26 C
Vitória
quinta-feira, 11 agosto, 2022

Exposição “Amazônia” de Sebastião Salgado mostra acervo inédito no Rio

Leia Também

Ao todo, são 194 fotografias de Sebastião Salgado que mostram a beleza, a força e o cotidiano dos povos indígenas, 

Por Wesley Ribeiro 

Depois de passar por Paris, Londres, Roma e São Paulo, a exposição “Amazônia”, de Sebastião Salgado segue até janeiro de 2023, no Museu do Amanhã, na Zona Portuária do Rio de Janeiro. Ao todo, são 194 fotografias que mostram a beleza, a força e o cotidiano dos povos indígenas. Em sua grande maioria mostradas ao público pela primeira vez.

As imagens impressas são o resultado de sete anos de experiências e expedições de Sebastião Salgado na Amazônia brasileira e revelam a floresta, rios e montanhas, assim como a vida em várias comunidades indígenas – estão retratados os povos Awá-Guajá, Zo’é, Suruwahá, Yawanawá, Marubo, Asháninka, Korubo, Yanomami e Macuxi.

Esse denso universo marcou o olhar do fotógrafo com imagens impressionantes, em sua grande maioria mostradas ao público pela primeira vez.

Idealizada e concebida por Lélia Wanick Salgado, a mostra promove um mergulho no coração da Amazônia e é um convite para ver, ouvir e, ao mesmo tempo, refletir sobre o futuro da biodiversidade e a urgente necessidade de proteger os povos indígenas e preservar esse ecossistema imprescindível para o planeta.

esbrasil-exposicao-sebastiao-salgado-amazonia
Também serão exibidos vídeos com testemunhos de lideranças indígenas sobre a importância da Amazônia – Foto: Divulgação/Museu do Amanhã

“Ao projetar ‘Amazônia’, quis criar um ambiente em que o visitante se sentisse dentro da floresta, se integrasse com sua exuberante vegetação e com o cotidiano das populações locais”, comenta Lélia.

Além das imagens impressas, a exposição apresenta ainda dois espaços com projeções de fotografias. Uma delas mostra paisagens florestais musicadas pelo poema sinfônico “Erosão – Origem do Rio Amazonas”, do compositor brasileiro Heitor Villa-Lobos (1887-1959); a outra revela retratos de indígenas, com uma composição especial de Rodolfo Stroeter.

Também serão exibidos vídeos com testemunhos de lideranças indígenas sobre a importância da Amazônia e os problemas enfrentados hoje em sua sobrevivência na floresta.

“Esta exposição tem o objetivo de alimentar o debate sobre o futuro da floresta amazônica. É algo que deve ser feito com a participação de todos no planeta, junto com as organizações indígenas”, defende Sebastião Salgado.

Exposição “Amazônia”

Mostra com 194 fotografias de Sebastião Salgado que mostram a beleza, a força e o cotidiano dos povos indígenas
Onde: Museu do Amanhã
Endereço: Praça Mauá, 1, Centro, Rio de Janeiro
Quando: até 29/01/2023 (domingo)
Horário: 10h às18h (terça a domingo)
Entrada: gratuita

Com informações do Museu do Amanhã.

Continua após publicidade

Mais Aonde ir

Blogs e colunas