Falta de desejo sexual pode ser resultado de má alimentação

Foto: shutterstock

A alimentação inadequada pode afetar o desejo sexual e em muitos casos, uma dieta focada em alimentos específicos pode solucionar o problema

Se você sentiu falta de libido, cansaço e até mesmo disfunção erétil, saiba que esses problemas podem ser também causados por uma má alimentação. Mas não se preocupe! Um profissional da nutrição pode te ajudar a resolver a situação com uma dieta focada em alimentos específicos.

Para a nutricionista funcional e da vida sexual, Letícia Matrak, uma alimentação inadequada acaba influenciando no desempenho sexual. “Muitas pessoas acreditam que estão com algum problema mais sério, mas em muitos casos, basta seguir uma orientação nutricional para isso desaparecer”, afirma.

A profissional destaca que alimentos como farinha branca, refrigerante, frituras e bebida alcoólica são considerados vilões para quem quer melhorar o desempenho sexual. Já as frutas como melancia, abacate, maçã e romã são consideradas aliadas, pois são funcionais e afrodisíacas.

“A maçã é uma fruta completa, que faz muito bem ao organismo. Sugiro que todo mundo coma, pelo menos, uma maçã ao dia”, explicou Letícia Matrak.

A nutricionista, que é estudiosa do assunto, conta que uma dieta rica em frutas e verduras também pode solucionar problemas relacionados a menopausa e falta de lubrificação. “A alimentação influencia diretamente na vida sexual. Melhorando essa parte, tudo vai fluir”, frisa Letícia.

Constipação intestinal

Outro assunto importante e que incomoda muitas mulheres, a prisão de ventre, pode ser um vilão e afetar o desempenho sexual. De acordo com Letícia Matrak, a constipação intestinal causa desconforto e dores abdominais e isso acaba afetando a relação a dois.

“A pessoa acaba ficando indisposta para o sexo, sem desejo. Com a melhora do fluxo intestinal por meio de uma alimentação balanceada, os níveis de serotonina, que é um hormônio do bem-estar, aumentam, trazendo de novo a disposição”, explicou ela.

A nutricionista também destaca que o sono e o emocional precisam de atenção para que todo o organismo esteja bem. O estresse, por exemplo, também é um fator que pode alterar o desempenho sexual.

Conteúdo Publicitário