22.9 C
Vitória
segunda-feira, 16 maio, 2022

Pós-Chuva: o plano de reconstrução do Espírito Santo

Iconha_pós_chuva
Iconha após o temporal do dia 17 de janeiro. Imagem: Lucas Knupp

Governo do estado apresenta ações voltadas aos municípios capixabas devastados pelas chuvas

Como o Espírito Santo será reconstruído? Essa é a resposta que todos querem após a tragédia provocada pelos temporais que devastaram 27 municípios capixabas.

Para minimizar o problema, o governo do estado estruturou o Programa de Reconstrução do Espírito Santo. E nesta terça-feira (28), uma grande reunião foi realizada no Palácio da Fonte Grande, em Vitória, para debater as ações. Estiveram presentes membros do Governo, de entidades civis e públicas estaduais e federais, e de empresas.

Durante o encontro, foi apresentado o que já vem sendo feito para ajudar os moradores e  os municípios atingidos pela tragédia. Também foi debatida a busca de parceiros para auxiliar na reconstrução das cidades.

A ação planejada, na avaliação do secretário de Estado do Governo, Tyago Hoffmann, é fundamental à qualidade da empregabilidade dos recursos. E também à agilidade das ações que o caso requer.

Diagnóstico

Debate sobre ações do Programa de Reconstrução do Espírito Santo Em cada um dos 27 municípios afetados pela chuva, há uma série de ações definidas que envolvem 10 secretarias e outras 10 entidades e/ou agências estaduais. Além disso, representantes da Federação das Indústrias (Findes), do ES em Ação e de grandes empresas se colocaram à disposição para atuar na reconstrução das cidades.

Metodologia da reconstrução

O Governo do Estado está aplicando a mesma metodologia do Programa Realiza+ na efetivação das ações previstas. O programa está sob coordenação das Secretarias do Governo (SEG) e de Economia e Planejamento (SEP). Ele visa a restabelecer as necessidades básicas da população, bem como das atividades econômicas. Para isso, garante moradia às famílias desabrigadas. E também o restabelecimento da logística e mobilidade com a limpeza de vias e a reconstrução da infraestrutura das cidades.

O Realiza+ é uma ferramenta de gestão que compõe o modelo de governança do Estado, com foco em resultados. “Com o Realiza+ acompanhamos e monitoramos a execução de cada uma das ações, projetos e programas prioritários do Governo”, explicou o secretário de Economia e Planejamento, Álvaro Duboc.

Duboc lembrou que a mesma metodologia já havia sido aplicada na primeira gestão do governador Renato Casagrande, na ocasião das chuvas registradas no final de 2013. Naquela época, 55 municípios capixabas foram atingidos e 99,6% das ações previstas foram realizadas. O que totalizou quase R$ 400 milhões em investimentos.

“As ações já estão acontecendo e vamos continuar buscando ajuda com entes locais e federais para reconstruirmos as vidas dos capixabas”, afirmou Tyago Hoffman.


- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade