30.3 C
Vitória
quinta-feira, 21 janeiro, 2021

Redescubra o Espírito Santo

Mais Artigos

Quando um pouco de solidariedade faz muita diferença

Num país com tantas desigualdades sociais, contribuir para a manutenção e a sobrevivência de projetos e ações que, no dia a dia, auxiliam pessoas com maior vulnerabilidade tornou-se indispensável

Crise sobre rodas

A era do carro movido a combustível fóssil está com seu tempo contado. A Ford não está sabendo enfrentar concorrência, também

Pelo fim dos consensos políticos

De fato, conforme a filosofia de Aristóteles, somos seres racionais dotados da capacidade de avaliar, sob o ponto de vista lógico

A necessidade do isolamento social
afetou de imediato o turismo

Por Dorval de Assis Uliana

O turismo é uma atividade instigante, que une a motivação do saudável hábito de viajar, seja lá para qual motivo ou destino for, a uma complexa economia multissegmentada. No Espírito Santo não é diferente. Somos destino para pessoas que buscam lazer, sol e praia, negócios, esportes radicais, eventos sociais, econômicos, científicos, institucionais, que movimentam toda a cadeia produtiva do turismo – hotéis, receptivos, restaurantes, transportadoras, guias, fornecedores de eventos, dentre outras.

Até o ano de 2019, essa atividade apresentava indicadores positivos. No Índice da Atividade Turística (IATUR), medido pelo IBGE, estávamos em segundo lugar no país sendo ultrapassado apenas pelo Ceará, destino potente no país, com forte fluxo internacional. Com a pandemia este crescimento foi interrompido colocando à prova a capacidade do poder público–União, estados e municípios, instituições parceiras como Sistema S e o trade – em reagir com ações mitigatórias e, até mesmo, de continuidade na prestação de serviços.

A necessidade do isolamento social afetou de imediato o turismo. Neste momento a prioridade foi receber do trade local as demandas para que as ações definidas pudessem minimizar o impacto. O diálogo diário com o Conselho Estadual de Turismo (Contures), com os municípios e com as Instâncias de Governança Regional foi fundamental para que a Setur estruturasse o Plano de Retomada. Paralelo à construção do Plano, articulamos ações mitigatórias principalmente com disponibilização de uma linha de crédito para que o setor pudesse se manter durante a crise. O ES foi destaque no país na decisão de utilizar o Fundo de Aval do Governo do Estado para o setor, que viabilizou a captação de recursos em condições adequadas.

Foi preciso trabalhar o presente, com ações mitigatórias, com o olhar no futuro, na retomada da economia do turismo. E para isso foram pensadas ações que pudessem impulsionar as atividades.

A segurança sanitária foi um ponto importante neste cenário. Promovemos a adesão de protocolos de prevenção ao novo Coronavírus (Covid-19) organizados pelo Ministério do Turismo, e estimulado pelos estados identificados pelo Selo Turismo Responsável. Esta adesão do trade capixaba possibilitou que a Setur apresentasse em eventos nacionais de promoção – Movimento Supera Turismo e Abav Collab – o ES como um destino seguro para visitar. A ação do selo também influenciou a campanha interna de promoção do turismo capixaba.

Com o tema “Redescubra o ES” a mensagem é que o estado está preparado para esse novo comportamento do turista. A diversidade de belos cenários, a manutenção das atividades econômicas e a disponibilização de adequados e suficientes serviços de saúde tem propagado o nome do Espírito Santo como um destino seguro para o turismo de sol e praia e de montanhas reaquecer.

O desemprego, que chegou a 9% da mão de obra formal foi estancado, e as empresas voltaram a respirar. A gestão da crise está mostrando resultados. Mas ainda atravessamos um momento totalmente desafiador e, somente depois da vacinação da população, o fluxo turístico será retomado de fato.

Mas, sobretudo, temos certeza, os turistas reconhecerão que, apesar de tudo, este continua a ser o estado mais lindo e rico do Brasil. A razão é uma só – é o meu estado, é o meu destino. Redescubra você também o ES.

Dorval de Assis Uliana é Secretário de Estado do Turismo

ES Brasil Digital

ESBrasil-184 - Retrospectiva
Continua após publicidade

Fique por dentro

Série histórica mostra ocupação hoteleira durante a pandemia

Já estão disponíveis no Observatório do Turismo os dados relativos à taxa de ocupação hoteleira relativa ao ano de 2020, nos municípios de Vitória, Vila Velha e Serra

Sicoob inicia 2021 com recordes de movimentações financeiras

Instituição tem atuado para facilitar acesso a produtos e serviços financeiros aos seus mais de 5 milhões de cooperados

Concessão da Codesa: o que muda!

A Federação das Indústrias do Espírito Santo promoveu uma audiência para esclarecer o setor produtivo sobre o processo de desestatização da Codesa, a Companhia Docas do ES

Produção agropecuária de 2020 alcança R$ 871 bilhões

as variáveis determinantes para os resultados estão relacionadas aos preços dos produtos no mercado interno

Vida Capixaba

Queijos: segunda maior agroindústria capixaba

Queijos com adição de especiarias e ervas finas, com recheio de geleias de frutas, doce de leite e embutidos, ou até defumados, são algumas versões de queijos capixabas que demonstram a potencialidade do setor

Prêmio de fotografia ‘As belezas que Anchieta viu’

O Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema) divulgou, nesta terça-feira (19), o resultado do prêmio de fotografia “As belezas que Anchieta viu”

Novas espécies de insetos são descobertas no Espírito Santo

Oito novas espécies de insetos foram descobertas na região norte do Espírito Santo