Praia de Vila Velha concorre à certificação internacional

A Praia da Sereia poderá receber o certificado. - Foto: Portal Programa Bandeira Azul

A Praia da Sereia, localizada na Praia da Costa, concorre ao certificado Bandeira Azul, respeitado e reconhecido por reunir os setores em nível local, regional e internacional

A Praia da Sereia, localizada na Praia da Costa, em Vila Velha, é candidata à certificação internacional Bandeira Azul, que busca a conscientização dos cidadãos e dos tomadores de decisão para a necessidade de se proteger o ambiente marinho e costeiro.

O local atende a 34 dos critérios para a conquista do prêmio, que são: desenvolvimento de atividades e dinâmicas ligadas a ações de educação ambiental, além da confecção de uma placa com informações do programa que será fixada na Praia da Sereia, no mês de janeiro, indicando o processo de certificação em fase piloto (2019-2020).

A certificação é altamente respeitada e reconhecida no mundo por reunir os setores de Meio Ambiente, Economia e Turismo, em nível local, regional e internacional. Se conseguir, Vila Velha será o primeiro município capixaba a receber o reconhecimento.

“O objetivo, ao adquirir tal certificação, é incrementar o turismo e atrair visitantes de todo o Brasil e até internacionais para Vila Velha”, explicou a subsecretária municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Neymara Carvalho.

A gestora municipal do Programa Bandeira Azul, Sandra Frasson, afirmou que foram promovidos, aproximadamente, 25 reuniões e encontros ao longo dos últimos sete meses, com objeto de apresentar, envolver e convidar não só o setores públicos mas principalmente a sociedade civil, ONGs, Forças Armadas, conselhos para o programa e sua finalidade.

Em outubro de 2020, se atendidos todos os critérios, o Instituto Iar, responsável pela certificação no Brasil, anunciará o resultado. O hasteamento da bandeira será realizado em novembro do mesmo ano.

Bandeira Azul

Iniciado em 1987 na Europa e, no Brasil, à partir de 2004, o Programa Bandeira Azul visa a elevar o grau de conscientização dos cidadãos e dos tomadores de decisão para a necessidade de proteger o ambiente marinho e costeiro, além de incentivar a realização de ações integradas que beneficiarão hotéis, comércio, saúde e educação.

Países como Portugal possui cerca de 360 praias e a Espanha, aproximadamente 700 praias certificadas, e são vistas como roteiros permanentes no circuito internacional de turismo, aquecendo a economia.

No Brasil não é diferente. Os locais que já conquistaram e/ou renovaram a certificação 2019/2020 são:

Praias
Praia do Tombo, Guarujá – SP
Prainha, Rio de Janeiro – RJ
Praia da Ponta de Nossa Senhora do Guadalupe, Salvador – BA
Praia da Lagoa do Peri, Florianópolis – SC
Praia Grande, Governador Celso Ramos – SC
Praia do Peró, Cabo Frio – RJ
Praia do Estaleiro, Balneário Camboriú – SC
Praia do Estaleirinho, Balneário Camboriú – SC
Praia de Piçarras, Balneário Piçarras – SC
Praia de Guarajuba, Camaçari – BA
Praia de Quatro Ilhas, Bombinhas – SC
Praia de Mariscal, Bombinhas – SC
Praia da Malhada, Jijoca de Jericoacoara – CE
Praia da Saudade (Prainha), São Francisco do Sul – SC

Marinas
Marina Costabella, Angra dos Reis – RJ
Marinas Nacionais, Guarujá – SP
Iate Clube de Santa Catarina – Veleiros da Ilha (sede Centro), Florianópolis – SC
Marna Tedesco, Balneário Camboriú – SC
Marina Kauai, Ubatuba – SP
Voga Marina, Ubatuba – SP

Leia Também: