22.1 C
Vitória
sexta-feira, 12 agosto, 2022

Consultora de imagem Janaina Gurgel dá dicas sobre home office e imagem profissional

esbrasil-janaina-gurgel-consultora-imagem-pessoal
Janaina Gurgel é consultora de imagem - Foto: Divulgação

Cerca de 24,1% da população brasileira poderia aderir ao home office, mas é preciso tomar alguns cuidados para não comprometer a imagem profissional trabalhando em casa 

Por Wesley Ribeiro 

No Brasil, aproximadamente um a cada quatro pessoas poderia trabalhar de forma remota, o chamado home office, segundo levantamento do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Os dados estão em Nota de Conjuntura divulgada em maio de 2022.

Desse modo, o estudo sobre home office do Ipea mostra que 20,4 milhões de pessoas, que representam 24,1% do total da população ocupada do país, poderia aderir à modalidade.

Entretanto, trabalhar de forma remota com ética profissional pode ser um desafio para os profissionais e até comprometer a carreira de quem aderiu à modalidade. Como se apresentar em uma reunião virtual? O que vestir? Como deve ser o ambiente onde o trabalhador se conecta com os demais colegas?

Para responder a essas e outras questões, o Portal ES Brasil entrevistou com exclusividade a consultora de imagem Janaina Gurgel. Vale a pena conferir as dicas que a especialista oferece!

Quando cresceu a demanda por trabalho remoto no país, especialmente durante a pandemia de Covid-19, você realizou muitas palestras sobre imagem profissional online. Por que?

esbrasil-home-office
No Brasil, aproximadamente um a cada quatro pessoas poderia trabalhar de forma remota, segundo o Ipea – Foto: Reprodução/Freepik

As pessoas estavam confundindo o fato de estar em casa e só usarem o computador para falarem em família e de maneira informal com o trabalho. Isso estava causando uma confusão muito grande na cabeça dos profissionais, que muitas vezes entravam em reuniões com trajes informais como se estivessem falando com amigos. Mas é preciso tomar uma série de cuidados.

Como o profissional pode romper com esse comportamento e fazer a distinção entre ambiente profissional e doméstico natural e espontaneamente?

O principal ponto de quando nós entramos numa reunião on-line é se teletransportar mentalmente para o ambiente de trabalho, imaginando como estaríamos vestidos para receber um cliente.

Até que ponto a aparência merece atenção?

É relevante zelar pelo vestuário como se estivesse no ambiente de trabalho. Deve-se prestar atenção nos cuidados com o rosto e o cabelo deve estar em ordem, porque o rosto é a parte que mais aparece na tela. Sem os cuidados, o profissional pode transparecer uma ideia de desleixo e de antiprofissionalismo.

Em casa, as pessoas tendem a ficar mais à vontade e preferem roupas mais leves e curtas. Até que ponto a pele pode ficar à mostra?

É importante usar roupas que cubram a maior parte do colo. É preciso ter muito cuidado com decotes e peças de alça porque já tem muita pele exposta, que é a do rosto. Então, do pescoço para baixo deve-se deixar o mais coberto possível para equilibrar essa exposição de pele.

O senso de moda e composições devem entrar nessa equação?

Quanto à cor da roupa, deve existir um contraste entre a peça e o fundo do ambiente. Se o fundo é branco, por exemplo, deve-se usar uma roupa de cor. E a cor depende do trabalho da pessoa. Se for mais formal, o ideal é usar tons sóbrios como preto, branco, cinza, azul-marinho e bege. Se for mais informal, pode ser mais colorido, mas de preferência peças lisas, sem estampas”.

E sobre o ambiente de trabalho em si, quais são as dicas para manter a integridade da imagem profissional?

Um ponto importante é prestar atenção na iluminação do ambiente. Isso porque quando a pessoa está mal iluminada, fica com um semblante pesado e as demais pessoas não enxergam suas expressões faciais. A dica é não usar apenas a luz do teto, que gera sombras abaixo dos olhos e traz uma sensação de cansaço. Para resolver essa questão, pode-se usar também uma iluminação frontal ou diagonal. E isso se consegue com luminárias, ring ligths e até mesmo posicionando o computador de frente para uma janela, onde é possível aproveitar melhor a luz natural do dia.

Pode parecer uma pergunta óbvia, mas qual o peso da organização do ambiente para a imagem do profissional que está trabalhando de forma remota?

Observar o fundo do ambiente onde se está também é necessário. Quanto mais desordem existir, mais as pessoas prestarão atenção na desordem. E quanto mais equilíbrio, mais o foco ficará na pessoa que está em reunião ou trabalhando on-line. Então, o ideal é procurar um espaço mais vazio ou colocar aqueles fundos falsos já muito utilizados atualmente.

Cada vez mais, fala-se em home office. São comuns casos em que o profissional acaba levando trabalho para casa por causa do volume de trabalho imposto por algumas empresas. Isso é home office? Qual o conceito de home office?

Traduzindo para o português, home office significa escritório em casa. Assim como o termo sugere, home office é exatamente ter uma estrutura de trabalho no ambiente doméstico, local onde todas as suas atividades profissionais são realizadas. Trabalho remoto, trabalho à distância ou teletrabalho são algumas variações do home office. Afinal, muitos profissionais optam por trabalhar em outros lugares, como espaços de coworking, cafeterias e hotéis, além de sua moradia.

O trabalho remoto é uma modalidade que veio para ficar?

Esse modelo de trabalho é uma tendência mundial que a cada ano ganha mais adeptos, tanto por parte dos candidatos quanto dos empregadores. Afinal, o home office oferece benefícios para ambas as partes. A gigante de tecnologia Dell é uma das que vêm colhendo bons frutos do trabalho remoto. De acordo com a empresa, foi possível economizar 12 milhões de dólares com a adoção do trabalho à distância. Além disso, com organização, disciplina e responsabilidade, os funcionários também têm resultados positivos ao começar a trabalhar fora do ambiente da empresa. Esses profissionais têm um aumento da produtividade e mais autonomia para gerir suas demandas, além de contar com o conforto de casa.

Qual o perfil do trabalhador remoto e os aspectos legais dessa modalidade de trabalho?

Mesmo que seja mais comum encontrar profissionais autônomos trabalhando em home office, trabalhadores de todas as áreas podem usufruir desse modelo de trabalho. O home office pode ser adaptado tanto à rotina daqueles que trabalham sob regime de CLT quanto àqueles que atuam como freelancers. O artigo 75-B da CLT define o teletrabalho (que engloba o home office) como a prestação de serviços realizada fora das dependências da empresa. Nesse caso, o funcionário presta serviços de carteira assinada, mas sem a exigência de estar presencialmente nas dependências da empresa. Nesse regime de trabalho, é responsabilidade da empresa prover os equipamentos e a infraestrutura necessários para o exercício das funções fora do ambiente da empresa. Além disso, não é por estar em casa que o funcionário faz suas próprias regras. É comum que esses profissionais tenham que bater ponto virtual e cumprir os horários estipulados pela empresa. Em home office, os profissionais com carteira assinada também têm direito aos mesmos benefícios, como férias e 13º salário.

E na modalidade freelancer, como o home office funciona?

Para os profissionais freelancers, a dinâmica é diferente. Esses profissionais não possuem vínculo empregatício ou carteira assinada por uma empresa. Desse modo, o profissional costuma atender mais de um cliente, adequando suas tarefas e sua rotina de trabalho conforme sua vontade. Nesse modelo de trabalho, o profissional é responsável pela sua infraestrutura e ferramentas de trabalho, sendo sua responsabilidade garantir um ambiente adequado. Além disso, esses profissionais têm mais autonomia e flexibilidade para fazer seus horários e organizar sua rotina. Em resumo, tanto profissionais com carteira assinada quanto freelancers podem usufruir do home office. Contudo, cada um terá uma dinâmica de trabalho diferente.

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Entre para nosso grupo do Telegram

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade