24.4 C
Vitória
sábado, 18 maio, 2024

Viana aposta no turismo de experiência para dinamizar economia

Viana lançou o primeiro Polo Cervejeiro municipal do país e realizou parcerias para geração de emprego e renda

Por Amanda Amaral 

Para potencializar a agroindústria e o turismo na região, foi lançado o Polo Cervejeiro de Viana, o primeiro municipal do Brasil. Além disso, para fomentar a expansão das fábricas de cerveja artesanal e desenvolver ainda mais a economia de empresas alinhadas a este mercado, foi criado ainda o Programa de Apoio às Cervejarias Artesanais Capixabas (Procerva).

- Continua após a publicidade -

Com relação ao Polo Cervejeiro, 14 cervejarias artesanais do Espírito Santo já realizaram a adesão por meio de um protocolo de intenções. De acordo com a Prefeitura, a intenção é tornar o município a capital da cerveja e do lúpulo, fomentando o cultivo e a produção dos ingredientes, o turismo de experiência, além da geração de mais de dois mil empregos diretos e indiretos e de renda na cadeia produtiva.

O Polo Cervejeiro foi lançado sexta-feira (05), quando é comemorado o Dia Mundial da Cerveja. “É com muita alegria que estamos sediando este evento importante que marca mais uma vez a história do município de Viana. Nós estamos trabalhando há quase um ano na concepção desse projeto, conversando com muitos parceiros e acreditando no desenvolvimento do agroturismo da cidade. Hoje nós conseguimos fazer esse grande lançamento muito esperado e aguardado pelas instituições, por aqueles que empreendem e por aqueles que querem ter um local de lazer e de encontro de famílias”, pontuou o prefeito Wanderson Bueno.

Dinamização da economia

Serão dados incentivos para empreendimentos como pousadas, cervejarias e lojas que atenderão os turistas e visitantes ainda em 2022, segundo informações da Prefeitura de Viana.

Por isso, foi criada a zona especial de agroturismo, que compreende Viana Sede, a localidade de Jacarandá, e segue até Araçatiba. São pensados eventos como a colheita do lúpulo e malte, visita à produção desde o processo industrial até o produto final, além de grandes festivais de cerveja.

Outra intenção da administração municipal é atrair as cervejarias já existentes no município para dentro do polo e empreendedores que desejam abrir novos negócios na região, como gastronomia e hotelaria.

Procerva

O Procerva foi elaborado pelo Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes), em parceria com a Prefeitura de Viana. O objetivo é desenvolver ainda mais a economia de empresas alinhadas ao mercado de cervejarias artesanais.

O programa oferta um pacote de linhas de crédito que visa atende a todas as necessidades das empresas do setor, tanto de investimento quanto de capital de giro. Para o diretor-presidente do Bandes, Munir Abud de Oliveira, as cervejarias podem servir de âncora para a instalação de outros negócios.

“Podem vir a reboque da instalação do Polo oportunidades para pousadas, restaurantes, agroindústria, laticínios e outros. Por isso, a ideia é dar celeridade aos financiamentos e analisar possíveis outros equipamentos à medida que as cervejarias comecem a atuar na localidade”, explica.

Adesão ao Fundo de Aval

Além do Procerva, a Prefeitura de Viana aderiu também ao Fundo de Aval Bandes. O recurso que chega para prestar suporte aos empresários vianenses é fruto de uma integração de R$ 3 milhões realizada pelo município, que ao fazer este aporte, tornou-se cotista do Fundo por meio do montante injetado com destinação única aos vianenses.

O aval concede a garantia e se compromete com uma parte do financiamento. Dessa forma, empresas do município, em especial as de menor porte, têm mais facilidade para a contratação de recursos destinados à modernização, ampliação, investimento em inovação e capital de giro.

Isenção de taxas e impostos

Conforme divulgado pela Prefeitura de Viana, serão disponibilizados R$ 15 milhões para empreendedores que quiserem investir no polo. Neste primeiro momento, serão selecionadas cinco cervejarias por meio de um edital para receberem incentivos para a instalação de cervejarias, como terreno, galpão e subsídios.

Todo polo será constituído nos primeiros cinco anos a custo zero com relação a taxas e impostos para os empreendedores como um grande incentivo para quem quer investir na cidade.

Processo de produção

A Prefeitura de Viana vai firmar ainda um Protocolo de Intenção com empreendimentos da indústria cervejeira com objetivo de estreitar relações para parceria futura no planejamento, programação e execução de ações e atividades do Polo Cervejeiro de Viana.

“Queremos que isso vire uma cultura na cidade, porque a produção no Brasil é muito baixa, mais de 90% do lúpulo é importado de outros países. Nós queremos que a cerveja seja totalmente de Viana, seja de todos os produtores vianenses desde o plantio à produção da cerveja”, destacou o prefeito de Viana, Wanderson Bueno.

Cadeia produtiva

Viana aposta no turismo de experiência para dinamizar economia
O prefeito de Viana, Wanderson Bueno, disse que o objetivo é de que a cerveja seja toda produzida em Viana. Foto: Prefeitura de Viana

O lúpulo de Viana já tem apresentado resultados acima dos esperados, se adaptando ao solo e clima vianense, segundo a Prefeitura de Viana. Estão sendo preparadas mudas no Campo Experimental para doação a produtores da agricultura familiar, conforme avançam os estudos, com objetivo de criar uma nova forma de cultivo e geração de renda. A ideia é desenvolver um projeto de estudo e pesquisa do ingrediente em parceria com o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Vila Velha (Ifes).

Outras oportunidades vislumbradas pela administração municipal é a atração de cervejarias para incentivar o cultivo também de outras culturas envolvidas no processo de experimentação de novas produções cervejeiras, como é o caso do cacau, milho, cevada, mandioca e mel. “O lúpulo colhido no viveiro municipal de Viana é o início de um projeto que tem muito o que contribuir para o desenvolvimento da economia e do turismo vianense”, comenta o José Olavo Medici Macedo, proprietário da vianense Else Beer, a primeira cervejaria artesanal do Estado registrada no Ministério da Agricultura (MAPA).

Formação profissional

Outra ação da Prefeitura de Viana é criar o Centro de Formação Profissional do Polo Capixaba de Cervejas Artesanais (Tecnocerva), parceria com a Agência de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas e do Empreendedorismo (Aderes) e o Ifes. Neste caso, a intenção é suprir a crescente demanda por mão-de-obra qualificada do mercado de cervejas artesanais do Estado.

O centro terá ainda uma Fábrica Escola com equipamentos necessários para fabricação de cervejas, como sala de brassagem (maceração), tanque de água quente, tanques de fermentação, câmara fria e outros equipamentos. A escola será instalada na Escola Municipal Unidocente de Ensino Fundamental (Emuef) Deoclides Pereira, localizada em Pedra da Mulata, região rural de Viana.

Com informações da Prefeitura de Viana e do Bandes. 

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 221

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA