17.7 C
Vitória
sábado, 20 DE julho DE 2024

Sandrera lança seu primeiro romance no Salão do Livro

Estreia literária de Sandrera, Amorança é uma fábula que narra história de amor e esperança em dimensão onde grilos e cigarras tentam sobreviver da arte

Por Mariah Friedrich

Com 25 anos de trajetória musical, o artista capixaba Sandrera fez sua estreia literária neste ano com a publicação do livro de ficção “Amorança”, que ele vai apresentar nesta sexta (24), às 17h, no primeiro Salão do Livro Capixaba. Na ocasião, o cantor e compositor também sobe ao palco do evento, às 17h30, para tocar suas canções autorais, incluindo músicas inéditas do novo álbum, “Quase Hippie”, no pocket show “Poemas Engarrafados”.

- Continua após a publicidade -

O encontro promete ser uma experiência única para os amantes da cultura, que terão a oportunidade de entrar em contato com diversas manifestações culturais da Grande Vitória e o interior do Estado do Espírito Santo na próxima quinta (23) e sexta-feira (24), de 14h às 18h30, na Capitania dos Portos do Espírito Santo, localizada na Enseada do Suá, em Vitória. A entrada é gratuita.

Sandrera conta que tinha o hábito de escrever contos e já produzia as letras de suas canções no formato de pequenas histórias. “Minhas músicas são bem literárias e eu sempre fui muito apegado à palavra, então comecei a escrever os capítulos e enviar para mim mesmo por e-mail, depois eu conheci minha esposa, que me incentivou a terminar e ajudou a organizar o livro”, completa o artista. 

O livro é uma fábula que narra história de amor e esperança onde realidade e fantasia se entrelaçam em uma quinta dimensão parecida com o mundo real, porém onde os homens têm forma de grilos e as mulheres, cigarras. Os protagonistas são artistas independentes que tentam sobreviver em meio às provações do cotidiano e enfrentam a presença obscura do capitão Cifrão, que vaga pelas madrugadas engarrafando o sonho dos seres que habitam a quinta dimensão.

O músico leva ao Salão do Livro Capixaba o projeto Poemas Engarrafados, que constrói um clima de sarau musical com o o encontro da poesia e a canção. Em pleno show, um poema é desengarrafado e declamado pela violinista, durante a execução da canção “Feito Criança”. afeto. A sonoridade foi totalmente elaborada para ele, o que além de diferenciado ao juntar steel guitar, harpa, banjo, violino, rabeca, bandolim e violões de 6 e 12 cordas, em experimentos numa textura de palavra cantada, permite uma interatividade com o
público.

As canções em sua essência trazem a valorização da letra e da poesia, deixam nos
versos o convite para o público se juntar ao coro. Em um momento do espetáculo, o artista
convida alguém da plateia para que suba ao palco, desengarrafe um poema e o
declame junto a um fundo musical criado pelos músicos, o que cria uma interação
lúdica e poética com o público. 

Salão do Livro Capixaba 

O Salão do Livro Capixaba é um movimento cultural pretende promover momentos de transformação nas vidas e perspectivas dos capixabas por meio da ocupação dos espaços públicos com cultura, oferecendo mecanismos de troca entre aqueles que transitam e vivem no território.

Na programação, escritores de diversas regiões do Estado estarão apresentando suas publicações em estandes, além disso, o evento vai contar com a participação de agentes culturais compartilhando saberes em rodas de conversa e oficinas. O encontro vai reunir ainda teatro, dança, apresentações musicais, saraus de poesias, contação de histórias, artes visuais e apresentação do documentário “Rio Marinho”.

A escritora, professora universitária e pesquisadora em cinema Bernadette Lyra é um dos nomes confirmados para participar de uma das mesas de debates. A capixaba nascida em Conceição da Barra é um importante nome na literatura ficcional e vai discutir sobre a história e literatura no Espírito Santo Bernadete Lyra com os também escritores João Gualberto e Dr. Pedro Antônio de Souza (Presidente da Academia de Letras Maria Antonieta).

Para o escritor e produtor cultural que Manoel Goes, responsável pela produção do 1º Salão do Livro Capixaba, o espaço representa o momento de grande produção literária que acontece no Espírito Santo.

O evento é uma realização da Academia Espírito-santense de Letras, Editora Jordem e Espírito Santo Convention & Visitors Bureau, com patrocínio da Aderes, Sebrae e Vports e apoio institucional da Marinha do Brasil – Capitania dos Portos do Espírito Santo, Instituto Histórico e Geográfico do Espírito Santo, Academia de Letras de Vila Velha e Academia Feminina Espírito-santense de Letras.

Confira a programação completa:

Quinta-feira (23)

14h: Abertura do Salão do Livro Capixaba.
14h20: Lançamento do Livro “Entre Versos e Rimas”; Sarau Poético com autores/estudantes das Escolas Públicas Municipais de Vila Velha
15h: Lançamento do Livro “As Mil e uma Aventuras da Vovó” – Escola Graça Aranha (Alunos 9º anos)
15:30: Lançamento do Livro “O Olhar Estrangeiro” do autor Francisco Aurelio Ribeiro
16h: Contação de Histórias com Eliana Zandonade e o grupo “Chão de Letras”
16h: Mesa de Debates – História e Literatura no Espírito Santo Bernadete Lyra; João Gualberto; Dr. Pedro Antônio de Souza (Presidente da Academia de Letras Maria Antonieta Tatagiba, Mimoso do Sul); Prof. Francisco Aurelio Ribeiro
16h: Oficina Literária – Encontro de Contadores de Histórias, “Histórias que a Emília Conta”: com Sara Ferreira. OFICINA: “A Prática de Contar Histórias na Educação”
16h30: Bate-papo Literário com a autora – “O Mundo Colorido de Lides”, escritora Eliana Zandonade
17h: Apresentação Teatral Grupo “Gota, Pó e Poeira”
17h: Lançamento do Livro “Penedinho, o Navio Viajante” da autora Roseli Ágda
17h – Mesa de Debates – Literatura Indígena Produzida pelos Povos originários: Prof. Rogério Borges (UFES); Arquivo Público do ES: Cilmar Franceschetto; Prof.ª Drª em Educação Ambiental: Maria das Graças Lobino.
17h30: Sarau poético com o Grupo Coletivo “ Diversidade Literária”, organizado pela escritora Advanir Rosa (Vila Velha).
17:30: Palco Literário – Show Musical Natalya Bravin.

Sexta-feira (24)

14h: “Artes e Vivências Socioculturais entre os Pomeranos” Academia de Letras, Arte e Cultura de Santa Maria de Jetibá-ALAC SMJ
14h: Oficina Meio Ambiente: Educação Infantil e Meio Ambiente – Bióloga Marina Jordem Almança Possatti “Pintura da Terra” (Muniz Freire)
15h: Lilian Menenguci – “A gente, às vezes, é assim!” – Lançamento de livro e Contação de Histórias
15h: Mesa de Debates – A Didatização do livro literário nas Escolas Brasileiras: Coordenadora das Bibliotecas E. de Vila Velha: Elijance Marques; Coordenadora do Projeto Viagem pela Literatura: Elizete Caser; Prof.ª Drª. Ester Abreu Vieira de Oliveira (Presidente da AESL); Ana Laura Nahas
16h: Apresentação do grupo de Contadores de Histórias “Chão de Letras” da Prefeitura Municipal de Vitória (Projeto Viagem pela Literatura)
16h: Lançamento Livro “Poemáqua”, autora Josina (Jô) Drumond
16h: Apresentação do documentário “Rio Marinho”
16h: Oficina HQ – quadrinhos – Ilustrador e escritor Charles Araújo. (Montanha)
17h: Sarau Literário Academia de Vila Velha; Sarau Literário Academia Feminina Espírito-santense de Letras; Sarau Academia de Letras e Artes da Serra
17h: Lançamento “Amorança”, autor Sandrera
17h: Oficina Livros Sensoriais Artesanais – Rita Côgo. (Guaçuí)
17h30 às 18:30: Show “Poemas Engarrafados”, com o artista Sandrera

Autores/Lançamentos:

Quinta-feira (23)
14h às 16h – Penha Franzotti “Benevente – o rio de nossa história”.
14h às 16h – Laurany Matiello “Macaco Peralta, em Santa Teresa”. (Vitória)
14h às 16h – Eliana Zandonade “O Mundo Colorido de Lides” (Vitória)
14h às 16h – Antônio Neto “Para Gostar de Ler”. (Serra)
16h às 18h – Betho Penedo “Quarto”. (Vitória)
16h às 18h – Advanir Rosa “Bruxas Diversas, Diversas Bruxas”. (Vila Velha)
16h às 18h – Fabiani Taylor “Os Fósseis” (livro com Ling. de Sinais – Piúma)
15h30 – Francisco Aurelio Ribeiro “ Olhar Estrangeiro”. (Vila Velha)
17h – Ilvan Filho “Uma Casinha lá no alto”. (Vitória)
17h – Fabíola Sampaio “Era uma vez Alegria”. (Vila Velha)
17h – Ester Abreu Vieira de Oliveira “ Surpresas de um Domingo no Parque”.
17h – Maria José Correa “ Matusa” e “O Céu de Fred”. (Vila Velha)
17h – Kátia Fialho “Minha Cariacica”. (Cariacia)
17h – João Roberto Vasco “Crônicas de Camburi”. (Vitória)
18h – Charles Araújo “Histórias que os animais contam” (Montanha)

Sexta-feira (24)
14h às 16h – Sandra Valladão “Encontro Marcado”. (Vitória)
14h às 16h – Sonia Rosseto “Amazônia”. (Vitória)
14h às 16h – Maria das Graças Gozzer “O Casamento”. (Santa M. de Jetibá)
14h – Bárbara Gozzer Machado “São Sebastião, As Lembranças de um Rio”. (Santa M. de Jetibá)
16h – Edezio Caldeira “Dia e Hora é Diadora”. (Editora Zinia – Vitória)
16h às 18h – Rita de Cássia Menezes “ Poesias de Pedra”. (Vitória)
16h às 18h – Lilian Menenguci “ A gente, às vezes, é assim!”. (Vitória)
16h às 18h – Rita Côgo “A Caixa de Rudá”. (Guaçuí)
16h – Ailse Therezinha Cypreste Romanelli “Cobras e Lagartos” (Vila Velha)
16h – Josina (Jô) Drumond “Poemáqua”. (Vitória)
16h – Viviane Melo “ Agressão: Fundamentos Biopsicossociais” (Vitória)
17h – Elijance Marques “ Bolhas de Sabão”. (Vila Velha)
17h – Carlos Ola “O Guardião do Rio”. (Guaçuí)
17h – Brendda Neves “Elas”. (Vila Velha)
17h – Sara Ferreira “Indiozinho Curioso”. (Vitória)
17h – Clério Borges/ Martinha/ Sandra Lúcia – Lançamentos e presenças no stand da Academia de Letras e Artes da Serra.
17h – Sandrera “Amorança”. (Vitória).
17h – Augusto Diniz e Márcia R. R. Ferreira “Aventuras na Casa Lambert”. (Santa Teresa)

Serviço: 

Salão do Livro Capixaba
Quinta (23) e sexta-feira (24), de 14h às 17h30
Capitania dos Portos do Espírito Santo – R. Belmiro Rodrigues da Silva, 145 – Enseada do Suá, Vitória
Entrada gratuita

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

FIQUE POR DENTRO

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -