Serra amplia espaço de proteção a animais silvestres

Os terrenos doados ficam na Área de Proteção Ambiental (Apa) da lagoa Jacuném, em Barcelona (Fotografia - Jansen Lube/PMS)

Cidade é campeã em resgate de animais na Grande Vitória

Cerca de 10 animais silvestres, como cobras, pássaros, corujas e papagaios são recolhidos pela Prefeitura da Serra por semana. Esses bichos são enviados ao Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas), que fica na Área de Proteção Ambiental (Apa) da lagoa Jacuném, em Barcelona.

Para expandir as estruturas e aumentar a capacidade de atendimento do Cetas, que pertence ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), a Prefeitura doou ao instituto duas áreas que somam um total de 14.500 metros quadrados. Uma tem área de de 11.200 m² e a outra de 3.300 m².

“A Serra é o município na Grande Vitória que mais encaminhamentos ao Cetas. Lá, eles são identificados, avaliados e recuperados. Quando estão saudáveis, eles são devolvidos à natureza. Por isso, a importância de expandir as estruturas do local, para dar maior condições de tratamento a esses seres”, explicou o prefeito Audifax Barcelos.

Cetas

O Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) recebem animais silvestres por entrega voluntária, resgate ou oriundos de apreensão de fiscalização. Os principais grupos de animais encaminhados pela Prefeitura da Serra para o Cetas de Barcelona são passarinhos, papagaios, periquitos, corujas, gaviões e falcões.


LEIA TAMBÉM
Conteúdo Publicitário