28.8 C
Vitória
terça-feira, 23 abril, 2024

Marcos do Val apresenta PDL para sustar decreto de Lula sobre armas e munições

O parlamentar afirmou também que terá uma reunião com ministro da Justiça, Flávio Dino

por Pedro Paulo Biccas Jr.

O senador Marcos do Val (Podemos-ES) apresentou um projeto de decreto legislativo (PDL) pedindo a sustação do decreto do presidente Lula(PT) que revoga normas que facilitavam acessos a armas e munição. Do Val vai entrar também com requerimento questionando a razão do ministro da Justiça, Flávio Dino, ter excluído parlamentares de grupo técnico que irá tratar do tema.

- Continua após a publicidade -

A intenção de Do Val, que já está conseguindo, é cair o Decreto n.º 11.366 assinado pelo petista no dia 1º de janeiro de 2023, que “suspende o registros para aquisição e transferências de armas e munições de uso restrito caçadores, colecionadores e atiradores e particulares, suspende o novos registros de clubes e de escolas de tiro, suspende novos registros de caçadores, colecionadores e atiradores.”

Após fazer contas do apoio e rejeição de parlamentares sobre o PDL de Do Val, representantes do PT procuraram o senador. Ele mesmo fez questão de tornar público a aproximação petista.
“Podem avisar os CACs, que após apresentação do meu PDL para sustar os decretos do Lula, o PT me procurou e nos reunimos. Resultado conseguir fazer-los recuar.” afirvou Do Val. O parlamentar afirmou também que terá uma reunião com ministro da Justiça, Flávio Dino, para fazer o anúncio oficial.

“Esse foi um dos atos mais irresponsáveis. Um decreto sem nenhum estudo. É apenas um movimento de enfrentamento, de conflito“, disse o parlamentar capixaba sobre o decreto 11366/2022, que restringiu a compra de armas e munições, suspendeu o registro de novos CACs e cancelou registro de novas escolas de tiro.

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 220

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA