19.5 C
Vitória
sexta-feira, 5 junho, 2020

Governo do ES renegocia dívida e amplia capacidade de investimento

Leia Também

Prefeitura de Vila Velha e BNDES firmam parceria para modernizar parque de iluminação da cidade

Inicialmente, o sistema substituirá as 35 mil luminárias em toda a cidade, com lâmpadas com tecnologia de LED, além de telegestão, instalação de tecnologia de monitoramento remoto das luminárias.

Tendência nos anos 1960, cinema drive-in chegará a Vitória

O cinema drive-in chegará a Vitória na segunda quinzena de junho, no estacionamento da Faculdade Estacio de Sá, em Jardim Camburi.

Produtos com até 50% no Dia Livre de Impostos

E por conta da pandemia do novo coronavírus, os estabelecimentos inovaram. Neste ano, o Dia Livre de Impostos será on-line.

Sindiex tem novo presidente

Sidemar Acosta, que era o primeiro vice-presidente, passou a assumir a presidência, tendo como vices os executivos Agnaldo de Assis e Erimar Trindade.

Negociação ampliou o prazo de pagamento e os juros de contratos de refinanciamento de débitos imobiliários da Cohab-ES

O Governo do Estado do Espírito Santo assinou nessa quarta-feira (15) a repacturação de uma dívida de R$ 900 milhões decorrente de antigos contratos de refinanciamento de débitos imobiliários da Companhia de Habitação e Urbanização do Espírito Santo (Cohab-ES). A reestruturação pactuada confere à dívida condições de pagamento mais sustentáveis e amplia a capacidade de investimento do Estado com recursos próprios.

Nos primeiros seis anos a redução no fluxo de pagamento da dívida chega a aproximadamente R$ 624 milhões. Os termos da repactuação firmados com a Caixa Econômica Federal e a importância dessa negociação para a sustentabilidade das contas públicas capixabas foram apresentados pelo governador Paulo Hartung e pelo secretário de Estado da Fazenda, Bruno Funchal, nesta quinta-feira (16), em coletiva de imprensa.

“Tem mais de dois anos e meio que estamos buscando a resolução desse passivo. Com essa renegociação, conseguimos liberar o Estado de um dispêndio de R$ 600 milhões nos próximos quatro anos. Com isso, estes recursos podem ser utilizados para investimentos. Do ponto de vista fiscal e, para equilíbrio das contas públicas, é um passo essencial”, explicou o governador Paulo Hartung.

Prazos e encargos

A repactuação definiu novo prazo para o pagamento da dívida e redução da taxa de juros. O contrato que venceria em 2023 foi prorrogado, finalizando em 2033. Já a taxa de juros, que era de 6% ao ano (a.a.), passa para 3,08% a.a. entre o período de 2018 a 2026, mantendo-se inalterada no restante do tempo. As novas regras do contrato valem a partir de 1º de setembro deste ano.

Importância

Segundo o secretário Bruno Funchal, a repactuação tem um impacto extremamente positivo para as contas do Estado. A redução no fluxo de pagamento da dívida nos primeiros seis anos de R$ 624 milhões é muito importante uma vez que preserva o ajuste fiscal, implementado nos últimos três anos, e fortalece a recuperação da capacidade de investimento com recursos próprios.

Caso o contrato com a Caixa não fosse alterado, o Estado pagaria, em 2019, R$ 217 milhões. Agora, com a repactuação o desembolso será de R$ 73 milhões.

O secretário destaca ainda que a repactuação acontece em um momento de déficit crescente com a previdência. “A repactuação melhora as condições de gestão do Estado, uma vez que suaviza nosso fluxo de caixa para os próximos anos, trazendo mais tranquilidade ao próximo governo. Esse era o último desafio do Estado em relação a grandes passivos passados. Essa conquista abre espaço para mais investimentos com recursos próprios, investimentos que possam trazer mais emprego e renda para nossa população”, afirmou.

Saiba mais

Que dívida é essa?
Dívida decorrente de antigos contratos de refinanciamento de débitos imobiliários da Companhia de Habitação e Urbanização do Estado do Espírito Santo (COHAB-ES) com a União, assumida pelo Poder Executivo em 2003, com base na Lei 8.727/93.

Prazos
Com a renegociação, a dívida que venceria em 2023 foi repactuada, concedendo mais 10 anos para pagamento a taxas menores. Será finalizada em 2033.

Juros
O novo contrato reduz a taxa de juros de 6% a.a. para 3,08% a.a. até o ano de 2026, mantendo-a inalterada no restante do período contratual.

Redução no fluxo de pagamento
Caso o contrato com a Caixa não fosse alterado, o Estado pagaria, em 2019, R$ 217 milhões. Com a repactuação o desembolso será de R$ 73 milhões. Nos primeiros seis anos essa redução chega a aproximadamente R$ 624 milhões.

Investimentos
O montante amplia a capacidade de investimento do Estado com recursos próprios.

Legislação
A repactuação da dívida do Estado com a União está em consonância com a Lei Complementar Federal nº156/2016, regulamentada em 2017, e com a Lei Estadual nº 10.768/2017.

Continua após a publicidade

ES Brasil Digital

esbrasil_177
Continua após publicidade

Fique por dentro

Projeção de alta do crédito bancário em 2020 passa de 4,8% para 7,6%, diz BC

Já a projeção de crescimento do crédito livre em 2020 passou de 8,2% para 10,6%. No caso dos recursos direcionados, a projeção foi de zero para alta de 3,5%.

Adidas informa que dois terços de suas lojas em todo o mundo já reabriram

As taxas de abertura das lojas da Adidas na América do Norte e América Latina ainda estão significativamente abaixo de 50%.

Pedidos de falência no Brasil sobem 30% em maio ante abril, afirma Boa Vista

As taxas que medem os pedidos de recuperação judicial e as recuperações judiciais deferidas aumentaram bem mais na comparação mensal: 68,6% e 61,5%, respectivamente.

Campanha incentiva consumo de vestuário no Espírito Santo

A indústria têxtil sempre foi representativa na economia capixaba. Por isso, a campanha “Moda Capixaba: Eu apoio. Eu compro. Eu uso." incentiva as marcas locais e o consumidor a valorizá-la.

Vida Capixaba

Tendência nos anos 1960, cinema drive-in chegará a Vitória

O cinema drive-in chegará a Vitória na segunda quinzena de junho, no estacionamento da Faculdade Estacio de Sá, em Jardim Camburi.

Vitória organiza Circuito Cultural com exposição on-line

Os alunos do Núcleo de Fotografia do Circuito Cultural, equipamento da Secretaria Municipal de Cultura de Vitória (Semc) fizeram trabalhos que estão sendo disponibilizados por meio de uma exposição on-line. 

Vila Velha instala câmeras de alta definição em ruas

Os equipamentos serão instalados em pontos estratégicos da cidade. A primeira instalação teste com uma das novas câmeras ocorreu na última sexta-feira (29), no Farol de Santa Luzia. 

Viana contará com Guarda Municipal armada

Ao todo, 29 agentes estão sendo treinados para realizar o combate à criminalidade, na segurança do patrimônio público, e a organização do trânsito, conforme explicou o prefeito Gilson Daniel.
Continua após publicidade