Maio Amarelo: maioria dos acidentes envolveram motociclistas em 2019

Foto: Divulgação

No Espírito Santo, o primeiro trimestre deste ano foi marcado por muitos acidentes, principalmente com motos

O Maio Amarelo, campanha de conscientização contra os acidentes de trânsito, começou e de acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), houve aumento de acidentes, principalmente com motociclistas.

Segundo o relatório divulgado pelo órgão, os três primeiros meses deste ano, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) fez 3.079 atendimentos a acidentes, sendo que 1.986 envolveram motocicletas, o que equivale a 64,5%.

De acordo com a coordenadora geral do Samu, Julianna Vaillant, os acidentes de moto são crescentes. “Temos observado esse aumento e trabalhado em ações preventivas junto aos órgãos que se ocupam em atividades para conscientização, pois são as ações preventivas que irão mudar essa realidade”, destaca.

Simulação de acidentes do Samu. – Foto: Divulgação / Sesa

Referência técnica em ortopedia da Sesa, o médico Eduardo Ferri, afirmou que os acidentes com motocicletas costumam ter lesões mais graves, e alerta para os cuidados. “Além do número de acidentes que têm aumentado, as lesões graves também. O motociclista precisa se atentar ao uso de todos os equipamentos de proteção, como capacetes, calçados e vestimentas adequados.”, alerta.

Registros

Além disso, os registros de acidentes que envolvem a motocicleta vêm aumentando nos últimos dois anos. Em 2017, dos 6.147 registros totais de atendimentos do Samu, 2.506 foram causados por moto, aproximadamente 47,8%. Em 2018, eles passaram a ser mais da metade dos 6.573 acidentes totais, cerca de 52,3% (3.437 atendimentos).

Os atendimentos referentes aos acidentes de automóvel, em 2017 e 2018, foram registrados 955 e 1.735 chamados respectivamente. Em 2019, nos três primeiros meses, foram registrados 582 atendimentos pelo Samu. Quanto à bicicleta, em 2017 foram registrados 1.403 chamados e em 2018 foram 643. No primeiro trimestre de 2019, o Samu registrou 413 acidentes com bicicletas.

Samu

O Samu também opera com o apoio do helicóptero do Núcleo de Operações e Transporte Aéreo, da Casa Militar, em missões aeromédicas.

Atualmente o Samu está presente em 18 municípios do Espírito Santo (Afonso Cláudio, Anchieta, Brejetuba, Cariacica, Domingos Martins, Fundão, Guarapari, Itaguaçu, Itarana, Marechal Floriano, Piúma, Santa Maria de Jetibá, Santa Teresa, Serra, Venda Nova do Imigrante, Viana, Vila Velha e Vitória), abrangendo uma população de aproximadamente 2,2 milhões de habitantes, com frota de 31 ambulâncias em atividades, sendo nove Unidades de Suporte Avançado e 22 Unidades de Suporte Básico.

Projeto Vida no Trânsito

Coordenado pelo Ministério da Saúde, o Projeto Vida no Trânsito (PVT) é uma iniciativa brasileira voltada para a vigilância e prevenção de lesões e mortes no trânsito e promoção da saúde.

No Espírito Santo, o projeto é desenvolvido em Vitória, com propostas de ampliação para oito municípios cujo trânsito é municipalizado. A metodologia do PVT baseia-se na junção dos bancos de dados sobre trânsito.

Aqui, o projeto é coordenado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) em parceria com o Departamento Estadual de Trânsito (Detran/ES) e apoiado pela Secretaria de Estado da Segurança Pública e Defesa Social (Sesp), pela Federação das Empresas de Transportes do Estado do Espírito Santo (Fetransporte) e Movimento Capixaba para Salvar Vidas no Trânsito (Movitran).

Conteúdo Publicitário

Aproveite as promoções especiais na Loja da ES Brasil!