24.4 C
Vitória
quarta-feira, 24 abril, 2024

Cooperativa capixaba exporta mais de 118 mil sacas de café em 2022

O volume de exportação da Cooabriel em 2022 representa 10% das sacas de café exportadas pelo Espírito Santo no mesmo período

Amanda Amaral

A Cooperativa Agrária dos Cafeicultores de São Gabriel (Cooabriel) encerrou 2022 com a exportação de mais de 118 mil sacas de café conilon, o que equivale a cerca de 10% do volume que foi exportado pelo Espírito Santo do mesmo produto no período. A organização registrou este crescimento de mais de 60% em vendas para o exterior.

- Continua após a publicidade -

Em 2021, a Cooabriel registrou crescimento nas exportações próximo a 30% se comparado ao ano anterior. Em 2022, esse percentual mais do que dobrou, segundo a organização.

Neste ano, também foram abertos novos mercados. De acordo com a cooperativa, contêineres partiram para países da América, tendo em vista mercados já consolidados como o da Colômbia, mas também em direção a Europa para negociações diretas, até então inéditas para a organização, que conta com multinacionais entre os clientes.

O superintendente geral da Cooabriel, Carlos Augusto Pandolfi, afirma que “todo o trabalho de entrada no mercado internacional feito até agora foi determinante para entendermos mais sobre esse mercado e como ele funciona. Agora, um dos nossos propósitos é trabalhar para ampliar os volumes exportados”.

O projeto de abertura e conquista dos mercados internacionais foi iniciado em 2020 e os primeiros volumes exportados tiveram como destino os Estados Unidos, no segundo semestre daquele ano. A partir disso, as negociações internacionais se consolidaram e permanecem em expansão, segundo a Cooabriel.

Carlos Augusto Pandolfi, afirma que “a expansão da exportação fazia parte do plano de atividades para 2022 da cooperativa, especialmente a abertura de novos mercados e a comercialização de cafés especiais. Todo o trabalho de entrada no mercado internacional feito até agora foi determinante para entendermos mais sobre esse mercado e como ele funciona. Agora, um dos nossos propósitos é trabalhar para ampliar os volumes exportados”.

Cafés especiais

De acordo com informações da Cooabriel, o café buscado por estes mercados é o considerado especial, com alcance superior a 80 pontos nas provas de classificação, que exige cuidados específicos nos processos de colheita e pós-colheita. Além dessas características, alguns deles são altamente exigentes também com questões relacionadas à sustentabilidade e à rastreabilidade da cadeia produtiva.

sacas de café
Uma das lojas da Cooabriel, onde também são comercializados cafés da cooperativa. Foto: Divulgação/Cooabriel

A cooperativa tem trabalhado de forma a conscientizar seus cooperados a respeito dessas exigências, a fim de que sejam adotadas boas práticas na produção. Através de capacitação, orientação técnica e da participação em programas que visam qualidade e sustentabilidade, os produtores têm oportunidade de se tornarem mais conscientes e assertivos nos processos produtivos. Pandolfi ressalta ainda que para consolidar a presença no mercado externo, é preciso reforçar essas ações.

“Para continuarmos essa expansão, é importante avançarmos em alguns aspectos, especialmente sustentabilidade e rastreabilidade. Há ainda alguns gargalos relacionados a esses fatores que precisam ser sanados. Temos hoje um grupo de cooperados que faz parte da Certificação 4C, mas ainda não é o suficiente para atender às demandas do mercado. Isso abre uma oportunidade para que um número cada vez maior de produtores esteja inserido em programas e ponham em prática os princípios da sustentabilidade em seus processos produtivos. Cabe ressaltar que o grande foco neste momento não é e não será o aumento de preço, mas ter a ampliação da cartela de clientes e, por consequência, maior garantia de mercado para o café dos nossos cooperados”, concluiu Pandolfi.

Novas possibilidades

Para 2023, os objetivos giram em torno de manter os mercados atuais, além da busca por novas possibilidades, segundo a gerente de exportação e sustentabilidade da Cooabriel, Renata Vaz.

Ela comenta: “Planejamos continuar nossas ações de expansão, participando de eventos e outras agendas. Consideramos importante conhecer de perto os mercados e seus consumidores, para termos mais entendimento de como ele se comporta e para sermos mais assertivos ao apresentar nosso café conilon,” finalizou.

 

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 220

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA