24.8 C
Vitória
domingo, 25 outubro, 2020

Sobre a popularidade presidencial e outras questões

Mais Artigos

A pandemia e um novo futuro para a cabotagem

Para impulsionar a cabotagem o Ministério da Infraestrutura lançou o programa de incentivo BR do Mar

O que as empresas de sucesso podem ensinar para a sua vida

A principal qualidade das empresas, a partir da qual se permite o crescimento quase que ilimitado dos negócios é a organização e o método

O jogo político do Centrão

O movimento visa a sucessão na Câmara, que ocorrerá no início de fevereiro de 2021

Presidente Jair Bolsonaro deve reassumir presidência no dia 13 de setembro
(Foto – Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Os melhores índices favoráveis a Bolsonaro encontram-se entre aqueles com renda de até um salário mínimo

Por André Pereira César 

Os números são claros e inegáveis. O presidente Jair Bolsonaro está com os índices de popularidade mais elevados desde sua posse, no início de 2019. Explicações não faltam, e mostram o atual estado da política brasileira.

Apenas para relembrar, no último levantamento do Ibope, realizado a pedido da Confederação Nacional da Indústria (CNI) em meados de setembro, o titular do Planalto teve seu governo aprovado por 40% da população, enquanto 29% desaprovam-no. Outros 29% avaliam o governo como regular.

Os melhores índices favoráveis a Bolsonaro encontram-se entre aqueles com renda de até um salário mínimo, mais sensíveis ao programa de ajuda emergencial do governo. Por outro lado, a região Nordeste do país ainda registra o menor apoio ao presidente – 33% de aprovação.

Um rápido olhar sobre os números deixa evidente a importância do auxílio emergencial para o aumento da popularidade. O ingresso desse dinheiro teve forte peso na economia e reposicionou milhões de pessoas no mercado consumidor.

O eleitor bolsonarista “raiz”, por sua vez, que representa algo entre 20% e 25% da população, mantém sua fidelidade ao presidente. Para esse grupo, pouco interessam as críticas feitas a Bolsonaro pela imprensa, por investidores e pela sociedade civil organizada. O titular do Planalto, com seu estilo típico, fala diretamente a seu público.

Nem mesmo a caótica gestão das crises em curso (no plural mesmo) abalam a imagem presidencial. Meio ambiente literal e metaforicamente em chamas, mortes pela Covid se aproximando dos simbólicos 150 mil, desentendimentos entre o Planalto e a equipe econômica, denúncias contra familiares, nada abala Bolsonaro, que deve seguir mantendo o estilo de administração até aqui adotado.

A grande questão, já tornada pública pelo próprio governo, diz respeito ao “day after” do auxílio emergencial. No início do próximo anos, milhões de pessoas se verão subitamente sem recursos para adquirir o básico, em meio a uma economia ainda claudicante. Daí o empenho do presidente, até agora sem sucesso, de se implementar o programa Renda Cidadã, um Bolsa Família repaginado e vitaminado.

Assim, assiste-se, dentro do governo, a um embate entre populistas e liberais, esses últimos representados pelo enfraquecido ministro da Economia, Paulo Guedes. O presidente Bolsonaro tem um lado claro – e seu estilo populista ganha força a cada dia, na tentativa de manter a aprovação em alta. Afinal, a sucessão presidencial está logo ali.

André Pereira César é Cientista Político e sócio da Hold Assessoria Legislativa

ES Brasil Digital

Capa ES Brasil 181
Continua após publicidade

Fique por dentro

Governo revisará projeção de queda do PIB para 2020 em novembro, diz secretário

"Todos os indicadores de atividade mostram um forte recuperação em V da economia", afirmou Waldery

Boletim aponta queda no turismo do Espirito Santo

O secretário de Estado de Turismo, Dorval Uliana, destacou a importância deste acompanhamento sistematizado, que permite o planejamento de ações cada vez mais eficientes

Guedes volta a enfatizar necessidade de acelerar privatizações

"No primeiro ano em meio de governo fizemos nosso dever de casa e agora vamos fazer um road show de investimentos", completou o ministro

Guedes: estamos próximos de assinar acordo com EUA para evitar dupla taxação

Segundo o ministro, as novas reformas e novas fronteiras de investimento em diferentes setores possibilitarão o crescimento

Vida Capixaba

Banestes promove ações de conscientização

As ações são para conscientização e em apoio à Semana da Segurança Digital

Cinemas voltam a funcionar

As redes kinoplex e Cinemark voltaram a abrir as portas depois de meses fechados.

Ação do Outubro Rosa chega em acampamento cigano

O acampamento Cigano em Praia Grande, no município de Fundão, recebeu a visita da secretaria de direito Humanos e da saúde, juntamente com a Associação Feminina de Combate ao Cancer(Afecc). A visita faz parte da Ação Integrada do Outubro Rosa.

TRE-ES promove o I Fórum Internacional de Inteligência Artificial e Eleições

O evento contará com palestrantes internacionais e com a mediação do Presidente do TRE-ES, Desembargador Samuel Meira Brasil Júnior.