26.9 C
Vitória
domingo, 24 outubro, 2021

Aparelho invisível: especialista esclarece cinco dúvidas comuns sobre os alinhadores

Ortodontista Catarina Riva, eleita Top Doctor pela Align Tecnology, destaca que além da estética, o tratamento também é prático

A busca por um sorriso impecável ganhou um aliado de peso com o uso da tecnologia de alinhadores invisíveis, que dispensam o uso dos braquetes de metal tradicionais. A ortodontista Catarina Riva, eleita Top Doctor na categoria Platinum pela Align Tecnology, explica que a opção pela tecnologia invisível é motivada pela estética e tempo do tratamento.

“Durante a consulta utilizamos um software próprio e computação 3D para a produção da plaquinha transparente, que vai encaixar na boca. Essa plaquinha deve ser atualizada a cada duas semanas para alinhamento dos dentes e posição da mordida. O dispositivo é transparente e fica quase imperceptível, sem a aparência de sorriso ‘metálico’ do aparelho tradicional, porém os pacientes devem seguir a orientação do dentista para o sucesso do tratamento”, explica a profissional.

Confira cinco dúvidas comuns sobre o uso de alinhadores invisíveis:

1. Os alinhadores invisíveis causam algum tipo de dor durante o tratamento?

“A movimentação dentária por si só já causa dor, mas a sensação de dor com alinhadores é bem menos intensa que a causada pelo aparelho convencional”, esclarece.

2. Qual o tempo de duração do tratamento?

“Vai depender do nível do problema, mas correções mais simples podem levar apenas poucos meses e casos mais complexos podem exigir mais tempo. Todo o tempo de tratamento é definido por meio da tecnologia 3D, que nos permite visualizar a evolução do tratamento com mais precisão”, destaca.

3. Como é feita a limpeza dos alinhadores?

“Os alinhadores devem ser higienizados com frequência para evitar manchas e mau hálito. A limpeza é feita por meio da escovação diária com cerdas macias e depois lavagem com água em abundância e um pouco de sabonete neutro. Para facilitar, orientamos que o paciente inclua esse cuidado em sua rotina de sua higiene oral diária”, ensina Catarina.

4. Posso trocar o aparelho fixo pelo invisível?

“Pode sim, mas a viabilidade de alteração deve ser analisada por um ortodontista de confiança, ele avaliará todo o histórico do paciente para definir a melhor opção”, ressalta.

5. Há um limite de idade para o uso de aparelhos invisíveis?

“Não há um limite de idade, porém a indicação é analisada individualmente pelo ortodontista”, revela.

Com informações de Align Tecnology

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade