29.9 C
Vitória
segunda-feira, 24 junho, 2024

Empresas têm uma semana para concorrer à gestão do Mercado da Capixaba

Até o momento, nenhuma empresa se manifestou para gerir o espaço, que contará com 16 lojas comerciais no piso térreo e duas lojas no mezanino

Por Kebim Tamanini

Previsto para ser inaugurado ainda neste primeiro semestre de 2024, a Prefeitura de Vitória, que lançou o edital para a concessão do Mercado da Capixaba no início de março, informou que até o momento não recebeu nenhuma proposta de empresa interessada em fazer a gestão do espaço. O prazo se encerra no próximo dia 15 de maio.

- Continua após a publicidade -

A expectativa dos gestores municipais é que alguma empresa manifeste interesse nesta última semana que antecede o prazo de inscrições. Vale ressaltar que a escolha terá como critério a empresa que oferecer a proposta mais vantajosa. Contudo, caso não haja interesse por parte de nenhuma empresa, a Prefeitura de Vitória estudará alternativas, incluindo a possibilidade de lançar um novo edital.

O Mercado da Capixaba contará com 16 lojas comerciais no piso térreo e duas lojas no mezanino. No entanto, os empreendedores interessados só poderão comercializar ou expor expressões artísticas, gastronômicas e culturais que valorizem a capital e a região, sendo vedados segmentos de outros viés.

A Prefeitura de Vitória destaca no edital que o Mercado da Capixaba tem como principal objetivo ser um equipamento público voltado para o turismo. Por isso, alguns tipos de negócios foram vetados para manter o perfil desejado, tais como a venda de eletroeletrônicos, artigos de celulares, comércio de veículos automotores, venda de móveis e utensílios para casa que não sejam artesanais, lojas de materiais de construção, venda de brinquedos industriais, lojas de informática e acessórios, serviços de telefonia e internet.

A empresa que assumir a gestão do Mercado da Capixaba terá benefícios econômicos como forma de fortalecer o comércio. A administração municipal pretende conceder descontos progressivos no aluguel, com base no Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). No primeiro ano de concessão, a empresa selecionada pagará 60% do valor estabelecido na licitação. No ano subsequente, esse percentual aumentará para 70%, proporcionando uma transição gradual para o pagamento integral ao longo dos anos.

Estabelecimentos gastronômicos

Sob os termos da concessão que será assumida pela empresa, destaca-se a responsabilidade de manter 50% dos estabelecimentos voltados à gastronomia abertos diariamente, com a possibilidade de alternância entre eles. Este compromisso visa não apenas fomentar a variedade de opções disponíveis, mas também assegurar um ambiente dinâmico e atrativo para os frequentadores.

Nos primeiros 90 dias após a assunção da concessão, a empresa deve garantir o funcionamento de pelo menos metade do total dos módulos comerciais presentes no mercado. Além disso, a concessionária tem a obrigação de atingir a marca de 80% de funcionamento dos módulos comerciais em até 180 dias.

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 221

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA