25.9 C
Vitória
segunda-feira, 17 junho, 2024

Twitter leiloará até itens de escritório da sede da empresa nos EUA

Desde que Elon Musk assumiu a empresa, o Twitter viu sua estrutura mudar drasticamente

A reestruturação de Elon Musk no Twitter não deixou nem a mobília da sede da empresa escapar da mudança. A empresa está leiloando móveis, eletrodomésticos e itens de decoração do escritório principal da empresa, em São Francisco, nos Estados Unidos. O lance mínimo para os produtos é de US$ 25 e o leilão será aberto em 13 de janeiro de 2023

O evento terá lances online e tem duração prevista de um dia – no site da casa, a Heritage Global Partners, será possível participar até 18 de janeiro. O site também informa o endereço da sede principal da empresa, indicando que clientes poderão comparecer ao escritório para ver os produtos.

- Continua após a publicidade -

Entre os itens, além das cadeiras e mesas, estão monitores, máquinas de gelo, fogões industriais, projetores e peças de decoração, como uma estátua com um passarinho azul, símbolo do Twitter.

Nos lances mínimos mais baratos, o cliente consegue encontrar máquinas de café expresso por US$ 25. No mais caro, uma cadeira de escritório tem corte mínimo de US$ 1,25 mil. O movimento, porém, foi classificado pela casa de leilão como algo recorrente na empresa, citando um evento parecido na sede da rede social na Inglaterra.

“Eles foram vendidos por US$ 44 bilhões e, agora, estamos vendendo algumas cadeiras, mesas e computadores”, disse o representante da Heritage à revista americana Fortune. “Portanto, se alguém realmente pensa que a receita da venda de alguns computadores e cadeiras pagará a montanha (de contas) lá, então eles são idiotas.”

Desde que Musk assumiu a empresa, no final de outubro, o Twitter viu sua estrutura mudar drasticamente. A companhia demitiu cerca de metade de seus funcionários na primeira semana de trabalho do bilionário e regras rígidas fizeram com que centenas de outros colaboradores quisessem deixar a empresa.

Ainda, ordens de comprometimento “hardcore”, incluindo longas jornadas presenciais no escritório, fizeram com que a empresa tivesse um esvaziamento.

Além dos problemas com funcionários, o Twitter ainda luta para se manter monetizável com uma assinatura mensal para que usuários possam ter ferramentas exclusivas e o selo de verificação. A medida já recuou várias vezes e ainda não foi lançada definitivamente pelo Twitter.

Com informações de Agência Estadão

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 221

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA