25.5 C
Vitória
quarta-feira, 29 maio, 2024

Câmara de Vitória descarta mudança de prédio após impasse de valores

Valor requerido pela administradora do antigo Aeroporto de Vitória, local visado, é superior ao determinado pela Câmara da capital

Por Robson Maia

Em debate sobre uma possível mudança de sede desde outubro do ano passado, a Câmara de Vitória permanece no mesmo lugar após as definições da Mesa Diretora da Casa. Um dos locais analisados para abrigar o Legislativo da capital era o antigo Aeroporto de Vitória, contudo, as negociações não evoluíram por conta de diferenças financeiras.

- Continua após a publicidade -

Atualmente, a Câmara de Vitória está abrigada na Avenida Beira-Mar, no Bairro Bento Ferreira. O prédio é a Casa do Legislativo da capital desde 1976. A mudança era estudada em função de problemas estruturais observados nos últimos anos no atual imóvel. Um laudo apresentado pela equipe técnica do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA) apontou diversos riscos, e que as “anomalias” identificadas durante vistoria poderiam acarretar, inclusive para a vida das pessoas que transitam diariamente pelo local.

Além disso, o prédio atual possui problema com acessibilidade de banheiros, ou seja, sem acesso adequado para cadeirantes. O piso é de carpete e o teto é de plástico, sendo um espaço perigoso caso ocorra algum acidente.

Câmara de Vitória descarta mudança de prédio após impasse de valores
Sede do antigo Aeroporto de Vitória era o principal alvo para nova sede da CMV – Foto por Infraero

Desde então, a Câmara estudava novos imóveis para abrigar os vereadores da capital capixaba. O presidente da CMV, vereador Leandro Piquet (Republicanos), declarou que a mudança também seria necessária por conta da aprovação de um Projeto de Lei (PL) que aumentou o número de vereadores de 15 para 21 parlamentares. Segundo ele, o prédio atual não comportaria a estrutura necessária para novos gabinetes e toda estrutura para atuação de um parlamentar.

Após uma fase de avaliação de novos prédios com capacidade de abrigar o Legislativo, o antigo Aeroporto de Vitória foi definido como o principal objetivo. Contudo, após uma fase de negociação com a administradora do espaço, a Zurich Airport Brasil, surgiu um impasse: o potencial valor a ser pago pela CMV não agradou a empresa.

Por meio de nota, a assessoria de imprensa da CMV destacou que a mudança de sede do Legislativo foi descartada devido ao fato de a Comissão Permanente de Engenharia de Avaliações (Copea) ter avaliado o espaço que estava sendo negociado pela Casa (Antigo aeroporto), com valores abaixo do mercado imobiliário.

“Após diálogo inaugurado na Consulta Pública 01/2023, publicada no diário oficial do dia 09/10/2023, entre a Câmara Municipal, o COPEA (Comissão Permanente de Engenharia de Avaliações – órgão avaliador da Prefeitura de Vitória) e proponente acerca de avaliação imobiliária, não foi possível prosseguir com o processo de mudança da sede do poder legislativo do poder municipal da capital. Uma vez que o proponente entendeu que os valores sugeridos pelo órgão de fiscalização não levaram em consideração elementos considerados fundamentais para a composição do valor final (custo da operação, valor da reforma, gastos de locação e despesas tributárias)”, diz o comunicado.

Segundo informou a nota, as negociações visando um novo espaço estão descartadas, momentaneamente.

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 221

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA