21 C
Vitória
quarta-feira, 6 julho, 2022

Estado lança Fórum Capixaba e adere ao Fundo de Aval

EsBrasil-compras
É a quinta alta consecutiva do indicador, medido pela CNC e o desejo de comprar é maior nas famílias com renda mais baixa. Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

O Fórum visa fomentar o desenvolvimento regional e o fundo amplia o acesso ao crédito para pequenos negócios

Por Amanda Amaral

O crescimento econômico regional e a ampliação do acesso ao crédito para donos de pequenos negócios foram tema, na terça-feira (17), de um encontro em Vitória, com a presença do governador do Estado, Renato Casagrande, além de representantes de municípios e de entidades empresariais. 

Na ocasião, houve o lançamento do Fórum Capixaba de Desenvolvimento Econômico e a adesão do Banco de Desenvolvimento Capixaba (Bandes) ao Fundo de Aval às Micro e Pequenas Empresas, o Fampe, uma parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

“Temos um Espírito Santo organizado com capacidade de atrair empresas interessadas em investir nos municípios. Temos um Estado com Nota A em gestão fiscal e, para completar, um ambiente político favorável, equilibrado, que aponta na direção do diálogo entre os atores que compõem os cenários político e econômico capixabas, com a continuidade de políticas públicas consistentes e perenes. Isso é essencial para que tenhamos um Espírito Santo pronto para receber investimentos, e eu tenho certeza que, em poucos anos, o nosso Estado estará na frente no País”, afirmou o governador Renato Casagrande.

Fórum Capixaba

O Fórum Capixaba de Desenvolvimento Econômico é uma iniciativa que reúne gestores públicos para discussões que visam contribuir com o crescimento da economia dos municípios capixabas. O diretor-presidente do Bandes, Munir Abud de Oliveira, destacou que a sua criação é um marco para todos os capixabas e que permite ao Bandes estar mais próximo das demandas dos municípios do Espírito Santo, potencializando os laços entre a instituição, prefeitos e secretários de Desenvolvimento.

“O Fórum Capixaba de Desenvolvimento Econômico é uma iniciativa estratégica que está alinhada às políticas públicas de Estado, que buscam um desenvolvimento regional equilibrado para o Espírito Santo. Temos em pauta um modelo que está pensando com cuidado no futuro dos capixabas e da economia como um todo, permitindo que os gestores públicos dos municípios recebam informações sobre o papel do Bandes no crescimento de suas regiões”, ressaltou.

Ampliação de Acesso ao Crédito

Já o Fampe é um mecanismo por meio do qual é possível garantir a contratação de operações de crédito, destinadas ao financiamento, com instituições financeiras credenciadas pelo Sebrae. O objetivo é ofertar garantia complementar aos empréstimos levantados com os bancos.

O Fampe se destina a Microempreendedores Individuais (MEIs), Microempresas (ME) e Empresas de Pequeno Porte (EPP). Também está disponível para pequenas agroindústrias formalizadas conforme parâmetros da Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas.

Aval em Operações de Crédito

O governador do Estado, Renato Casagrande, participou da adesão do Bandes ao Fampe. Foto: Secom/Governo do Estado

Até 2021, o Fundo de Aval avalizou mais de 408 mil operações de crédito, com viabilização de R$ 20,8 bilhões em crédito bancário, sendo avalizados pelo Sebrae R$ 14,8 bilhões para os pequAenos negócios.

“O Fampe é um instrumento fantástico de acesso ao crédito e o Sebrae entra como fiador da micro e pequena empresa, para a redução de riscos de operações. Além disso, com a adesão do Bandes neste processo, estamos aumentando a capacidade e as oportunidades para que os micro e pequenos empresários consigam acesso ao crédito”, comentou o superintendente do Sebrae no Espírito Santo, Pedro Rigo.

Redução de Riscos Operacionais

De acordo com Munir Abud, como instituição de fomento ao crescimento empresarial, está atento às demandas do mercado, buscando soluções estratégicas para dar agilidade à contratação de crédito. “Ao ampliar as formas de garantia aos contratos de financiamento do banco, permitimos, ao mesmo tempo, ampliar o acesso ao crédito, com a redução dos riscos operacionais para a instituição”, acrescentou o gestor.

Como utilizar o Fampe?

O empreendedor deve consultar o Bandes e se informar sobre as linhas de crédito adequadas às necessidades. Ele também deve consultar a possibilidade de incluir o Fampe como aval complementar, no caso das garantias reais e pessoais não serem suficientes para atender aos requisitos da instituição financeira. O Bandes também pode exigir a elaboração de um plano de negócios ou uma proposta de crédito para dar andamento na análise de crédito.

Com informações do Bandes. 

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade