26 C
Vitória
quinta-feira, 11 agosto, 2022

Covid-19: Espírito Santo pode registrar 18 mil casos nesta semana

esbrasil-covid-19
Segundo a Sesa, os casos confirmados são de pessoas não vacinadas ou com esquema de vacinação incompleto - Foto: Senado Federal

Segundo a Sesa, o estado vive uma pandemia com crescimento exponencial. Desde o começo de junho 30 óbitos pela Covid-19 foram confirmados 

Por Wesley Ribeiro 

O Espírito Santo vive uma fase de crescimento no número de casos, internações e óbitos pela Covid-19. Somente na última terça-feira, 21 de junho de 2022, o número de casos notificados saltou de menos de dois mil para quatro mil casos em 24 horas. Desde o início do mês, já foram confirmados 30 óbitos pela doença.

Os dados são da Secretaria de Estado de Saúde (Sesa) e foram divulgados na tarde desta quarta-feira, 22 de junho, durante uma coletiva de imprensa transmitida pela internet. Segundo Nésio Fernandes, secretário de Saúde, o Espírito Santo vive uma nova expansão da pandemia com crescimento exponencial.

“Nós temos um comportamento por semana epidemiológica que deve alcançar nesta semana o patamar máximo de casos que tivemos na primeira e segunda ondas da pandemia, com exceção da onda da nova variante Ômicron. Podemos ter mais de 18 mil casos confirmados de Covid-19 nesta semana, representando de fato uma onda verdadeira, não estamos tratando de uma oscilação de números de casos, tampouco uma onda inofensiva”, alertou.

Ele explicou também que as internações saíram de quatro novas solicitações novas na rede pré-hospitalar de casos confirmados de Covid-19 para 26 solicitações na semana passada. O número de pacientes hospitalizados em urgência e emergência também vem crescendo.

“Já temos 30 óbitos confirmados da Covid-19 em 21 dias deste mês de junho, o que já supera o número de óbitos tanto no mês de maio quanto no mês de abril”, revelou.

esbrasil-exame-covid-19
Foto: Governo ES

Segundo ele, os casos confirmados são de pessoas não vacinadas ou com esquema de vacinação incompleto, o que reforça que as atuais vacinas incorporadas pelo Ministério da Saúde (MS) são suficientes para reduzir o impacto da pandemia. “Apelamos a população para que continue procurando os pontos de vacinação”, ressaltou.

Apesar desse cenário, existe uma boa notícia. “Caminhamos para o segundo semestre com controle da pandemia em óbitos e internações que não alcancemos anteriormente”, explicou o secretário.

Isso porque o Governo do Estado, segundo ele, adquiriu mais 4.200 comprimidos do
Medicamento baricitinibe, que tenta bloquear ações inflamatórias do vírus da Covid-19. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou na última sexta-feira, 17 de junho, a indicação do remédio baricitinibe para o tratamento de pacientes internados com Covid-19.

“Esse número é suficiente para tratar 300 pacientes internados em hospitais sem ventilação mecânica com expectativa de redução das complicações respiratórias e óbitos ao longo do mês de junho e julho. Além disso, o Governo vai adquirir mais medicamentos que possam atender os casos de agosto a outubro”, concluiu.

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Entre para nosso grupo do Telegram

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade