Marinha iniciará buscas por óleo no litoral capixaba

As manchas de óleo surgiram primeiro no litoral do nordeste. Agora, se dirigem ao Espírito Santo. - Foto: Reuters / Adriano Machado/

Os fuzileiros navais foram deslocados a Conceição da Barra e São Mateus a fim de evitar que o óleo chegue ao Estado

Após atingir nove estados da região Nordeste, o Espírito Santo se prepara para receber o óleo, de origem desconhecida, em seu litoral. Desta forma, a Marinha do Brasil disponibilizou 30 fuzileiros navais para realizar as buscas.

Os profissionais atuarão primeiramente nos municípios de Conceição da Barra e São Mateus, a fim de evitar a possibilidade de contaminação das águas capixabas.

O Estado conta com um comitê de emergência ambiental. O Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema) e a Defesa Civil foram acionadas. De acordo com o instituto, não é possível determinar a chegada do óleo às praias capixabas, porém o monitoramento é contínuo.

Por meio de nota, o Iema “esclarece que as foram realizadas capacitações nos municípios de Conceição da Barra, São Mateus, Linhares, Aracruz, Fundão, Serra, Vitória e Vila Velha, com os servidores de várias áreas como defesa civil, meio ambiente, serviços urbanos e logística, para alinhar conhecimentos diversos, que vão desde procedimentos para interdição das praias, de comunicação preventiva aos banhistas sobre possíveis contaminações, da organização das pessoas que irão combater o óleo, da identificação dos técnicos e voluntários, no uso dos materiais e equipamento de proteção individual, até os primeiros desenhos de operação e comando, definindo os pontos de atuação das brigadas.”, disse o texto.

Até agora, 4,3 mil toneladas de resíduos de óleo retirados das praias nordestinas, segundo o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Outros Estados

Em Sergipe, uma equipe de profissionais da Universidade Federal do Estado e da Secretaria da Agricultura, coletou amostras de água, sedimentos e fauna em dois municípios sergipanos: na praia do Viral e no Rio Vaza-Barris. As análises químicas servirão para determinar o grau de contaminação por óleo nas amostras.

No Nordeste, onde houve maior impacto, as praias que estão com equipes de limpeza são: Japaratinga, Barra de São Miguel, Coruripe, Feliz Deserto e Piaçabuçu, em Alagoas. Cumbuco e Barra do Cauípe, no Ceará, além de Coroa do Meio, em Sergipe e Cairu, na Bahia.

De acordo com o grupo de Acompanhamento e Avaliação, formado pela Marinha, a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) e o Ibama, as praias dos estados do Rio Grande do Norte, da Paraíba e de Pernambuco estão limpas, sem vestígios de óleo.

*Da redação, com informações da Agência Brasil.

Leia Também:
Conteúdo Publicitário