Programação musical e excelente gastronomia no Santa Jazz 2019

Foto: Jocimar Montibeller

Conhecida como a “Terra dos Colibris”, Santa Teresa recebe todos os anos o festival que movimenta muito a economia local

No último fim de semana, o município de Santa Teresa foi a capital nacional do jazz, da bossa e dfo blues. O 8º Festival Internacional de Jazz & Bossa de Santa Teresa (Santa Jazz 2019), realizado no Parque de Exposições do município, contou com diversas apresentações nacionais e internacionais.

Os portões foram abertos as 20 horas e o público chegou cedo para assistir ao primeiro show da sexta-feira (14), com a Fames Jazz Band dividindo o palco com Leila Pinheiro. O público cantou junto e aplaudiu de pé.

O mesmo aconteceu com o segundo show no palco principal do evento. Dudu Lima recebeu João Bosco e foi bonito de ver o público cantar dentre outros sucessos, “Papel Marchê” que encerrou a apresentação da dupla.

A primeira noite do Santa Jazz 2019 fechou com chave de ouro, com as apresentações especiais da californiana Tia Carrol, acompanhada do Just Groove. Eles embalaram um blues swingado e levou a plateia a dançar muito.

Vale destacar que nos intervalos dos shows no palco principal, o Palco Fames dava continuidade à musica de qualidade, ora com o MB Trio, ora com a Fames Dixieland.

No sábado (15), o Santa Jazz continua teve programação durante o dia, gratuita. No palco Fames passou o Coral Amunes e a banda The Simi Brothers. Já no palco principal estiveram a Orquestra Camerata Sesi fazendo um Tributo a Artur Maia, Lucky Peterson, e outros nomes importantes.

E o domingo (16), durante o dia a entrada também foi gratuita. Já a noite contou com as apresentações de Baobab Trio e Leila Maria no palco principal.

Além da excelente programação musical, o Santa Jazz conta com a tradicional praça de alimentação, com opções de restaurantes e food trucks.

Este ano, participam os restaurantes Il Conventino, Fabrício Bar e Restaurante e Giardino Ristorante. Além deles, estarão na área gourmet: Crepe Francês e Cia, King Kong Food Trailer, Sandurritus – Latino Mexican Food Truck, Exagerado Churros e Sorvetes, Adega Porto Delivery, Cervejaria Teresense, Cervejaria Else, Don Camaleone e Bina Chocolateria.

Além disso, uma das novidades do festival deste ano foi a Cúpula de Artes com exposição de obras de artistas locais com curadoria de Rodrigo Brito.

Economia

O Santa Jazz movimenta a economia local, pois chega a receber mais de 20 mil pessoas durante os dias do evento, ampliando o movimento na rede de comércio e serviços.

A proprietária da pousada e restaurante Il Conventino, Val Moschem, vai contratou mais 40 pessoas para atender os clientes durante o festival, entre garçom, auxiliar de serviços gerais, decorador, entre outras profissões. “Participo do festival há sete anos e a procura, tanto na pousada quanto no restaurante é ótima. Já estou reservando a pousada para a edição do ano que vem! É um festival muito bom para a nossa cidade”, diz.

O presidente da CDL de Santa Teresa, Hugo Dettmann, confirma o aumento do movimento no comércio e na rede de serviços, com a geração de emprego e de renda que, em muitos casos, supera a alta temporada. “Os comerciantes contratam mais funcionários e há casos que as vendas aumentam até quatro vezes mais em relação à baixa temporada”, afirma.

Confira mais fotos do evento: 

Fotos: Jocimar Montibeller

Conteúdo Publicitário