26.6 C
Vitória
quarta-feira, 1 dezembro, 2021

Dia Mundial da Água: problemas e soluções

Recurso natural cada vez mais escasso, a água precisa ser cuidada com mais atenção por todos. Algumas empresas já investem em medidas sustentáveis. 

Nesta quinta-feira (22) é comemorado o Dia Mundial da Água. É necessário refletir que 40% da população mundial já enfrenta dificuldades de acesso à água. Até 2050, serão cinco bilhões de pessoas nessa situação, segundo o Instituto Internacional de Pesquisa de Política Alimentar.

Entre os objetivos da Política Nacional de Recursos Hídricos, a sanção da Lei 13.501/2017 foi um passo importante nesse contexto. Ela prevê incentivo, promoção da captação, preservação e aproveitamento de águas das chuvas.

De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), estima-se que um bilhão de pessoas carece de acesso a um abastecimento de água suficiente, definido como uma fonte que possa fornecer 20 litros por pessoa por dia a uma distância não superior a mil metros. Essas fontes incluem ligações domésticas, fontes públicas, fossos, poços e nascentes protegidos e a coleta de águas pluviais.

Você sabe o que está acabando com a água potável no mundo? Confira as causas do problema:  

A ONU afirma ainda que causas de abastecimento inadequado de água incluem o uso ineficiente, a degradação da água pela poluição e a superexploração das reservas de águas subterrâneas. Ações corretivas visam a alcançar uma melhor gestão dos escassos recursos de água potável, com foco particular na oferta e na demanda, quantidade e qualidade.

Atividades do Sistema das Nações Unidas visam ao desenvolvimento sustentável dos recursos finitos e frágeis de água doce, que estão sob pressão crescente com o crescimento populacional, a poluição e as demandas de usos agrícolas e industriais.

E para evitar o consumo exagerado e contribuir com a preservação da água potável, empresas, indústrias, organizações e cidadãos comuns têm adotado a captação de água da chuva para reaproveitar em atividades cotidianas.

Alguns estados e cidades buscam aprovar leis que obrigam a inclusão de sistemas de captação e uso de água da chuva em determinadas obras, fazendo avançar os chamados prédios verdes ou sustentáveis. Empresas que querem preservar o meio ambiente já encontram no mercado produtos que permitem a adequada e segura captação de água da chuva, para pequenos e grandes volumes.


Reúso da água
Fonte: Organização das Nações Unidas (ONU)


De acordo com o diretor comercial e de marketing da Fortlev, Wenzel Rego, soluções inteligentes estão ao alcance de quem precisa de recursos para economizar a água. “Ainda precisamos nos conscientizar mais sobre a importância de aproveitar a água da chuva. Já existem meios para esse armazenamento e aproveitamento em atividades como lavar varandas e carros, regar plantas ou dar descarga no vaso sanitário”, disse.

Além disso, a Fortlev tem investido em soluções inteligentes para evitar o desperdício do recurso hídrico. Enquanto o chuveiro a gás aquece a água e que são em média 6 litros de água limpa que vão literalmente para o ralo. Agora ela pode ser armazenada de forma prática e reaproveitada em diversas finalidades, como lavar o carro, o vaso sanitário, o quintal e até regar as plantas. Com esse princípio, a empresa mantém a sua premissa de inovação sustentabilidade e lança o Coletor Ecobanho.

O formato ergonômico do produto e design inovador foi pensado para ocupar pouco espaço e impedir a entrada de insetos. “Nossa proposta é o da economia sustentável e consumo consciente da água. Ao ter um Coletor Ecobanho Fortlev no chão do seu banheiro significa ‘eu não vou desperdiçar’ água”, destaca o diretor Comercial e de Marketing da empresa, Wenzel Rego.

Reúso da água
A Águia Branca reduz em 50% o consumo de água com o sistema de reúso

A Águia Branca adota o reaproveitamento de água há mais de 30 anos, quando o primeiro sistema – que funciona até hoje – foi instalado. A útima inovação da empresa foi a implantação, em 2017, do sistema que reaproveita a água dos aparelhos de ar-condicionado. “São sistemas diferentes. Quando utilizamos a água de chuva ou do ar-condicionado, não fazemos nenhum tratamento: apenas coletamos, estocamos e utilizamos a água. Já no sistema de tratamento da água do lavador de veículos e lavanderia, possuímos equipamentos para tratamento físico-químico, que utiliza produtos para retirada de impurezas, tornando a água novamente própria para o consumo”, explica Virgilio Cabalini Pasolini, gerente de suprimentos da empresa.

Como ficaremos daqui há alguns anos?

A ONU destaca que a cada dia, milhões de toneladas de esgoto tratado inadequadamente e resíduos agrícolas e industriais são despejados nas águas de todo o mundo. Desta forma, todos os anos, morrem mais pessoas das consequências de água contaminada do que de todas as formas de violência, incluindo a guerra. A contaminação da água enfraquece ou destrói os ecossistemas naturais que sustentam a saúde humana, a produção alimentar e a biodiversidade. Assim, a maioria da água doce poluída acaba nos oceanos, prejudicando áreas costeiras e a pesca.

Há uma necessidade urgente para a comunidade global – setores público e privado – de unir-se para assumir o desafio de proteger e melhorar a qualidade da água nos nossos rios, lagos, aquíferos e torneiras.

O vídeo abaixo ilustra a possível situação do mundo no ano de 2070. Um homem aponta as consequências da falta de preservação desse importante recurso natural. Confira a carta de Mano Matheus à população de hoje:


Leia mais:
Cesan celebra Dia Mundial da Água com evento em escolas
Dia da Água: Pequenas mudanças, grandes resultados
- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade