23.9 C
Vitória
terça-feira, 18 junho, 2024

Vênus de Botticelli vira ‘influenciadora’ e gera revolta

Uma campanha turística fez a representação digital de Vênus, baseada na obra de Sandro Botticelli, comendo pizza e tirando selfies

O Ministério do Turismo italiano acreditou que tinha uma maneira infalível de trazer viajantes para o país: transformar um ícone da arte do século 15 em uma influenciadora digital do século 21.

A representação digital de Vênus, deusa do amor, baseada na obra-prima renascentista de Sandro Botticelli, O Nascimento de Vênus, pode ser vista comendo pizza e tirando selfies para sua página no Instagram. Ao contrário da original, esta Vênus está totalmente vestida. A influenciadora afirma ter 30 anos, ou ser “talvez um pouquinho (mais velha) que isso”.

- Continua após a publicidade -

Mas a nova campanha publicitária está enfrentando uma reação negativa significativa, com os críticos chamando-a de “nova Barbie” que destrói a herança cultural da Itália.

A campanha turística “banaliza nossa herança da maneira mais vulgar, transformando a Vênus de Botticelli em mais uma beleza feminina estereotipada”, disse Livia Garomersini, historiadora de arte e ativista da Mi Riconosci, uma organização de campanha de arte e patrimônio, em resposta ao projeto no mês passado.

Meme

A campanha, com duração de um ano, foi produzida pela agência nacional de turismo ENIT e pelo grupo publicitário Armando Testa, e está orçada em 9 milhões de euros, segundo a CEO da ENIT, Ivana Jelinic.

Jelinic disse que a campanha foi pensada para mercados estrangeiros, para atrair turistas mais jovens. Mas a nova Vênus já foi impiedosamente transformada em meme, aparecendo entre latas de lixo, ao lado do chefe da máfia Matteo Messina Denaro , e em outros lugares nada respeitosos.

Com informações de Agência Estado

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 221

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA