24.9 C
Vitória
quarta-feira, 10 agosto, 2022

Desempenho do turismo capixaba supera a média nacional

Mais Artigos

“Tudo indica que o turismo capixaba continuará pocando!”

Por Pablo Lira

No último mês de abril, o Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN) divulgou os resultados do Boletim da Economia do Turismo com os dados relativos ao 4º trimestre de 2021. A série desse estudo foi desenvolvida por meio da parceria do IJSN com a Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes) e a Secretaria de Turismo e ele apresenta um detalhamento das Atividades Características do Turismo (ACTs): geração de renda, número de postos de trabalho e outras informações relativas ao turismo para o contexto do ES e do Brasil.

Antes de analisar alguns desses indicadores, faz-se necessário lançar luz sobre o conceito de turismo. A Organização Mundial do Turismo (OMT) define turismo como “o conjunto de atividades que as pessoas realizam durante suas viagens e estadias em lugares distintos do seu habitual entorno, por um período de tempo inferior a um ano, com fins de lazer, negócios e outros motivos não relacionados com o exercício de uma atividade remunerada no lugar visitado”.

Como esperado, tal definição não dá conta de abranger toda a complexidade do turismo, aqui entendido como um fenômeno econômico e socioespacial.

Os grupos das Atividades Características do Turismo consideradas para o Espírito Santo pelo boletim e painel da economia do turismo foram os seguintes: alojamento; alimentação; agências e organizadoras de viagens; transporte terrestre; transporte aquaviário; transporte aéreo; atividades recreativas, culturais e desportivas; e atividades turísticas diversas. Essa tipologia demonstra a variedade das atividades, bem como a complexidade do turismo.

De acordo com o painel dinâmico e interativo que está disponível no site do IJSN, o volume das atividades turísticas do Espírito Santo registrou crescimento de 31,3% na comparação interanual do 4º trimestre de 2021. Esse desempenho superou a média nacional (27,6%) e se destacou como o quarto melhor entre os estados brasileiros. Somente Rio Grande do Sul (46,5%), Minas Gerais (44,7%) e Bahia (43,9%) evidenciaram resultados acima do turismo capixaba. Além desse resultado positivo, a economia do turismo do ES computou uma expansão de 47,4% nas receitas, desempenho acima da média nacional (41,8%). Na ótica do emprego, o Espírito Santo contava com aproximadamente 164 mil pessoas ocupadas, o que representava 8,3% do contingente de pessoal ocupado no estado no 4º trimestre de 2021.

Esses importantes resultados estão sendo alcançados por meio das estratégias e ações implementadas pela Setur em parceria com os municípios capixabas e segmentos produtivos do turismo. O movimento “Descubra o Espírito Santo” é um exemplo da integração desenvolvida pelas lideranças do turismo capixaba. As especificidades e potencialidades das regiões turísticas do nosso estado devem continuar sendo difundidas para o Brasil e o mundo.

Seguindo nesse caminho, o ES tende a se destacar ainda mais acima da média nacional nas atividades turísticas ao longo dos próximos meses e anos. No Dia Estadual do Turismo, 23 de maio, o ES evidencia resultados para comemorar e continuar seguindo em frente com ações de promoção da atividade. No início do mês de junho, o IJSN apresentará os resultados atualizados relativos a 2022 e tudo indica que o turismo capixaba continuará pocando!

Pablo Lira é doutor em Geografia, mestre em Arquitetura e Urbanismo, pesquisador do Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN) e professor da Universidade Vila Velha (UVV). 

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba