Primeira-ministra britânica renuncia o cargo

Foto: Divulgação

Theresa May ficará no cargo até 07 de junho. Segundo ela, saída tem relação com o Brexit, aprovado há três anos

A primeira-ministra britânica, Theresa May, anunciou nesta sexta-feira (24) que vai deixar o cargo a partir do dia 07 de junho. O comunicado foi feito em sua residência oficial, de acordo com a Agência Brasil.

Na próxima semana, um novo líder será escolhido. “Continuarei a servir como primeira-ministra até que o processo esteja concluído”, disse Theresa em entrevista sobre sua permanência no posto.

Segundo ela, esta foi a maior honra de sua vida vida ter sido a segunda mulher primeira-ministra no Reino Unido, “mas, certamente, não a última”, e ter servido ao país que ama.

Sobre o Brexit, aprovado no congresso há três anos, ela argumentou que fez tudo o que podia para convencer os deputados a apoiar o acordo de saída. “Infelizmente, não consegui. É agora claro para mim que é do interesse do país que seja um novo primeiro-ministro a liderar esse esforço”, concluiu.

Theresa afirmou que “será função do meu sucessor procurar um caminho que honre o resultado do referendo. Para ser bem-sucedido, ele ou ela terá de encontrar um consenso no Parlamento, que eu não consegui. Esse consenso só pode ser atingido se ambas as partes em debate estiverem disponíveis para o compromisso”.

O que é o Brexit?

A sigla Brexit é uma junção de “Britain” e “exit”, que em português significa saída do Reino Unido (da União Europeia). O Brexit, opção que venceu o plebiscito, consiste basicamente no desmembramento, por parte do Reino Unido, do bloco da União Europeia.

A União Europeia surgiu após a Segunda Guerra Mundial, com o objetivo de promover a integração e a cooperação entre tais países, em diversos aspectos: econômicos, culturais e políticos.

*Da redação com informações de agências

Conteúdo Publicitário