Navegação anônima na Internet

Com o objetivo de melhorar a segurança de quem usa a web a partir de computadores públicos ou compartilhados, os navegadores da internet (browsers) dispõem de um recurso que permite o acesso aos sites preferidos sem deixar rastros na máquina.

Mesmo que você não tenha nada a esconder, ver alguém bisbilhotando todos os seus passos na rede não deixa de ser uma violação à sua privacidade. Embora a funcionalidade seja muito adotada, poucas pessoas sabem como essa opção realmente atua. Vamos entender então até onde a “navegação anônima” pode protegê-lo.

Quando você entra em um site, o seu navegador armazena diversos arquivos no disco rígido com o intuito de agilizar o carregamento da página em visualizações futuras. São os chamados cookies, que podem conter informações privadas como seu nome, e-mail, conteúdo do carrinho de compras (em sites de comércio eletrônico) e em alguns casos até a sua senha. Além disso, todas as páginas visitadas são reunidas no histórico de navegação, e os dados digitados em formulários e imagens também acabam sendo salvos pelo programa. Como você já percebeu, caso não sejam apagados, esses arquivos podem ser acessados e visualizados por qualquer pessoa que use o computador posteriormente.

A opção de “navegação anônima” protege sua privacidade, apagando históricos e arquivos temporários, limpando cache e removendo o conteúdo capturado em formulários on-line. Sua ativação abre uma janela na qual é possível navegar com privacidade, sem que o browser salve os sites visitados. É permitido, ainda, alternar entre uma janela anônima e as normais que estiverem abertas. Você só estará em navegação anônima quando estiver usando a janela anônima.

Para ativar esse modo, use a seguinte sequência de teclas: Ctrl+Shift+P (Firefox), Ctrl + Shift + N (Chrome ) ou Ctrl+Shift+P (Internet Explorer). O browser não salva um registro de downloads de arquivos na modalidade “navegação anônima”. No entanto, tais arquivos são alocados na pasta de downloads do seu computador, onde você e todos os outros usuários podem vê-los e abri-los, mesmo depois do fechamento das guias anônimas.

Apesar de ser um recurso interessante, a navegação anônima não consegue apagar os traços de acesso deixados na própria internet, como seu endereço IP registrado em sites visualizados, nem protege suas informações transmitidas via web. Não existe navegação completamente anônima, e a chance de ser monitorado é diretamente proporcional ao interesse que pessoas, empresas ou o Governo tem em você.

Gilberto Sudré é especialista em Segurança da Informação e Perito em Computação Forense

Deixe seu comentário

Please enter your comment!
Favor insira seu nome