23.8 C
Vitória
quarta-feira, 17 abril, 2024

Câmara empresarial quer impulsionar o turismo do ES

A entidade pretende formular política públicas, discutir a criação de pacotes turísticos e propor estudos técnicos sobre o turismo capixaba

Por Amanda Amaral 

Tomaram posse, nesta quarta-feira (14), os membros da Câmara Empresarial de Turismo do Espírito Santo (CET-ES), em evento no Palácio Anchieta, Vitoria. A entidade une os setores público e privado, e tem como objetivo propor ações de infraestrutura, qualificação e promoção de eventos no setor turístico.

- Continua após a publicidade -

Os 23 membros da entidade são representantes de diversos setores ligados à atividade turística no Espírito Santo como eventos, agências de viagens, hotéis, bares e restaurantes, transportes e outros. Inicialmente, as reuniões devem ocorrer uma vez por ano.

O presidente da entidade é Rodrigo Vervloet, com José Antônio Bof Buffon como secretário-executivo. A Câmara foi apresentada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Espírito Santo (Fecomércio-ES) em parceria com o Governo do Espírito Santo, através da Secretaria Estadual de Turismo (Setur).

Comércio e serviços

“O turismo é uma atividade que depende do serviço público, mas também depende dos investimentos particulares, dos empreendedores que fazem o investimento, das pessoas receberem bem, das pessoas estarem qualificadas. O Governo do Estado tem fortalecido o sistema por meio da Secretaria de Estado do Turismo, das secretarias municipais e por meio da relação com o Governo Federal”, explicou o governador do Estado, Renato Casagrande.

A CET-ES visa a ser um espaço de priorização e cooperação entre os entes privados, buscando dinamizar os atrativos turísticos do Espírito Santo, consolidados e potenciais, com o objetivo de fortalecer o comércio e os serviços, base empresarial da Fecomércio-ES.

“A Câmara tem o papel de convergir todas as entidades e entes públicos em torno exatamente do turismo, em um processo de fomentação. Cada entidade (que compõe a CET-ES) representa seu segmento. O nosso papel é unir todos esses agentes para criar uma política em conjunto, criar algo unificado para que a gente possa ter resultados mais elaborados”, explicou Idalberto Moro, presidente da Fecomércio-ES.

Ações da CTE-ES

Está previsto como contribuições da Câmara: a formulação de políticas públicas em bases sustentáveis; apoio a formação de recursos humanos para o setor privado e governo; e a proposta de estudos técnicos.

turismo
O presidente da Fecomércio-ES, Idalberto Moro, fala das ações de fomento ao turismo capixaba. Foto: Divulgação/Fecomércio-ES

A CET-ES também defende a criação de um centro de eventos de grande porte no Espírito Santo para o turismo de negócios; a oferta de pacotes de viagens para o Estado e a preparação dos destinos para receber os turistas; e a garantia de obras de infraestrutura essenciais em rotas turísticas. Em sua fala durante o evento no Palácio Anchieta, Idalberto Moro, pontuou que o início do movimento de fomento ao turismo no Espírito Santo se fortaleceu após o Vai Turismo – programa nacional da Confederação Nacional de Comércio (CNC).

A Rota Estratégica para o Futuro do Espírito Santo – Turismo 2035 também foi lembrada pelo presidente da Federação. O projeto reúne especialistas, entidades e o Governo do Estado em debates sobre o desenvolvimento do turismo capixaba.

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 220

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA