24.9 C
Vitória
terça-feira, 21 maio, 2024

Ramalho deixa a Sesp para se dedicar a projetos políticos

Decisão da saída do coronel Alexandre Ramalho da função de secretário de Segurança foi comunicada por Casagrande via redes sociais

Por Robson Maia

Na noite da última quinta-feira (25), o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB), comunicou a saída do secretário de Segurança, Coronel Alexandre Ramalho, da função a partir do dia 1° de fevereiro. Na mensagem publicada nas redes sociais, Casagrande informa que Ramalho se dedicará a projetos políticos depois de deixar o cargo.

- Continua após a publicidade -

Ao longo dos últimos meses, o militar esteve envolvido em diversas especulações sobre a disputa em uma das prefeituras da Grande Vitória nas Eleições 2024. Inicialmente, o nome de Ramalho era tido como um dos possíveis nomes para o Executivo da capital. Contudo, diante de um cenário apertado, especialistas apontaram que a candidatura do militar poderia ser colocada em outro município.

Na Serra, o nome de Ramalho foi ventilado para fazer frente ao atual prefeito e candidato à reeleição, Sérgio Vidigal (PDT). Recentemente, o deputado estadual e também pré-candidato ao Executivo serrano, Pablo Muribeca (Patriota), ensaiou uma aproximação junto ao comandante das forças militares estaduais.

A Prefeitura de Vila Velha também seria uma possibilidade para Ramalho. O nome do militar foi vinculado a diversos partidos políticos que se organizam para enfrentar o favorito Arnaldinho Borgo (Podemos). Até o PL, comandado por Magno Malta (PL-ES), chegou a analisar o nome do coronel. Contudo, a decisão do que realmente Ramalho irá fazer deve ser anunciada em breve.

Fato é que, diante de toda especulação, Ramalho deixará o cargo de secretário de Segurança Pública do Espírito Santo em fevereiro. Ainda sem um nome definido para substituí-lo na pasta, Casagrande anunciou que o coronel Márcio Celante comandará a secretaria de forma interina.

Mudança de imagem

De tímido para protagonista em roteiros similares ao sucesso de bilheteria brasileiro Tropa de Elite. Essa foi a mudança drástica nas redes sociais do coronel Alexandre Ramalho observada após a derrota nas Eleições em 2022.

O secretário de Estado concorreu, na época, ao cargo de deputado federal. Apesar da votação expressiva – 33.874 votos – o militar não foi eleito e, posteriormente, retornou à função na Sesp. Contudo, o futuro candidato de Vila Velha parece ter tirado uma lição valiosa do último pleito eleitoral: após a derrota, Ramalho investiu pesado na mudança da imagem nas redes sociais.

Com publicações constantes das ações em operações policiais no Espírito Santo, o militar criou um vínculo maior com o público “sedento por justiça”. Em vários dos vídeos, Ramalho aparece dando verdadeiros “sermões” para os capturados. Na grande maioria, ele menciona sobre os “caminhos do crime”, sendo, segundo o secretário, em suas próprias palavras: prisão ou morte.
Ao mesmo tempo em que o diálogo com o público mais conservador ganhou força, Alexandre Ramalho demonstrou também aproximação com o público mais “progressista”. Em diversos conteúdos, o secretário aponta para o problema da educação e da desigualdade social como fatores que potencializam a criminalidade no país.

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 221

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA