25.9 C
Vitória
sexta-feira, 15 outubro, 2021

Dia Mundial do Chocolate: destaque na produção da matéria-prima no ES

No Dia Mundial do Chocolate, comemorado nesta terça-feira (07), o Espírito Santo se destaca na cultura do cacau, matéria-prima para produzir o doce

Comemorado nesta terça-feira (07), o Dia Mundial do Chocolate registra a introdução do produto na Europa, ainda no século 15. Entretanto, há na história quem diga que foram os Maias e os Astecas os pioneiros no cultivo do cacau, principal matéria-prima do chocolate. Um ou outro, não importa. Fato é que nos beneficiamos desta iguaria que só nos traz felicidades!

E o Brasil tem se destacado nesse mercado. De acordo com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, o país ocupa a sétima posição na produção mundial de cacau, movimentando R$ 20 bilhões no território nacional.

Em setembro de 2019, o Brasil foi reconhecido como país exportador de 100% de cacau fino e de aroma pela Organização Internacional do Cacau (ICCO). O cacau fino e de aroma é identificado por apresentar sabores diferenciados, como frutados, florais, amadeirado, entre outros.

chocolate
O chocolate é uma das iguarias mais apreciadas no país. – Foto: Reprodução

Espírito Santo

No Estado, o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) apoia os agricultores, fomentando a produção de cacau no território capixaba.

A entidade faz parte do Programa de Revitalização das Áreas Produtoras de Cacau do Espírito Santo, que atua na renovação e/ou revitalização das áreas em sistema de “Cabruca”, um sistema agroflorestal que maneja culturas à sombra das árvores nativas da Mata Atlântica, afetadas pela doença Vassoura de Bruxa (VB), visando a fornecer aos cacauicultores alternativas de restabelecimento da performance econômica, social e ambiental da atividade.

Além das ações de assistência técnica e extensão rural, o Incaper atua em parceria com instituições como a Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac) e prefeituras municipais para fomentar, não só a cultura do cacau, mas também a produção de derivados como, por exemplo, o chocolate.

O Espírito Santo produz cerca de oito mil toneladas de cacau por ano, enquanto Estados como Bahia e Pará produzem mais de 100 mil toneladas cada. O extensionista do Incaper Lucas Calazans diz que a cultura do cacau vem crescendo no Estado e explica os motivos. “A amêndoa capixaba possui qualidade reconhecida nacional e internacionalmente. Além disso, o preço do cacau é bastante atrativo, fazendo a cultura cair cada vez mais no gosto do produtor”, afirma.

Indústria

A fabricante americana de chocolates Hershey´s iniciou as operações do seu centro de distribuição, em junho deste ano, no Espírito Santo. A unidade, instalada na Serra, tem uma área de 5 mil metros quadrados, com capacidade de atender até 1,5 mil clientes nacionais e movimentar cerca de 50 mil toneladas de produtos por ano.

O espaço concentra todas as atividades de distribuição do portfólio de produtos nacionais e importados da Hershey´s no país. O projeto envolve um investimento da ordem de R$7 milhões, com a geração de 50 vagas de emprego entre diretos e indiretos.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade