22.1 C
Vitória
sexta-feira, 3 dezembro, 2021

Pet na folia: fique atento aos cuidados com o seu bichinho!

Blocos, desfiles, shows, grandes aglomerações, churrasco com amigos ou praia. O clima de Carnaval já chegou e os foliões ficam ansiosos para aproveitar o feriadão. Mas você já parou para pensar o que fazer com os animais de estimação durante o período?

O carnaval está aí e todos já pensam para onde ir. Neste momento, é importante saber o que fazer com seu animal de estimação. Alguns locais adotam a cultura do pet friendly, mas outros não permitem a entrada de bichinhos. Então, o que fazer?

De acordo com o médico-veterinário e presidente do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Espírito Santo (CRMV-ES) Marcus Braun, é necessário manter os horários de alimentação e um período de descanso adequado, evitar lugares com multidões que podem gerar medo e ansiedade ao animal, bem como barulhos e sons altos, pois os animais têm audição muito apurada e são extremamente sensíveis a eles, muito mais do que os humanos.

Já a médica-veterinária Tatiana Sacchi recomenda evitar a exposição solar entre 10h e 16h, período em que o sol está mais quente. Para cães de pelagem e pele brancas o uso de filtro solar apropriado pode evitar queimaduras e prevenir o câncer de pele.

“Levar uma garrafinha de água e oferecer ao animal, além de molhar a barriga e as patas o mantém hidratado e evita a hipertermia. Atenção redobrada deve ser dada aos cães braquicefálicos, como Pugs e Bulldogues, que fazem quadros graves de hipertermia com mais facilidade, devido à dificuldade que eles têm de respirar, ventilar e trocar calor adequadamente”, destaca a Tatiana.

Segurança

A médica-veterinária reforça que o calor e a movimentação de pessoas também podem estressar o pet. Por isso, é importante identificar os animais com target ou coleiras de identificação que possam ajudar a localizá-lo em caso de fuga.

Com uma rotina diferente, o melhor é mantê-lo em local seguro, fresco e longe do barulho e da bagunça. Organizar um ambiente confortável para que ele fique à vontade e longe de qualquer tipo de estresse ou riscos. Para quem vai viajar ou receber familiares e amigos, uma opção é procurar um serviço de hotel para animais, registrado no CRMV-ES.

bailinho-dogs
Para quem vai viajar ou receber familiares e amigos, uma opção é procurar um serviço de hotel para animais, registrado no CRMV-ES. – Foto: Reprodução

“Quando quiser levar seu animal para a folia, pense como ele e pergunte-se “Eu gostaria de estar nesse lugar? Estaria feliz, seguro e relaxado lá? Fica a dica!”, finaliza Tatiana Sacchi.

Abandono

O índice de abandono e fuga de animais cresce nesta época do ano. É fundamental a conscientização de tutores sobre os cuidados que devem ter com seus animais, como pondera a médica-veterinária e conselheira do CRMV-ES Roberta Valeriano.

“Em vez do tutor incluir o pet em seus planos de férias ou feriado prolongado, ele prefere abandoná-lo como se fosse objeto. É bom o tutor ficar atento também que abandono de animais é considerado maus-tratos e é crime. Afinal, adotar um animal é um compromisso de responsabilidade para a vida toda, que demanda cuidados diários”, alerta Valeriano.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade