23.9 C
Vitória
domingo, 24 maio, 2020

Em reunião, governador do ES pede coordenação central para combater crise

Leia Também

“Os Saltimbancos” no Diversão em Cena ArcelorMittal Online

A história gira em torno de um grupo de animais descontentes com a vida no campo se aventura pela cidade, em busca de uma carreia musical.

Como a crise pode transformar as pessoas?

Cada indivíduo tem tentado buscar inovações e novas posturas em meio a situação  de incerteza onde o aprendizado, visões e valores tem sido reconfigurados para vencer os desafios ora estabelecidos.

Robô virtual de Vila Velha oferta cursos gratuitos pelo Whatsapp

O primeiro curso divulgado é o “Empreenda Vila Velha Digital”, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (Semdec).

Vila Velha 485 anos: um município cheio de riquezas e cenários paradisíacos

Nesta quinta-feira (23), é celebrado o Dia da Colonização do Solo Espírito-Santense, e também os 485 anos de Vila Velha. Confira um pouco sobre a cidade!

Casagrande ressaltou que a crise trazida pela pandemia de covid-19 será “longa” e não será resolvida antes de 2021.

Por Emilly Behnke, Elizabeth Lopes e Nicholas Shores (AE)

O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB), pediu ao presidente Jair Bolsonaro, na reunião por videoconferência desta quinta-feira, 21, uma “coordenação central” pelo governo federal para combater a crise do novo coronavírus.

“Quero deixar a sugestão que o presidente, junto com o Senado, a Câmara, com o STF, e com a representação dos governadores e prefeitos, a gente possa ter uma coordenação central, porque vai viver ainda um tempo significativo de crise, e ter essa coordenação central que nos oriente cumpre o papel de salvar vidas”, apontou. “O que não precisamos no momento é de uma crise política.”

“Temos de nos preparar para os efeitos econômicos”, disse, mencionando a queda de arrecadação no seu Estado em abril, de “quase 10%”, e estimada por ele em entre 25% e 30% para maio, em comparação com o ano passado.

Apesar de a pauta do encontro virtual estar centrada na sanção, com vetos, ao projeto de lei de socorro financeiro aos Estados e municípios, o mandatário capixaba comentou que o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus não passa apenas pelo atendimento de saúde, mas também por “disciplina, isolamento social”.

Segundo Casagrande, as prioridades absolutas devem ser “salvar vidas” e “proteger os mais vulneráveis”.

Continua após a publicidade

ES Brasil Digital

esbrasil_176
Continua após publicidade

Fique por dentro

Na pandemia, consumidores priorizam pagamento de despesas básicas, diz pesquisa

A crise provocada pela pandemia do novo coronavírus tem feito consumidores brasileiros priorizarem o pagamento das despesas domésticas mais básicas.

Receita abre consulta a 1º lote da restituição do Imposto de Renda

A Receita Federal liberou na manhã desta sexta-feira, 22, a consulta ao primeiro lote da restituição do Imposto de Renda 2020.

É hora da volta do turismo?

Recepcionistas e camareiras de máscara e protetor facial. Termômetro de infravermelho no check-in. Café da manhã à la carte ou então servido no quarto. Grupos pequenos na visita a atrações.

Juros devem permanecer baixos por um tempo, segundo FMI

Tobias Adrian, sugeriu que os bancos retenham as receitas em seus balanços, evitando pagamento de dividendos, a fim de preservar as condições de capitais

Vida Capixaba

“Os Saltimbancos” no Diversão em Cena ArcelorMittal Online

A história gira em torno de um grupo de animais descontentes com a vida no campo se aventura pela cidade, em busca de uma carreia musical.

Medidas de distanciamento social podem durar até 2022, segundo pesquisa

De acordo com a pesquisa, caso não haja alguma vacina ou um tratamento aprimorado até 2022, medidas de distanciamento social prolongadas ou intercaladas deverão ser tomadas.

Nova avenida Vitória: 75% das obras estão concluídas

As obras começaram há sete meses e contempla a reabilitação e reurbanização da malha viária, além da implantação de ciclovia e trabalho de microdrenagem.

Prefeitura da Serra reduzirá salários de prefeito e secretários durante a pandemia

A intenção é que seja reduzido na folha de pagamento 30% dos salários do prefeito Audifax Barcelos e da vice-prefeita Marcia Lamas, e 10% dos salários dos secretários.
Continua após publicidade