23.9 C
Vitória
terça-feira, 2 junho, 2020

Vila Velha, 485 anos de luta e superação

Leia Também

Prazo de pagamento da taxa do Enem é prorrogado

Segundo o Inep, mais de 5,7 milhões de pessoas já tiveram suas inscrições confirmadas. E a expectativa é que 300 mil inscritos paguem a taxa de inscrição do exame.

Venda de veículos novos sobe 11,6% em maio ante abril, diz Fenabrave

Em maio, segundo mês de concessionárias fechadas em vários Estados, as vendas somaram 62,2 mil unidades, alta de 11,6% em relação a abril.

Estado tem mais de 15 mil infectados pela Covid-19

Chegou a 15.151 o número de pessoas infectadas pelo novo coronavírus (Sars-Cov-2) no Espírito Santo, segundo o “Painel Covid”.

Viana contará com Guarda Municipal armada

Ao todo, 29 agentes estão sendo treinados para realizar o combate à criminalidade, na segurança do patrimônio público, e a organização do trânsito, conforme explicou o prefeito Gilson Daniel.

Os capixabas precisam entender mais os seus mitos, símbolos, ritos, crenças e saberes

Após a descoberta do Brasil, a Coroa Portuguesa resolveu tratar o território capixaba como uma espécie de barreira verde para proteger as riquezas encontradas na região onde hoje ficam os estados de Minas Gerais, Mato Grosso e Goiás. A nossa capitania ia até essa região inicialmente. Era proibido construir estradas que ligassem o nosso litoral ao interior, para impedir o contrabando, evitar invasores estrangeiros e controlar a produção das jazidas para cobrança de impostos. As dificuldades para o desenvolvimento da Capitania do Espirito Santo se agravaram com a descoberta dessas riquezas.

Muitas dificuldades nos primeiros anos da recém descoberta Vila do Espirito Santo, hoje Vila Velha. Os confrontos com os índios, as dificuldades econômicas, e a precariedade do local, fomentados pelas constantes viagens do donatário da Capitania do Espirito Santo Vasco Fernandes Coutinho. Passados cinco anos, no Brasil não haviam investidores interessados na Capitania do Espirito Santo, o que levou o Donatário Vasco Fernandes Coutinho voltar a Portugal, em busca de recursos. Tempos difíceis para a então Vila do Espirito Santo.

Os capixabas precisam entender mais os seus mitos, símbolos, ritos, crenças e saberes. Devem conhecer e valorizar a rica cultura popular, tão importante quanto a literatura, a arte plástica, a arquitetura. Vila Velha é a segunda cidade mais antiga do Brasil, fundada em 23 de maio de 1535, perdendo apenas para a paulista Cananéia e tendo Olinda (PE) em terceiro lugar.

(Foto – Leonel Albuquerque)

Em função das dificuldades com os ataques indígenas, e pela fartura de água na Ilha de Santo Antonio (hoje Vitória), resolveu Vasco Coutinho, erguer na ilha uma “Vila Nova”, a nova sede da capitania, deixando a antiga sede, a Vila Velha, abandonada e tomada pelos índios.

Estando protegida na ilha a nova sede da Capitania, foi então retomada a luta do donatário Vasco Fernandes Coutinho para recuperar a abandonada e decadente antiga sede, a Vila do Espirito Santo. A reconquista definitiva ocorreu em 08 de setembro de 1551, dezesseis anos após a sua chegada à Prainha, quando a primeira Vila, a do Espirito Santo, passou a ser chamada de Vila Velha.

Com a vitória sobre os índios em 1551, e para marcar o fato, a nova sede da capitania do Espírito Santo, a ilha Vila Nova do Espirito Santo, passou a ser chamada de Vila da Vitória. Também conhecida por Guananira, Ilha do Mel em tupi-guarani. Como afirma, a primeira dama da literatura capixaba, escritora Bernadette Lyra, em seu recente livro homônimo lançado: “Quem disse que todas as cidades são iguais não conhece Vitória. A maravilhosa Vitória que dorme e acorda cercada de águas que sussurram, ao invés do estrondoso ruído que se escuta em outros espaços do mundo circundado por mar”

A efetiva transformação de Vila Velha em município independente, não ocorreu de forma simples. Por duas vezes foi anexada à Vitória, até a emancipação em 30 de novembro de 1896 (124 anos atrás). A antiga Vila do Espírito Santo, como era conhecida, ganhou pela primeira vez status de cidade, passando a ser chamada de Vila Velha. No início do século XX a cidade tinha vida modesta, fartura em pescado e abundantes belezas naturais. Em 1910 a iluminação passou a ser elétrica, e com a água encanada chegando à cidade, início de grande desenvolvimento. A chegada dos bondes elétricos foram fundamentais para o crescimento da cidade.

Manoel Goes Neto é presidente do Instituto Histórico e Geográfico de Vila Velha e diretor no IHGES

Continua após a publicidade

ES Brasil Digital

esbrasil_176
Continua após publicidade

Fique por dentro

Venda de veículos novos sobe 11,6% em maio ante abril, diz Fenabrave

Em maio, segundo mês de concessionárias fechadas em vários Estados, as vendas somaram 62,2 mil unidades, alta de 11,6% em relação a abril.

Cooabriel inaugura unidade em Montanha

O objetivo da nova unidade é atender às grandes solicitações de sócios e produtores, além de expandir a cultura do café conilon na região.

Governo publica MP que pode destravar crédito às pequenas e médias empresas

Os bancos já emprestaram mais de R$ 900 bilhões em recursos novos, renovações e suspensão de parcelas de empréstimos.

Parque de iluminação de Vila Velha será modernizado e ampliado

O edital para contratação da empresa que realizará o serviço foi lançado na sexta-feira (29), nos Diários Oficiais do Município, Estado e da União, além de jornais de circulação nacional.

Vida Capixaba

Viana contará com Guarda Municipal armada

Ao todo, 29 agentes estão sendo treinados para realizar o combate à criminalidade, na segurança do patrimônio público, e a organização do trânsito, conforme explicou o prefeito Gilson Daniel.

Novas regras adotadas para o comércio a partir desta segunda-feira (1º)

As novas regras para galerias, centros comerciais, academia, shoppings e restaurantes de Vila Velha foram publicadas no Diário Oficial do município desse domingo (31).

Lugar de homem é na cozinha

A arte de combinar ingredientes e temperos tem atraído mais e mais homens Em restaurantes ou em ambientes domésticos, é cada vez mais comum ver...

Shoppings da Grande Vitória poderão abrir a partir de segunda (1º)

De acordo com a secretária de Estado de Gestão e Recursos Humanos, Lenise Loureiro, a decisão foi tomada durante uma reunião da Sala de Situação de Emergência em Saúde Pública do Estado, realizada hoje. 
Continua após publicidade