24.9 C
Vitória
terça-feira, 25 junho, 2024

Corrupção: 25 empresas condenadas e quase R$ 3 milhões em multas no ES

O Espírito Santo está em 1º lugar em número de processos abertos e concluídos, segundo a Folha de São Paulo

Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (30) pela Secretaria de Controle e Transparência (Secont), que condenou 15 empresas por fraudes em participações em oito pregões eletrônicos, aplicando multas que somam R$ 2.416.450,31. Somados ao restante das ações do ano, o Estado fecha 2021 com 25 empresas condenadas e quase R$ 3 milhões em multas aplicadas.

As decisões dos Processos Administrativos de Responsabilização (PAR), instaurados com base na Lei Anticorrupção (Lei 12.846/13), foram publicadas no Diário Oficial do Estado, na quinta-feira (30). Além das multas aplicadas, 13 empresas estão impedidas de licitar e contratar com a Administração Pública Estadual por até 12 meses.

- Continua após a publicidade -

A ação consolida a posição do Estado como o mais efetivo na aplicação da Lei Anticorrupção, também conhecida como Lei da Empresa Limpa, segundo a Secont. Levantamento feito pelo Jornal Folha de São Paulo, em fevereiro de 2021, mostrou que o Espírito Santo está em 1º lugar em número de processos abertos e concluídos.

Irregularidades das Empresas

Entre as irregularidades cometidas pelas 15 empresas condenadas neste mês, estão a apresentação de atestados de capacidade técnica falsos e de documentos necessários para a participação no certame, como a certidão de regularidade fiscal, com informações inverídicas.

Em dois dos 08 Processos Administrativos de Responsabilização concluídos, foi constatado ainda que as empresas participaram da licitação utilizando o mesmo endereço de IP (número capaz de identificar um computador em uma determinada rede) e os sócios tinham relação de parentesco, caracterizando a prática do ilícito de fraudar o caráter competitivo de licitação pública mediante conluio.

Em todas as decisões, cabe recurso administrativo a ser interposto perante o Conselho do Controle e da Transparência (Consect).

Corrupção: 25 empresas condenadas e quase R$ 3 milhões em multas no ES
Há 13 empresas impedidas de licitar e contratar com o Estado por até 12 meses. Foto: Divulgação/Secont

Lei Anticorrupção

A mudança mais importante trazida pela Lei Anticorrupção é que as empresas passaram a ser responsabilizadas por atos de corrupção, prevendo sanções como multas de até 20% sobre o valor do faturamento bruto anual.

Anteriormente, apenas os sócios e administradores respondiam por atos ilícitos. Agora, a lei garante a punição da empresa independentemente da responsabilização de um de seus dirigentes ou de agentes públicos. Além disso, alegar desconhecimento dos fatos não isenta a empresa de sanções.

Desde a regulamentação da Lei, em 2015, o Estado condenou 73 empresas envolvidas em irregularidades e aplicou mais de R$ 13 milhões em multas. Os recursos arrecadados com a aplicação de multas são obrigatoriamente revertidos em ações de combate à corrupção.

 

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 221

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA