28.2 C
Vitória
segunda-feira, 13 julho, 2020

Presidente Temer denunciado pela segunda vez

Leia Também

INSS começa teste de prova de vida digital com 550 mil beneficiários

Num primeiro momento, o mecanismo será feito por meio de reconhecimento facial, com o uso da câmera do celular, para quem já tem carteira de motorista ou título de eleitor digital.

Saque emergencial FGTS liberado para os nascidos em março. Como sacar?

O valor do saque é de até R$ 1.045, considerando a soma de todas as contas do FGTS do trabalhador. Nesta etapa, poderão ser pagos até R$ 3,3 bilhões. 

Dia Mundial do Rock: paixão pela música e envolvimento com o ritmo

Acordes amplificados pelo som de uma guitarra, embalados pelo som de uma bateria causam um certo 'arrepio' aos amantes de um dos ritmos mais conhecidos no mundo: o Rock.

Janot aponta o suposto aval de Temer para a compra de silêncio do doleiro Lucio Funaro, operador de políticos do PMDB, e atuação no “quadrilhão” da Câmara dos Deputados

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, denunciou o presidente da República, Michel Temer, pela segunda vez nesta quinta-feira (14). A denúncia dessa vez é pelos crimes de organização criminosa e obstrução de Justiça.

À véspera de deixar o cargo, o procurador-geral decidiu oferecer uma única denúncia, envolvendo fatos relacionados aos dois crimes, e não duas, como se cogitou anteriormente.

O presidente já foi denunciado uma vez por corrupção passiva, mas a maioria da Câmara votou por barrar o prosseguimento da acusação no Supremo Tribunal Federal (STF). A nova denúncia também deve ser encaminhada à Câmara para que os deputados deliberem pelo prosseguimento ou pela interrupção da acusação.

Fatos contra Temer

Janot utilizou a investigação da Polícia Federal (PF) que detalha uma suposta organização criminosa integrada por líderes do PMDB na Câmara. Além de Temer, integram o grupo os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria Geral da Presidência). O ex-ministro da Secretaria de Governo da Presidência Geddel Vieira Lima e os ex-presidentes da Câmara Eduardo Cunha (PMDB/RJ) e Henrique Eduardo Alves (PMDB/RN).

Moreira Franco. Geddel, Cunha e Alves estão presos preventivamente. Temer, Padilha e Moreira, no Palácio do Planalto. A obstrução de justiça diz respeito a suposta atuação de Temer para obter o silêncio de Cunha e do doleiro Lúcio Funaro, operador de esquemas do PMDB da Câmara. Neste caso, segundo Janot, o presidente teria dado aval para Joesley Batista comprar esse silêncio, a partir de gravação feita pelo executivo dentro do Palácio do Jaburu.

Início

A investigação sobre os atos de Temer no exercício do mandato de presidente teve como ponto de partida as delações dos executivos da J&F, proprietária da JBS. O presidente foi gravado por Joesley Batista no dia 7 de março em encontro tarde da noite no Palácio do Jaburu. Joesley contou a Temer que fazia pagamentos a Cunha e Funaro e ouviu do presidente o conselho de “manter isso”. O empresário disse ainda que estava tentando segurar procuradores e juízes que o investigavam.

Em conversa com o então deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB/PR), Joesley pediu ajuda em favor de uma usina termelétrica sua que estava em litígio no Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica). A briga era contra a Petrobras para tentar garantir fornecimento de gás importado da Bolívia. Semanas depois foi feito um acordo entre a Petrobras e a térmica até o final de 2017, que acabou rompido após a delação vir à tona.

O pagamento a Loures, gravado pela PF correndo com uma mala de dinheiro, faria parte deste acordo e, de acordo com a PGR, Temer seria beneficiário final dos recursos. Rocha Loures devolveu a mala com R$ 465 mil e, em seguida, depositou os R$ 35 mil restantes. Esse caso embasou a primeira denúncia contra Temer.

Leia também:
Janot rescindi acordo com Joesley e Suad

Continua após a publicidade

ES Brasil Digital

Continua após publicidade

Fique por dentro

Chefe ou líder? O que você é?

Entende-se que uma das características mais importantes de um líder é desenvolver uma equipe que seja capaz de funcionar sem ele

Tecnologia faz produção de café conilon “pocar” no Norte do ES

Quem apostou em sistemas de irrigação modernos, aliados ao manejo correto integrado, já começa a colher os primeiros frutos de uma tecnologia que veio para ficar.

Feirão Limpa Nome: seis passos antes de renegociar!

Mas antes de ir para a etapa de negociações é importante que o consumidor conheça seus números e faça uma faxina financeira.

CNI: confiança dos empresários da indústria melhora pelo 3ª mês seguido em julho

As expectativas com relação aos próximos seis meses já são otimistas", destacou a CNI, no documento. Confira! Por Eduardo Rodrigues (AE) Após bater no fundo do...

Vida Capixaba

Desafios do mercado audiovisual será tema de live

No bate-papo virtual também vão estar em pauta os desafios do mercado audiovisual e a experiência de Abel Santana no mundo das artes.

Mães à beira de um ataque de nervos

Não há descanso para as mamães, em casa, durante a pandemia Por Letícia Vieira Patrícia achou estranho o silêncio repentino, fazia meses que aquilo não acontecia:...

Escolas de Vila Velha são notificadas por não dar descontos nas mensalidades

As instituições privadas de ensino que não estão aplicando o desconto previsto na Lei Estadual nº 11.144/2020, válida a partir do dia 19 de junho.

Famílias têm papel fundamental na relação da criança com mundo digital

Rotinas offline ajudam a criança a desenvolver autorregulação. Saiba mais! Durante a pandemia de covid-19, os dispositivos eletrônicos com acesso à internet se tornaram...
Continua após publicidade