28.9 C
Vitória
segunda-feira, 24 junho, 2024

Soltura de pipa agora é esporte no ES; Saiba mais

A Lei n° 12.035, sancionada pelo governador Renato Casagrande, reconhece a atividade como um esporte oficial no estado

Por Andressa Ribeiro*

Na última terça-feira (27), o Governador do Estado, Renato Casagrande, sancionou a Lei n° 12.035, publicada no Diário Oficial, que oficializa a soltura de pipas como esporte no Espírito Santo. Além disso, a lei também estabelece regras para os “pipeiros”, como são chamados os praticantes dessa atividade.

- Continua após a publicidade -

Segundo a legislação, a soltura de pipas deve ser feita em locais abertos, longe de redes elétricas e de telefonia. Em relação ao temido cerol, os pipeiros deverão utilizar linhas que sejam compostas exclusivamente de algodão, em cor visível.

Tradicional entre os brinquedos infantis por séculos no Brasil, a pipa é um excelente instrumento de socialização e proporciona vários benefícios à saúde. Ao reconhecer a soltura de pipas como um esporte, de acordo com o autor do projeto, Coronel Weliton, a ideia visa assegurar a segurança tanto da população em geral quanto dos próprios praticantes do esporte. Além de contribuir para a preservação da tradição cultural brasileira. A única preocupação é em relação ao uso ilegal de cerol nas linhas, que continua sendo proibido.

“A soltura de pipa faz parte da nossa identidade cultural e a nova sanção é um marco histórico. Já existem outros estados que também reconhecem a pipa como esporte, além dos campeonatos que já são organizados. A brincadeira já foi motivo de grande preocupação pelo uso do cerol e acredito que a regulamentação é um passo importante para incentivar a prática de forma segura tanto para os praticantes quanto para a população”, destacou o secretário de Estado de Esportes e Lazer, José Carlos Nunes.

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 221

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA