20.6 C
Vitória
terça-feira, 26 maio, 2020

Bandes apoia cadeia produtiva têxtil e de confecção capixaba

Leia Também

Espírito Santo registra mais de 10 mil infectados pelo novo coronavírus

Segundo o “Painel Covid”, administrado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), destes 5.167 já estão curados.

Associação das academias não reconhece normas para reabertura no Estado

Por meio de nota, a Associação das Academias de Ginástica do Estado (Acages) disse que "não reconhece" a divulgação das novas normas.

Secretários de Saúde apontam diretrizes adotadas pelo ES no enfrentamento à Covid-19

O distanciamento social é uma das medidas fortemente defendidas pelo secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, e pelo subsecretário de Estado de Vigilância em Saúde, Luiz Carlos Reblin.

Prefeitura de Vila Velha lança site com vagas de emprego

A página “Trabalha Vila Velha”, que estará disponível no portal da Prefeitura de Vila Velha, é uma ferramenta fundamental neste momento de crise econômica provocada pelo novo coronavírus.

Incentivo possibilita que empreendimentos estratégicos tenham um suporte mais ágil para o desenvolvimento regionalmente equilibrado no ES

De acordo com dados da Confederação Nacional da Indústria (CNI), o Brasil é um dos poucos países do mundo que possui cadeia produtiva têxtil e de confecção integradas. Desde a matéria prima até o produto final, consolidando-nos como o 5° maior produtor mundial de têxteis o e 4° maior em vestuário. No Espírito Santo, toda essa cadeia produtiva possui apoio do Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes).

O apoio do banco, com linhas de crédito estruturadas ao setor de confecção têxtil e calçadas capixabas, faz parte do modelo de atendimento do Bandes, segmentado por setores de negócio, potencializando empreendimentos importantes para o Espírito Santo. Este modelo possibilita que empreendimentos estratégicos para o desenvolvimento regionalmente equilibrado tenham um suporte mais ágil e alinhado com a política de desenvolvimento do Governo.

O modelo de atendimento está articulado com diagnósticos levantados pelo Projeto Indústria 2035, desenvolvido pelo Instituto de Desenvolvimento Educacional e Industrial do Espírito Santo (Ideies), entidade do Sistema Findes que realiza estudos e desenvolve posicionamentos estratégicos com foco no fortalecimento da indústria capixaba.

Uma das tendências que devem ser incorporadas pelo setor produtivo têxtil e de calçados é a adoção de inovação e de novas tecnologias emergentes, como inteligência artificial, impressão 3D e automação robótica, possibilitando a mudança nos processos de produção de vestuário. Com o Bandes, o empresário pode investir tanto na aquisição de máquinas e equipamentos mais modernos para o parque industrial, quanto no desenvolvimento de softwares que facilitem as fases de produção.

A estrutura da cadeia produtiva têxtil e de confecção é formada por diversos segmentos industriais autônomos. No entanto, a interação entre eles é fundamental para a sua organização. Além disso, independente do modelo de negócios e do porte adotados, a cadeia produtiva tem interface com outros importantes segmentos, como a indústria química, dada a necessidade de insumos para diversos tipos de tratamento, desde as fibras até os bens acabados, e a indústria de bens de capital, tendo em vista as máquinas e equipamentos que perpassam toda a cadeia.

Outra característica do setor têxtil e de calçados é a heterogeneidade em relação ao porte das empresas que a compõem, incluindo desde grandes empresas integradas (da fiação ao acabamento), até pequenas empresas confeccionistas. Para todos estes diferentes portes de modelos de negócios, o Bandes possui atendimento e soluções financeiras adequadas para o desenvolvimento, modernização e ampliação destes empreendimentos.

Informações sobre linhas de financiamento:

Bandes Atende: 0800 283 4202
Av. Princesa Isabel, 54, Centro, Vitória
App disponível para Android e iOS
www.facebook.com/bandesonline
www.bandes.com.br

Leia Também
Continua após a publicidade

ES Brasil Digital

esbrasil_176
Continua após publicidade

Fique por dentro

Com crise, mercado financeiro projeta rombo fiscal recorde este ano

Dados divulgados nesta segunda-feira, 25, pelo Banco Central mostram que a expectativa de déficit primário do setor público para o ano subiu de 7,80% para 8,00% do Produto Interno Bruto (PIB).

Bolsonaro sanciona Nova Embratur e veta incentivos fiscais para setor do turismo

O presidente Jair Bolsonaro sancionou a lei que cria a "Nova Embratur", com vetos a incentivos fiscais voltados para o setor do turismo.

Projeção do PIB de 2020 passa de -5,12% para -5,89%, aponta Focus

No Focus divulgado nesta segunda-feira, 25, a projeção para a produção industrial de 2020 seguiu em baixa de 3,68%. Há um mês, estava em baixa de 2,35%

Na pandemia, consumidores priorizam pagamento de despesas básicas, diz pesquisa

A crise provocada pela pandemia do novo coronavírus tem feito consumidores brasileiros priorizarem o pagamento das despesas domésticas mais básicas.

Vida Capixaba

Robô virtual de Vila Velha oferta cursos gratuitos pelo Whatsapp

O primeiro curso divulgado é o “Empreenda Vila Velha Digital”, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (Semdec).

Medidas de distanciamento social podem durar até 2022, segundo pesquisa

De acordo com a pesquisa, caso não haja alguma vacina ou um tratamento aprimorado até 2022, medidas de distanciamento social prolongadas ou intercaladas deverão ser tomadas.

Nova avenida Vitória: 75% das obras estão concluídas

As obras começaram há sete meses e contempla a reabilitação e reurbanização da malha viária, além da implantação de ciclovia e trabalho de microdrenagem.

Prefeitura da Serra reduzirá salários de prefeito e secretários durante a pandemia

A intenção é que seja reduzido na folha de pagamento 30% dos salários do prefeito Audifax Barcelos e da vice-prefeita Marcia Lamas, e 10% dos salários dos secretários.
Continua após publicidade