21 C
Vitória
sábado, 11 julho, 2020

Cuidar-se não lhe faz menos homem

Leia Também

Milton Ribeiro é confirmado como ministro da Educação

Em sua rede, Bolsonaro apontou que "Doutor em Educação pela USP, mestre em Direito pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e graduado em Direito e Teologia".

Bike Vitória retorna às atividades na próxima segunda (13)

As bikes poderão ser utilizadas de segunda a sexta-feira, das 7 às 19 horas e, aos sábados, das 7 às 13 horas.

Governo do Estado autoriza obra de escola indígena em Aracruz

A Escola Estadual Indígena de Ensino Médio (EEIM), localizada na Aldeia de Caieiras Velha, possui 882,68 metros quadrados e o investimento será de R$ 496.734,33.

Bolsonaro sanciona lei que suspende pagamento de parcelas do Fies

Os saldos das obrigações suspensas devem ser pagos de forma diluída. Saiba mais! O presidente Jair Bolsonaro sancionou a lei que suspende o pagamento de...

Na maioria dos casos, o preconceito e o medo são os principais fatores para não se realizar o exame para detecção do câncer de próstata

Quando falamos em “doenças de homem”, é comum que o câncer de próstata seja o primeiro problema a vir à mente. No Brasil, esse é o segundo mais incidente no sexo masculino, atrás apenas do câncer de pele não melanoma, de acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca).

Segundo a entidade, as estimativas apontaram 68.220 novos casos em 2018. Esses valores correspondem a um risco estimado de 66,12 registros novos a cada 100 mil homens. Também foram contabilizados mais de 14 mil óbitos.

Pesquisa divulgada no ano passado pela Sociedade Brasileira de Urologia mostra que 76% dos entrevistados têm ciência da necessidade de realizar o exame para detecção do câncer de próstata, mas somente 32% já o fizeram. Por conta disso, a campanha Novembro Azul reforça a importância da prevenção e do diagnóstico precoce da doença. Saiba mais aqui!

“As mulheres costumam ser muito mais cuidadosas que os homens quando o assunto é saúde. Por exemplo, elas vão pelo menos uma vez por ano ao ginecologista fazer exames de rotina, enquanto eles só procuram o urologista quando não dá mais para evitar”, conta o urologista Gabriel Moulin.

Esse é o caso do motorista de aplicativo Cláudio Tavares Mota, 59 anos, que descobriu o câncer há dois anos. “Fui ao posto de saúde perto da minha casa para agendar uma consulta para minha esposa. Despretensiosamente agendei uma para mim, mas para outra especialidade. Não esperava ser encaminhado ao urologista, pois não tinha nenhum sintoma”, comenta.

Segundo ele, o resultado do exame foi uma motivação para que outras pessoas começassem a se cuidar. “Eu percebi que poderia ajudar outras pessoas com a minha história, por isso tenho incentivado parentes e amigos a fazê-lo. Ele pode salvar vidas”, destacou Mota.

Sintomas

A maioria dos cânceres de próstata não costuma gerar sintomas, como dores e vermelhidões na pele, entre outros. O diretor clínico do Hospital Santa Rita de Cássia, o urologista Alexandre Tironi, alerta sobre a relevância do exame.

“Na maioria das vezes, o câncer evolui de forma assintomática, por isso é necessário fazer o exame para detectar o PSA (Antígeno Prostático Específico). Alinhado ao exame de toque, torna-se ainda mais eficaz, pois é possível detectar o tamanho da
glândula”, afirmou.

O diretor-clínico do Hospital Santa Rita de Cássia, urologista Alexandre Tironi, alerta que os homens a partir dos 50 anos devem realizar o exame de próstata. – Foto: Roberto Cabrini / Next Editorial

Ele destaca que a incidência pode ocorrer em várias idades. “Homens sem risco maior de desenvolver câncer de próstata devem começar a fazer os exames preventivos aos 50 anos. Quem apresenta histórico familiar deve fazer o exame por volta dos 45 anos”,
observa o urologista.

Sobre frequentar o médico, Tironi afirma que “o ideal é realizar um check-up por ano para descobrir se está tudo bem. A partir dos 50 anos, todo homem deve realizar o exame de próstata e, para aqueles que já têm caso de câncer na família ou são negros, esse exame deve ser feito a partir dos 45 anos”.

Apoio

Uma pesquisa realizada pelo Centro de Referência em Saúde do Homem mostrou que 70% das pessoas do sexo masculino vão a consultas médicas acompanhados das mulheres ou dos filhos. Além disso, mais de 50% dos homens só procuram tratamento quando algum sintoma atrapalha muito a rotina ou só vão aos consultórios com doenças em estágio avançado, quando já existe a necessidade de intervenções cirúrgicas.

O aposentado Daniel Reis, 64, disse que, ao descobrir o câncer, sentiu-se mal e buscou apoio na família. “Eu me senti arrasado. Mas a minha filha, a Débora, nunca saiu do meu lado. Ela vai às consultas comigo, me leva para fazer os exames e não me deixa só. Ela é tudo para mim”, diz emocionado.

O psicólogo Vinicius Grassi, que atua no programa “Viver Bem”, da Unimed Vitória, explicou que, na maioria dos casos, o apoio familiar faz toda a diferença no tratamento. “Vivemos em uma sociedade patriarcal, em que o homem precisa manter a imagem de forte, inabalável e provedor da família. Por isso, os parentes e os amigos têm um papel importante na recuperação desse indivíduo”, avalia.

Grassi assinala que incentivar os pacientes a fazer exercícios físicos é uma das formas de se evitar o desenvolvimento do câncer ou de ajudar no tratamento de quem o teve. “Atividade física é sempre a melhor indicação e ajuda a manter a saúde física e mental. Além disso, não tem contraindicações e é de graça”, finaliza.

Leia Também:
Continua após a publicidade

ES Brasil Digital

Continua após publicidade

Fique por dentro

CNI: confiança dos empresários da indústria melhora pelo 3ª mês seguido em julho

As expectativas com relação aos próximos seis meses já são otimistas", destacou a CNI, no documento. Confira! Por Eduardo Rodrigues (AE) Após bater no fundo do...

ArcelorMittal Tubarão religará o segundo alto-forno neste mês

O equipamento, com capacidade para produção de 1,2 milhão de toneladas de ferro gusa/ano, estava paralisado desde o ano passado, quando passou por uma ampla reforma de manutenção.

Saques do auxílio emergencial e do FGTS antecipados. Como fazer?

Muitos brasileiros estão recebendo os valores por meio do aplicativo Caixa Tem. Para isso, algumas fintechs permitem que a transferência seja realizada antecipadamente.

CNI: acordo traz segurança a comércio exterior de produtos brasileiros

CNI comemorou ratificação do Protocolo de Nagoia. Saiba mais! A Confederação Nacional da Indústria (CNI) comemorou a ratificação do Protocolo de Nagoia, aprovada nesta quarta-feira...

Vida Capixaba

Famílias têm papel fundamental na relação da criança com mundo digital

Rotinas offline ajudam a criança a desenvolver autorregulação. Saiba mais! Durante a pandemia de covid-19, os dispositivos eletrônicos com acesso à internet se tornaram...

Vacinas contra gripe para público em geral

Desde o dia 30 de junho, não há mais grupo prioritário. Com isso, todas as pessoas podem receber a dose.

Shopping Vitória realiza liquidação virtual nesta semana

A RED TAG (etiqueta vermelha), uma liquidação virtual dentro da Vitrine SV, entre os dias 8 e 10 de julho.

Webinar aborda a construção em aço na era da Indústria 4.0

A webinar “Construção em aço na era da Indústria 4.0”, que será realizada nesta quinta-feira (09), a partir das 17 horas.
Continua após publicidade