A população também ganhou este ano a sua primeira escola em tempo integral, a Emef Profª Eulália Falquetto.

A Serra já é a maior rede de ensino do Estado, com aproximadamente 70 mil alunos distribuídos por 139 unidades escolares. – Foto: PMS

Facilidade para investidores

O alvará sanitário para novas empresas agora é emitido com mais agilidade na Serra. Ótima notícia para quem quer investir em lanchonete, bar, funerária, salão de cabeleireiro e muitas outras atividades. A partir deste ano, o documento passou a ser concedido em 24 horas para atividades consideradas de baixo risco. Antes, o prazo era de 40 dias.

Os interessados poderão tirar o alvará, via portal Simplifica (www.simplifica.es.gov.br), válido para quem está abrindo um negócio ou alterando contrato social. Desde o lançamento, já foram expedidos 70 documentos. A Vigilância Sanitária da Serra trabalha para que o modelo alcance todos os empreendimentos, ou seja, tanto os novos negócios quanto aqueles que precisam apenas se regularizar.

Cabe destacar que há investimentos em cursos profissionalizantes, oferecendo mais mão de obra qualificada aos investidores.

Obras e outros avanços

Ha um amplo cronograma de outras melhorias. Serão investidos mais de R$ 300 milhões em obras e equipamentos, como a implantação do binário da Avenida Norte-Sul, entrega de supercreches e escolas, obras de drenagem e pavimentação e construção de praças, entre outras.

Entre as grandes obras que trazem impulso também ao ambiente de negócios da cidade, estão a do Contorno do Mestre Álvaro e a construção das novas rotatórias de Maringá e do Hospital Dório Silva.

Somente para as inaugurações, ordens de serviço, reformas e projetos previstos para a educação em 2020, a Prefeitura da Serra reservou R$ 430 milhões para investimentos na área.

E um avanço muito importante que começa a valer no dia 1º de janeiro são a isenção e a redução da alíquota da Contribuição para Custeio do Serviço de Iluminação Pública (Cosip), a taxa de iluminação pública, beneficiando mais de 200 mil pessoas. “Terão direito à isenção cerca de 50 mil moradores, incluindo 15 mil famílias de baixa renda e 35 mil que consomem até 50 Kilowatt-hora. Haverá também redução da alíquota da Cosip a 150 mil famílias da classe residencial”, anuncia o prefeito Audifax Barcelos.

Confira a entrevista com o prefeito Audifax Barcelos:

Foto: PMS

“O principal desafio para 2020 é manter o equilíbrio e controle de gastos”

Quais os impactos do Hospital Materno-Infantil, da UPA de Castelândia e do projeto Saúde na Hora?

O hospital é a maior obra pública em andamento no Espírito Santo. Será um dos maiores do Estado e vai aumentar o acesso de mães e crianças aos serviços de saúde. São mais 135 leitos, sendo 60 maternos, 60 infantis e 15 intermediários. A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 horas, já inaugurada, um investimento de R$ 9 milhões, atenderá moradores de todo o município, principalmente dos bairros Jacaraípe, Nova Almeida, Castelândia, Feu Rosa, Manguinhos e Vila Nova de Colares. A Serra foi a primeira cidade no Estado a adotar o sistema do Saúde na Hora, iniciativa que permite o acesso de mais pessoas a consultas e exames de rotina, em um horário mais flexível, até as 19 horas, e que desafoga as UPAs.

O que foi feito para gerar novos investimentos?

Instituímos o Simplifica Serra. E avançamos no Ranking Sebrae, que mede a desburocratização em processos para micro e pequenas empresas. Em janeiro de 2019, estávamos em 20º lugar; em dezembro, conquistamos a sétima posição; e a expectativa para 2020 é de alcançar uma das três primeiras colocações. Estamos ampliando a dispensa de alvarás e licenças a atividades de baixo risco; contratando sistema integrado de abertura de empresas, fiscalização e licenciamento; revisando a legislação; investindo na capacitação de servidores e na organização das associações comerciais. Temos investimentos contínuos na melhoria da logística da cidade, além de buscar investimentos com os governos federal e estadual. Trabalhamos com muita organização e planejamento. Uma responsabilidade que nos trouxe o título de cidade Mais Transparente do Brasil, segundo a Controladoria-Geral da União.

E quanto ao Polo de Inovação da Serra e ao novo Plano Diretor Municipal (PDM)?

O polo é outro grande avanço para o ambiente de negócio da cidade neste ano, que estimula a cultura e o ambiente inovador. A expectativa dos setores públicos, privado e acadêmico é que, nos próximos 10 anos, 200 novas empresas estejam instaladas no local e realizem um investimento em torno de R$ 150 milhões. Também criamos projeto para alterar a Lei Municipal nº 3.820/2012, que dispõe sobre o PDM, mais uma medida para melhorar o ambiente de negócios, inovar, fortalecer a economia local e gerar emprego e renda à população. Muitas atividades que hoje dependem de avaliação da comissão técnica do município e que, após atualização, poderão ter sua permissão de forma imediata.

Na educação, a Serra atende 100% das crianças de 4 e 5 anos. Como estender isso a outras idades?

Nossa rede municipal de ensino é a maior do Estado, com mais de 70 mil alunos, sendo 21.481 só na educação infantil (Cmeis). E estamos trabalhando para ampliar o atendimento à população. Em 2018, foram entregues três novas supercreches. Em 2019, o município entregou uma unidade em Cidade Continental e, para o ano de 2020, outras duas novas supercreches serão entregues à população, além de uma escola de tempo integral. Mais 11 unidades de ensino também estão com obras em andamento, em fase de projetos ou de captação de recursos e vão atender mais de 5 mil crianças, adolescentes, jovens e adultos. Entre essas, destaco as supercreches de Campinho da Serra I e Bairro de Fátima.

Quais os três principais desafios para 2020?

Manter o equilíbrio e o controle de gastos, porque a população da Serra cresceu em mais de 120 mil pessoas em 10 anos, enquanto a nossa arrecadação se manteve praticamente a mesma. Estou determinado a avançar na qualificação e expansão dos serviços, principalmente em educação e saúde, além de investir em obras estruturantes, cuidando cada vez mais das pessoas, oferecendo oportunidade e qualidade de vida. Estamos com intenso cronograma de obras e prevemos grandes e importantes investimentos que vão beneficiar os mais de 520 mil moradores da cidade. Vamos manter e avançar com projetos sociais e melhorar a qualidade de vida da população mais carente: concessão do auxílio-moradia a pessoas em situação de rua e manutenção do Pró-Família, programa de transferência direta de renda que compõe o rol de ações de enfrentamento à pobreza na Serra.

Leia Também:
- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade