22.6 C
Vitória
sexta-feira, 18 setembro, 2020

Síndrome de Burnout e a queda da produtividade

Leia Também

Espírito Santo conquista 5º lugar no Ranking de Competitividade dos Estados

O Espírito Santo subiu uma posição e agora está em 5º lugar no Ranking de Competitividade dos Estados, elaborado pelo Centro de Liderança Pública...

Petrobras bate recorde mundial de regaseificação

A Petrobras informou hoje (17) que realizou a maior operação de regaseificação de gás natural liquefeito (GNL) em uma unidade flutuante (FSRU). A operação...

Cartórios do ES registram acúmulo de protestos pagos, mas não cancelados

Devedores que quitaram títulos protestados podem permanecer na lista vermelha dos inadimplentes e continuar a ter dificuldades para obter crédito na praça. Isso porque o...

Especialista em Gestão Estratégica fala sobre os impactos do estresse na produtividade da empresa e sugere ações para evitar o Burnout entre os funcionários

De acordo com a pesquisa Global Talent Trends 2019, realizada pela Consultoria Mercer, depois de ouvir mais de sete mil executivos, responsáveis de Recursos Humanos e colaboradores em 16 países, a síndrome de Burnout é uma das cinco principais preocupações dos gestores de empresas.

Um outro estudo, feito pelo International Stress Management Association no Brasil (ISMA-BR), com um grupo de mil pessoas divididas entre São Paulo e Porto Alegre, identificou que 72% da população economicamente ativa no país possui altos níveis de estresse. Desses, 32% desenvolveram o Burnout.

Para o especialista em Gestão Estratégica, Gláucio Siqueira, é importante que gestores e profissionais de Recursos Humanos estejam atentos aos sinais demonstrados pelo colaborador que pode estar sofrendo com a doença do esgotamento profissional.

“Nas nossas consultorias, observamos que um dos sintomas mais comuns é o isolamento emocional e profissional do funcionário, que deixa de dialogar com seus colegas e superiores. Além disso, a pessoa passa a ter um foco excessivo nos problemas ao invés de tentar elaborar soluções para eles”, relata o especialista.

A síndrome de Burnout foi incluída na lista de doenças da Organização Mundial de Saúde (OMS), no capítulo de problemas associados ao emprego ou ao desemprego. A doença, diferentemente de outros tipos de estresse, se refere especificamente a fenômenos relativos ao contexto profissional e não pode ser utilizado para descrever experiências em outros âmbitos da vida.

Glaucio Siqueira (Fotografia – Divulgação)

Além dos prejuízos pessoais e individuais, o Burnout traz consequências para toda a empresa. “Em um mercado que exige dos profissionais e das empresas uma capacidade cada vez maior de adaptação às mudanças, o impacto desse esgotamento no trabalho gera queda de desempenho e aumenta o risco de acidentes pela falta de atenção. O trabalhador, obviamente, passa a ficar menos com as suas funções e a faltar com frequência. Por sua vez a empresa perde em produtividade e em competitividade”, alerta Glaucio Siqueira.

Na tentativa de evitar que os colaboradores sofram com a síndrome de Burnout, os gestores das empresas podem adotar estratégias simples, mas que contribuem para um ambiente de trabalho mais saudável.

“Acredito que o mais importante seja valorizar o profissional. E isso tem que ser feito num sentido bastante amplo, avaliando-se as condições e o ambiente de trabalho no geral. É fundamental evitar a sobrecarga de trabalho, fornecer as ferramentas e informações necessárias à boa execução das funções. Manter um canal de comunicação interna efetivo, que facilite o contato do colaborador com o seu gestor e outros membros da equipe, e que deixe claro qual o propósito do negócio e as expectativas sobre cada um que faz parte dele. Além é claro de valorizar o profissional por meio de bonificações, benefícios e outras formas de reconhecimento, que não precisam ser necessariamente financeiros”, finaliza o especialista em Gestão Estratégica, Glaucio Siqueira.


LEIA TAMBÉM
- Publicidade -

Matérias relacionadas

MEC promete protocolo e R$ 525 milhões para retorno às aulas presenciais

O ministro afirmou que a decisão sobre data para reabrir escolas não é do MEC, mas de Estados e municípios

‘Pantanal está triste’, diz produtor

Pequenos pecuaristas revelam o medo de perder a fonte de renda porque pastos que já eram modestos foram reduzidos a cinzas.

Espírito Santo conquista 5º lugar no Ranking de Competitividade dos Estados

O Espírito Santo subiu uma posição e agora está em 5º lugar no Ranking de Competitividade dos Estados, elaborado pelo Centro de Liderança Pública...

Sérgio Moro recebe carteira da OAB e abre escritório em Curitiba

O cadastro nacional dos advogados registra um endereço no bairro de Bacacheri como o futuro endereço profissional de Moro

Marco Aurélio adia depoimento de Bolsonaro no inquérito sobre interferência na PF

O ministro afirmou que, até o momento, seu gabinete ainda não recebeu o recurso da defesa de Bolsonaro, mas que remeterá ao Plenário do tribunal assim que chegar

Petrobras bate recorde mundial de regaseificação

A Petrobras informou hoje (17) que realizou a maior operação de regaseificação de gás natural liquefeito (GNL) em uma unidade flutuante (FSRU). A operação...

ES Brasil Digital

Continua após publicidade

Fique por dentro

Valor Bruto da Produção Agropecuária deve ser recorde de R$ 823 bi, diz CNA

Outros fatores que podem influenciar o indicador do setor são o aumento de 4,3% na produção, a alta de 18,7% nos preços

OCDE melhora perspectiva para economia mundial e para o Brasil em 2020

A economia global parece estar se recuperando do baque provocado pelo novo coronavírus mais rápido do que se imaginava há apenas alguns meses graças...

Guedes diz que ‘cartão vermelho’ de Bolsonaro não foi direcionado a ele

O ministro lembrou que, desde início, o presidente disse que não queria consolidar programas sociais para criar o Renda Brasil, e que foi uma decisão política

Ainda acreditamos que é possível acoplar IVA federal com estadual, diz Guedes

O ministro ainda disse que é natural que os Estados façam esse movimento, com o maior peso de serviços na economia, mas "não podem espremer os municípios."

Vida Capixaba

Sesi ES tem 304 alunos na segunda fase da Olimpíada Nacional de Ciências 2020

Olimpíada Nacional de Ciências (ONC) 2020 teve um total de 613 alunos do Ensino Fundamental e Médio inscritos. Desses 304 foram aprovados para participar...

Viana abre 100 vagas de emprego para diversas áreas

São 100 oportunidades em diversas áreas de atuação. Os currículos devem ser encaminhados para o e-mail: [email protected] com a função pretendida no campo “ASSUNTO”. Após o...

Hemoes realiza ação de coleta de sangue na Ceasa

A atividade foi realizada nessa terça-feira (15), no setor administrativo na unidade das Centrais de Abastecimento do Espírito Santo (Ceasa) de Cariacica Durante a ação,...

Espírito Santo conquista 1° lugar do Brasil no Ideb 2019

O Espírito Santo alcançou a melhor avaliação do Ensino Médio da Rede Pública do País no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) dos...
Continua após publicidade