26 C
Vitória
quinta-feira, 11 agosto, 2022

Mais de R$ 15 milhões para a indústria em 2021

Os dados constam da Pesquisa Industrial Anual Empresa 2020, divulgada hoje (21) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Foto: José Paulo Lacerda/CNI

O setor contratou por meio de linhas de crédito R$ 15 bilhões para manter atividades produtivas e postos de trabalho

Por Amanda Amaral 

O setor industrial capixaba contratou R$ 15 milhões por meio de linhas emergências disponibilizadas pelo Estado no ano passado. Os recursos foram destinados para caital de giro das empresas, com foco na manutenção das atividades produtivas e dos postos de trabalho na indústria.

O aporto foi realizado por meio do Banco do Estado de Desenvolvimento (Bandes), que ressaltou, que em 2021, o setor no Espírito Santo registrou crescimento de 4,9% e a média nacional alta de 3,9%, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O diretor-presidente do Bandes, Munir Abud de Oliveira, salientou que o papel do Bandes pôde contribuir para a manutenção da produção e dos empregos. Enfatizou ainda que o momento é de planejamento dos empresários para as próximas ações do setor e que investimentos em modernização, inovação e implantação de novas unidades fabris estão entre os itens que podem receber recursos do banco.

“O banco se capitalizou para disponibilizar aos empresários crédito produtivo, com condições adequadas para o aumento da produtividade e ganho de mercado dos produtos capixabas”, destacou o diretor-presidente do Bandes.

Retomada econômica

O Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo tem disponível aos empresários a linha de crédito Bandes Retomada, que é destinada ao apoio de empresas com capital de giro, no valor de até R$ 5 milhões, e prazo total de até 48 meses, incluindo carência de até 12 meses. Os recursos da linha são destinados para ampliar a disponibilidade de apoio para micro, pequenas e médias empresas (MPMEs) capixabas.

“O banco foi ágil”, disse Munir Abud, presidente do Bandes. Foto: Divulgação/Bandes

A busca por ampliar os recursos disponíveis do Bandes para movimentar a economia capixaba é uma forma de o banco contribuir para que os empresários possam realizar novos investimentos e se prepararem para o novo ciclo econômico.

Líderes mulheres

Com cerca de R$ 165 milhões disponíveis, o Bandes pretende impulsionar os empresários capixabas na retomada econômica. Além disso, a linha também vai destinar, no mínimo, 20% das operações de financiamentos para as empresas lideradas por mulheres.

Com o valor contratado, segundo o Bandes, as empresas puderam organizar melhor o fluxo de caixa para os gastos operacionais como os investidos para manter o estoque, comprar matéria-prima, pagar a folha salarial e fornecedores, impostos, além de gastos fixos, como água, luz, internet e aluguel, e também para imprevistos financeiros.

“O banco foi ágil em disponibilizar uma solução financeira para que os empresários superassem o momento mais crítico da crise de saúde e econômica que vivenciamos recentemente. Importante destacar também que o próximo ciclo de desenvolvimento, pós-pandêmico, será potencializado via Bandes”, acrescentou Abud de Oliveira.

Com informações do Bandes. 

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade