20 C
Vitória
quarta-feira, 5 agosto, 2020

Ranger os dentes pode trazer um grande problema na sua vida

Leia Também

Aumenta uso de canais digitais de bancos por brasileiros

A EY levantou que 46% dos entrevistados aumentaram o uso de meios digitais para pagamento, contra apenas 7% que mantiveram o uso de dinheiro

Eco101 retoma, ainda em agosto, duplicação de Guarapari a Anchieta

Após paralisação momentânea devido a pandemia, a Eco101 retoma a duplicação de mais 22 quilômetros de rodovia entre os municípios de Guarapari e Anchieta A...

Faturamento da indústria cresce 9,3% em junho, diz CNI

De acordo com os Indicadores Industriais divulgados pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) nesta quarta-feira, 5, o faturamento das fábricas brasileiras cresceu pelo segundo...

Conheça os mitos e verdades sobre um dos problemas bucais mais frequentes

Também conhecido como briquismo, o bruxismo é o ato de ranger, apertar e até bater os dentes uns contra os outros. O problema aparece, na maioria dos casos, na hora em que o paciente se encontra dormindo. Por isso, é considerado um ato inconsciente. A dentista Catarina Riva esclarece algumas dúvidas sobre a doença.

É verdade que meu parceiro pode identificar o problema?

Em partes. O diagnóstico quem faz é o dentista, mas se o parceiro identifica e ouve estalos produzidos durante o sono da parceira, pode indicar um sinal. Durante o sono quem sofre do problema não irá perceber, mas as pessoas que dormem no mesmo quarto sim.

Posso perder meus dentes?

Verdade. A maioria das pessoas que têm bruxismo são pessoas ansiosas. O ato de esfregar e bater os dentes uns com os outros pode derivar em fraturas e desgaste, levando a perda, em partes ou total, de um ou mais dentes.

A dor pode se estender a outras áreas?

Verdade. O bruxismo pode até ser confundido com a dor de ouvido, pois o canal auditivo fica bem próximo à mandíbula. Além disso, os pacientes também costumam relatar enxaquecas, que é devido à tensão muscular provocada pelo bruxismo.

O problema pode estar ligado a fatores emocionais?

Se a pessoa está passando por algum tipo de problema familiar ou mesmo questões de trabalho, pode intensificar o bruxismo, pois ele nesses casos há uma tensão, que consequentemente será repassada aos dentes em forma de aperto e desgastes.

O bruxismo tem cura?

Mito. O bruxismo não tem cura. O que fazemos é utilizar um protetor para evitar e conter o desgaste da dentição. O que pode ajudar no tratamento é fazer exercícios, caminhadas e sessões de relaxamento, pois como disse, ele está ligado a fatores emocionais, como o estresse.

Continua após a publicidade

ES Brasil Digital

Continua após publicidade

Fique por dentro

Balança comercial tem superávit de US$ 8,060 bilhões em julho

O resultado de julho foi mais do que o dobro registrado no mesmo mês do ano passado, quando foi positivo em US$ 2,391 bilhões

Educação é a maior despesa dos municípios capixabas

Levantamento da 26ª edição do anuário Finanças dos Municípios Capixabas, da Aequus Consultoria, publicado em julho de 2020, traz um apanhado detalhado da gestão...

Iluminação de Vila Velha: confira resultado do leilão

O parque de iluminação pública de Vila Velha (ES) será ampliado e modernizado pelo Consórcio SRE – IP Vila Velha, pelos próximos 20 anos.

Dia dos Pais: 47,8% das pessoas comprarão presentes on-line

De acordo com uma pesquisa, 57,6% das pessoas entrevistadas pretendem celebrar o Dia dos Pais; 21,5% ainda estão na dúvida sobre comemorar ou não.

Vida Capixaba

Programação cheia no Drive-In de Jardim Camburi

Show de rock e apresentação de circo são algumas das atrações que prometem animar a programação neste fim de semana no Drive-In Por Leticia Vieira  Promessa...

Formemus 2020: programação 100% on-line

Conferência que promove debates sobre o segmento musical no Espírito Santo, no Brasil e no mundo, está confirmada para acontecer entre os dias 7...

Golpe pelo WhatsApp: saiba como evitar!

Várias pessoas estão sendo vítimas de golpistas que tem clonado números de WhatsApp de pessoas e mandando mensagens pedindo dinheiro.

Horário de pico muda em Vitória

Em Vitória, por conta da pandemia do novo coronavírus, houve uma redução considerável no fluxo de veículos que passam pelas ruas e avenidas da capital.
Continua após publicidade