Estudantes da Serra criam sistema de reutilização de água e ganham prêmio

Foto: Reprodução

Os estudantes da escola Julite Miranda de Freitas, em Nova Almeida, conquistaram o 3º lugar na Categoria Cientista Jovem II

Pensando em construir uma cidade mais sustentável e contribuir com o meio ambiente, alunos do 8º ano da escola Julite Miranda de Freitas, localizada no Parque Residencial Reis Magos, região de Nova Almeida, desenvolveram um projeto que visa a reutilização da água da chuva, do bebedouro e do ar-condicionado.

Com o projeto “Narrativas Ecológicas e Colagens Transbordantes”, os alunos conquistaram o 3º lugar na Categoria Cientista Jovem II da Etapa Nacional do Prêmio ArcelorMittal de Meio Ambiente. O evento foi realizado em 06 de novembro.

De acordo com o professor Rafael Fafá, responsável por inscrever o projeto dos alunos no concurso, o trabalho de transformação da escola foi feito em equipe. “Todos participaram de alguma forma. Como trabalhamos nas salas de aula temas como seca e reaproveitamento, tínhamos que também fazer ações para melhorar o ambiente”,  explicou.

Projeto

O projeto desenvolvido pelos estudantes visa a escola reduzir os temporizadores das torneiras, instalar calhas direcionadas para um reservatório a fim de captar a água da chuva, além de canalizar a água que sai do ar-condicionado e reservar a água desperdiçada dos bebedouros.

Segundo a secretária de Educação da Serra, Nelci Gazzoni, as escolas do município investem em projetos que estimulem a reflexão e a mudança de hábitos dos alunos, permitindo que se tornem mais conscientes sobre a preservação do meio ambiente.

“E os resultados desses trabalhos já podem ser percebidos: mais de 900 estudantes do município foram premiados na etapa local e nacional de meio ambiente, do Prêmio ArcelorMittal”, disse a secretária.

Prêmio

A coordenadora de Projetos Especiais da Sedu, Claudineia Fiorani, disse que para disputar o prêmio os estudantes foram divididos nas categorias Cientista Jovem I, 6º e 7º ano, e Cientista Jovem II, 8º e 9º ano.

Na etapa nacional a escola Julite Miranda de Freitas conquistou o 3º lugar na Categoria Cientista Jovem II, com o Projeto Narrativas Ecológicas e Colagens Transbordantes. 

Os alunos disputaram com estudantes de outras escolas capixabas e do Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais.

Confira a lista dos ganhadores por etapas:

Etapa Municipal

Cientista Jovem I
EMEF Hebert de Souza
Título do Projeto: Saindo do Papel
Turmas participantes: 6º e 7º Anos
Professores participantes: Fabíola Vescovi Pedroni Pimentel, Marcionigméria Aparecida Piffer Deptulsqui e Vanderleia Maria Bozzi Grazziotti

Cientista Jovem II
EMEF Julite Miranda Freitas
Título do Projeto: Da água Nascem Mil Possiblidades: Narrativas Ecológicas e Colagens Transbordantes
Turmas participantes: 8º ano
Professores participantes: Rafael Henrique Meneghelli Fafá Borges e Katiuscia Soares Viana Rocha

Etapa Nacional

EMEF Julite Miranda de Freitas
Conquistou o 3º lugar na Categoria Cientista Jovem II da Etapa Nacional do Prêmio ArcelorMittal de Meio Ambiente, com o Projeto Narrativas Ecológicas e Colagens Transbordantes
Turmas participantes: 8º ano
Professores participantes: Rafael Henrique Meneghelli Fafá Borges e Katiuscia Soares Viana Rocha

Conteúdo Publicitário