Mercado imobiliário apresenta facilidades na venda de empreendimentos

O Port-Soleil é um dos empreendimentos da Lorenge. - Foto: Divulgação

Construtoras investem cada vez mais em ações e serviços para atrair os clientes

A crise econômica que o país está passando não tem impedido as construtoras de vender seus empreendimentos. Com isso, as empresas apresentam cada vez mais soluções para atender aos clientes, seja com empreendimentos com sistema de energia fotovoltaica àqueles em que o cliente é buscado pela empresa para conhecer as unidades comercializadas por ela.

Há 38 anos no mercado da construção civil, a Lorenge investiu em serviços. Para isso, a empresa aderiu a plataformas que permitem melhorar o relacionamento com o cliente. Neste novo momento, as novas “Conexões Lorenge” chegam para adaptar os novos perfis dos interessados em adquirir um imóvel.

De acordo com o diretor geral da construtora, Leandro Lorenzon, o perfil do consumidor mudou bastante, por isso ofertar uma gama de serviços favorece a aproximação tornando o relacionamento mais próximo e eficaz.

“Com a crise, o mercado sofreu muito e o consumidor está diferente. Ele tem novos hábitos de consumo. Hoje, a pessoa interessada em comprar um empreendimento o “namora” primeiro, visita o bairro onde está localizado, visita o estande de vendas até fechar o negócio. Além disso, está ainda mais atento aos serviços que são agregados”, disse Lorenzon.

Desta forma, a construtora apresenta formas de atender ao cliente. Uma delas é o “Lorenge do seu jeito”, uma plataforma em que o cliente poderá personalizar seu imóvel desde o início da construção. “O consumidor poderá fazer intervenção e acabamentos de acordo com seu interesse e de forma tranquila”, destacou o diretor.

Outra solução é a plataforma “Lorenge facilita”, que cuida de tudo para o cliente. “Nessa modalidade, ele não perde tempo com burocracia na hora de obter a documentação necessária para a escritura ou financiamento bancário do imóvel. Hoje, nem todos têm tempo, as vidas estão bem corridas e ter uma equipe empenhada em agilizar esse procedimento para o cliente é um ganho”, avaliou Lorenzon.

O diretor geral disse, ainda, que a empresa tem outras formas de garantir um bom atendimento. “O Lorenge aluga oferece aluguel rápido, online, seguro e sem fiador por meio de um sistema de locação próprio. Já o “Lorenge Pronto Para Viver” equipa o imóvel a um baixo custo para que ele não tenha trabalho algum quando a obra acabar. Assim, não terá o trabalho para retirar o piso que não gostar, entre outras coisas”, destacou.

Energia fotovoltaica

Sustentabilidade também é um dos itens primordiais para as construtoras. Prova disso, é o Edifício Juan Fernandes, no Barro Vermelho, obra da Galwan. Nele, o sistema de geração de energia solar fotovoltaico é responsável por gerar energia para atender aos equipamentos e áreas de uso comum do prédio.

Entretanto, a ideia de usar energia solar partiu de um dos condôminos durante a construção do empreendimento, que chamou a atenção da empresa, que logo acrescentou o item no orçamento da obra.

Foto: Divulgação / Galwan

“Não é um sistema para aquecer água, é para gerar energia elétrica, repercutindo diretamente na queda do valor da taxa de condomínio. O mais importante é a satisfação dos condôminos”, disse o diretor-presidente da Galwan S/A, José Luís Galvêas Loureiro.

O empreendimento foi entregue no segundo semestre de 2018 e o investimento foi de aproximadamente R$ 1.500,00 por unidade. Com ele, a energia gerada será utilizada para atender os equipamentos e áreas de uso comum do empreendimento, como os elevadores, o ar condicionado, a iluminação, as bombas d´água, a portaria e outras, gerando economia para o condomínio.

Ação

Também para movimentar o mercado imobiliário, a MRV está lançando uma campanha diferenciada. Neste sábado (16), em parceria com a Uber, mais de 65 cidades estarão envolvidas no Feirão de Porta a Porta.

A companhia disponibilizará motoristas para buscar o cliente até em casa e levá-los até um dos plantões da MRV, onde serão ofertadas facilidades para a aquisição em uma das mais de 40 mil unidades ofertadas.

Para o diretor de Marketing e Comunicação da MRV, Rodrigo Resende, disse que a essência do Feirão de Porta a Porta é descomplicar ainda mais o processo de compra do imóvel com descontos e facilidades na forma de pagamento.

“A estratégia de levar o cliente ao plantão de vendas vai ao encontro dessa ideia, oferece mais comodidade, segurança e tranquilidade, além de reforçar nosso compromisso e preocupação com o bem-estar dos clientes”, finalizou.

Confira o vídeo da ação:

Conteúdo Publicitário