24.4 C
Vitória
terça-feira, 29 setembro, 2020

Pandemia e impactos na comercialização online do Agro

Mais Artigos

Desmatamentos & queimadas ilegais: não faltam leis, mas consciência e atitudes!

Isto tudo ocorria sob o olhar omisso do poder estatal, óbvio, diante dos interesses que circundavam as florestas naturais e, ainda, se mantém até os dias atuais

O boom no turismo regional no mundo pós-pandemia do coronavírus

Estratégias para diferenciação e melhor aproveitamento da imensa demanda por hotéis e pousadas

Cuidado com a imagem da sua empresa!

Uma organização, pequena ou grande, está baseada primordialmente naquilo que é o seu objetivo

Economia brasileira: vítima dos personalismos de governo

É lamentável ter que testemunhar episódios como o da criação do TRF-6 Por Arilda Teixeira Aqueles que acreditam que a combinação de república democrática com economia...

Os consumidores estão mais conscientes sobre os benefícios de alimentos mais naturais em relação aos processados e ultraprocessados

Pesquisa recente da Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo – SBVC, realizada no mês de maio em todas as regiões do país, apontou para um crescimento de 79% das compras online no setor de alimentação e bebidas, durante a pandemia. Esse mesmo estudo identificou que 80% dos consumidores estão satisfeitos com as aquisições por meio digital.

Há outros dois dados interessantes, nessa pesquisa: 46% dos entrevistados aumentaram em mais de 50% o volume de compras online e sete a cada a cada dez consumidores pretendem continuar comprando por este canal, no pós pandemia. Obviamente, os alimentos a que se refere o estudo da SBVC são os processados adquiridos do comércio varejista.

As compras online são muito significativas em diversos setores, como moda, eletrônicos, alimentos processados e refeições prontas. As compras virtuais diretas da agricultura, de alimentos minimamente ou não processados, ainda não estão no mesmo patamar desses outros segmentos, mas houve um elevado crescimento durante a pandemia.

Os consumidores estão mais conscientes sobre os benefícios de alimentos mais naturais em relação aos processados e ultraprocessados. Os alimentos in natura, como frutas, legumes, verduras, grãos, carne e ovos, são fontes de fibras, vitaminas e minerais. Assim, favorecem o sistema imunológico, o que é vital em termos de prevenção, nesses  tempos de Covid-19.

Surgiram nos últimos meses as “feiras online”, um novo canal de comercialização, que evita contatos, fluxo de pessoas, aglomerações e dá mais proteção, tanto para agricultores quanto para os consumidores. Embora os preços ainda estejam altos, há tendência de barateamento quando aumentar o volume comercializado. Em decorrência, os custos de transporte e distribuição, ou seja, de entrega a domicílio, vão se reduzir muito.

Feira agroecológica
Foto: Assessoria de Comunicação/Seag

O mercado online de produtos diretamente do setor de produção rural, além de facilitar as compras e se constituir numa forma segura pra proteger as pessoas, favorece ainda a dinâmica da economia local e regional, que faz o comércio girar  e preserva empregos. E essa é uma das estratégias de todos os países para a recuperação da economia durante e pós-pandemia.

Deve-se registrar que a produção desses alimentos in natura, como frutas, legumes e verduras, é oriunda basicamente da agricultura de base familiar, aquela desenvolvida em pequenas propriedades rurais, com mão de obra predominante da própria família rural.

Devido a essa caracterização da oferta, há desafios a superar na comercialização online de alimentos ao natural ou minimamente processados. Um agricultor individualmente não consegue atender a demanda variada de alimentos de uma família. Daí a necessidade de organização dos produtores rurais em associações e cooperativas para que haja a oferta de cestas diversificadas de alimentos naturais e a regularidade no abastecimento do mercado.

Outro desafio para o setor de produção agrícola, é a busca incessante pela qualidade dos alimentos. Os consumidores estão cada vez mais conscientes em relação às possibilidades de transmissão de doenças via alimentos, sejam vegetais ou animais, domésticos ou silvestres. Afinal, é muito provável que a Covid-19 se instalou no mundo a partir de uma alimentação à base de um animal silvestre por um chinês.

Há consenso entre os especialistas que iremos mudar muitos de nossos hábitos no pós-pandemia. Não há dúvidas que o mercado online de alimentos saudáveis vai crescer e se consolidar. Afinal, trata-se de um jogo de ganha-ganha.  Ganham os agricultores, que ao encurtar a cadeia de comercialização, terão uma maior margem de lucro. E ganham os consumidores, por terem à disposição alimentos saudáveis e a custos menores, ao longo do tempo.

Enio Bergoli é Engenheiro Agrônomo do Incaper, especialista em Socioeconomia e Ex-Secretário de Agricultura do Espírito Santo

ES Brasil Digital

Continua após publicidade

Fique por dentro

Economia: pedidos de seguro-desemprego caem 11,6% na 1ª quinzena de setembro

O custo de cada parcela adicional é estimado em R$ 8,35 bilhões, segundo cálculos da equipe econômica obtidos pelo Broadcast

‘Vamos fazer programa de substituição tributária’, diz Guedes

Ricardo Barros (PP-PR), afirmou ainda que não haverá aumento de carga tributária na proposta de reforma que o governo construirá

Conab avalia que Brasil terá segunda maior safra de café em 2020

O 3º Levantamento da Safra 2020 de Café, divulgado hoje (22), em Brasília, pela Companhia Nacional do Abastecimento (Conab), foi estimado em 61,6 milhões...

Valor Bruto da Produção Agropecuária deve ser recorde de R$ 823 bi, diz CNA

Outros fatores que podem influenciar o indicador do setor são o aumento de 4,3% na produção, a alta de 18,7% nos preços

Vida Capixaba

Retorno de cirurgias eletivas impulsiona crescimento das plásticas

O aumento da procura por cirurgias atinge todas as faixas etárias e principalmente os jovens.

Doenças tireoidianas no idoso e a associação entre Covid-19 e a tireoide fazem parte de evento científico

De 30 a 31 de outubro ocorrerá o 19º Encontro Brasileiro de Tireoide (EBT), pela primeira vez online, em razão da pandemia da covid-19....

Cirurgia inédita no Estado para tratar tumores de pulmão

O procedimento é inovador! Chamado de lobectomia uniportal por vídeo, o procedimento será realizado no dia 26 de setembro. 

Farol Santa Luzia e Igreja do Rosário são reabertos com novas regras de visitação

A reabertura dos pontos turísticos capixabas acontece aos poucos e na última quarta feira (23) mais dois, localizados em Vila Velha, reabriram para visitação depois de ficarem fechados por meses, em consequência da pandemia do novo Coronavírus.