20.6 C
Vitória
sábado, 19 junho, 2021

Um debate sobre o Dia Nacional da Adoção

Esta terça-feira, dia 25 de maio, é marcada como o Dia Nacional da Adoção. E é muito importante reforçar esse ato de amor!

Por Munik Vieira

A data foi escolhida oficialmente em 2002, em homenagem ao I Encontro Nacional de Associações e Grupos de Apoio à Adoção. Desde então, diversas ações e campanhas são desenvolvidas com o intuito de desmistificar e incentivar a adoção, além de promover a naturalização do tema.

Para debater sobre o assunto, a ES Brasil conversou com o presidente da Câmara de Vitória e um grande apoiador da causa, Davi Esmael. Confira a entrevista exclusiva!

ES Brasil – Qual a importância desta data?

Davi Esmael – É um dia de reflexão. É um dia que paramos todas as atenções para que, através de discussões sobre ações adotivas, possamos contagiar famílias a olhar para as crianças que vivem em abrigos e levar o que elas mais desejam, que é a convivência familiar.

Em 2020, mesmo em ano de pandemia, o município de Vitória manteve o ritmo de adoções. Foram 20 crianças ou adolescentes adotadas na capital, segundo dados da Vara de Infância de Vitória. Em 2019, foram 21 adoções. É um bom número?

São números que nos levam a acreditar que, se agirmos de forma insistente na realização de ações para fomentar o tema, poderemos ter um lar para cada criança que vive em um abrigo ou lar temporário. Entretanto, apesar de bons números para a capital, ainda não é o ideal. O ideal é a convivência familiar de todas as criança e adolescente que seguem nos abrigos. Temos que garantir o direito para cada uma delas, de acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente.

Presidente da Câmara de Vitória, Davi Esmael. Foto: Reprodução

Você acha que falta informação sobre o processo de adoção? Que talvez esse desconhecimento por parte das pessoas possa impedir que as famílias cheguem até essas crianças?

Precisamos continuar nossa campanha de conscientização para que as pessoas não criem apenas o estereótipo de cada criança que deseja, mas sim que busque um filho por amor. Muitas crianças, em razão da idade ou do número de irmãos que possui, vão sendo preteridas, em detrimento de crianças que são consideradas “preferidas” nos abrigos. Precisamos reforçar essas informações para que as famílias não possam preterir uma crianças em detrimento de outra.

Adoção tardia: a idade é um dos principais obstáculos para que as crianças e adolescentes disponíveis para adoção encontrem uma família. As pessoas, Davi, que estão interessadas em adotar precisam acabar com o preconceito e se abrir para as diferentes características de cada criança ou adolescente, independente da idade, cor… Qual a sua opinião sobre o assunto?

Não podemos culpar as pessoas pelo excesso de seletividade ao adotar. O que podemos fazer é trabalhar para que as famílias se conscientizem da importância que é o ato de adotar.

Em Vitória, nós precisamos do apoio da prefeitura em relação aos casos de adoção. O ‘Programa Família Acolhedora’ – conhecido como estágio transitório provisório, que assegura às crianças e adolescentes o direito à convivência familiar – precisa ser retomado. É necessário também reajustar o valor do auxílio pago pelo município para que as pessoas possam ter, neste momento de decisão pela adoção, o auxílio financeiro necessário.

A adoção em si é um processo de concretização do amor. Qual recado você deixa para as famílias que estão em processo de adoção, ou até esmo àquelas que seguem aguardando ansiosas por uma ligação das varas da infância para finalizar o processo?

Quero agradecer a cada um que está na fila ou conseguiu adotar e gerar cada uma dessas crianças no coração. Esse ato lindo precisa influenciar outras pessoas que não conseguem engravidar ou outras que estão buscando um filho. A adoção é o caminho. O município de Vitória, através do dos poderes Executivo e Legislativo precisa ajudar e contribuir. Crianças que vivem nos abrigos e em lares institucionais só querem o convívio familiar. Elas vêm de um abuso de violência, então precisamos estender a mão e acolhê-las melhor.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

ES Brasil Digital

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade