22.1 C
Vitória
sábado, 25 maio, 2024

Sem indicadores, a gestão pode ficar à deriva!

É necessário ter clareza do que queremos medir, quais os principais resultados do negócio, receita bruta, fluxo de caixa, percentual de vendas, entre outros

Por Jovaneide Polon

Um dos desafios das organizações é tornar efetiva a gestão do desempenho, ou seja, identificar e acompanhar os principais indicadores do seu negócio, analisando as causas dos desvios e propondo ações corretivas para o alcance dos resultados esperados.
Esse processo requer alguns passos para estruturar uma boa gestão do desempenho: identificar os indicadores pertinentes ao seu negócio, estabelecer metas desafiadoras e realistas e realizar reuniões de acompanhamento para discutir os resultados e propor as ações de correção.

- Continua após a publicidade -

Em relação à identificação dos principais indicadores de resultados, é necessário ter clareza do que queremos medir, quais os principais resultados do negócio, receita bruta, fluxo de caixa, percentual de vendas, taxa de acidentes, satisfação do funcionário (clima organizacional), percentual de produção (produtos ou serviços), satisfação do cliente, entre outros.

Outra forma de identificar o que precisa ser medido é buscar informações de outras empresas do mesmo segmento e como fazem para medir os resultados do negócio.
Cada setor é o responsável por fazer a análise do desempenho que tem como finalidade avaliar a evolução dos resultados e metas, envolver a equipe nas avaliações dos resultados e definição em conjunto dos pontos de melhoria na gestão.

Definidos os indicadores e metas, partimos para a comunicação para todos os envolvidos. Afinal, essa é a forma de comprometer o time em todos os níveis para o alcance da meta.
O monitoramento do desempenho, ou a criação de reuniões de acompanhamento, com periodicidade definida, é essencial para avaliar o cumprimento das metas, bem como fazer as correções de rota a partir das análises do desempenho, sejam mensais, trimestrais ou anuais.

Para garantir a efetividade da gestão do desempenho é fundamental que os indicadores sejam parte do dia a dia de cada setor ou departamento, com definição de responsáveis pelo monitoramento e suporte de um bom sistema de gestão.
Um dos pontos de atenção é que existem outros eventos internos que concorrem fortemente com a agenda da gestão do desempenho, seja por considerar os mesmos públicos, seja por demandas pontuais que podem surgir durante o período.

Essa situação pode ser minimizada com um bom planejamento e divulgação: criar uma agenda corporativa com os principais eventos da organização (auditorias, programas de segurança, treinamentos e o calendário da gestão do desempenho) e cadastrar os compromissos com a maior antecedência possível para bloqueio da agenda dos envolvidos.
Finalmente, sem uma agenda de monitoramento do desempenho, sem o devido comprometimento dos envolvidos, os indicadores não estarão completos e sequer monitorados, o que compromete a credibilidade do processo e pode levar a resultados indesejáveis.

É preciso saber aonde ir para não ficar à deriva. Use os indicadores a favor da sua organização.

Jovaneide Polon é diretora da ABRH-ES e consultora de Desenvolvimento Humano.

Mais Artigos

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Fique por dentro

ECONOMIA

Vida Capixaba