25.5 C
Vitória
sábado, 29 janeiro, 2022

Doenças demenciais podem ser provocadas por noites mal dormidas

Foto: Istock / Getty Images

As alterações no sono são frequentes e, muitas vezes, podem influenciar no aparecimento de doenças neurológicas

Os distúrbios do sono podem ser causadores de doenças demências, principalmente em idosos. Os dados são extremamente relevantes, pois são a principal causa de institucionalização do paciente.

De acordo com a médica do sono, Jéssica Polese, durante a noite, quando os familiares tentam descansar é onde ocorre a maioria das alterações comportamentais nos doentes com Alzheimer e outras demências, tornando o convívio difícil, uma vez que pode interferir em toda a dinâmica da família que tenta descansar no momento de maior agitação e necessidade do idoso.

“No Alzheimer é comum a ocorrência da agitação noturna também chamada Síndrome do pôr do sol onde o idoso apresenta agitação associada a confusão mental e a alucinações. Atinge 66% dos idosos demenciados. Consequentemente durante o dia esses indivíduos ficam sonolentos, provocando muitas vezes alteração no ciclo circadiano (o idoso dorme durante o dia e fica agitado durante a noite)”, explica a médica.

Outra situação comum é a insônia, que fica mais comum com o envelhecimento e com as doenças neurológicas e demenciais. Por outro lado o avanço de fase é outra condição que pode acometer os idosos.

“O avanço de fase é caracterizado por uma tendência a dormir cada vez mais cedo e acordar na madrugada. Quando a casa está dormindo, o idoso está ativo, e isso acaba gerando conflitos e preocupações nos familiares”, relata Polese.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade