28.9 C
Vitória
segunda-feira, 24 junho, 2024

O Museu Vale voltará

Fechado desde maio de 2022, Museu Vale será reaberto em 2025 no Armazém 4 do Porto de Vitória e ocupará também o prédio anexo

Por Manoel Goes

O Museu Vale, no decorrer dos seus 25 anos, tornou-se referência em termos culturais com a promoção de exposições de arte contemporânea, de artistas nacionais ou internacionais, além de valorizar a produção capixaba.

- Continua após a publicidade -

Seu principal foco de atuação está na formação de públicos, através das atividades que promove na região da Grande Vitória; estabelecendo diálogos e aliando CULTURA, EDUCAÇÃO e ARTE.

Desde a sua inauguração em 15 de outubro de 1998, a instituição já promoveu mais de 50 grandes mostras de arte além de seminários, cursos e outras atividades educativas e de formação. Nesse percurso, o Museu Vale já recebeu mais de dois milhões de visitantes, sendo desse montante, mais de 500 mil estudantes.

Fechado durante o período pandêmico (2022) o Museu Vale surpreendeu a todo o segmento cultural e artístico capixaba e nacional por sua morosidade ao retomar a sua extensa agenda de eventos e exposições, fomentando especulações de que, para espanto de todos, o icônico Museu, com sede em Argolas, Vila Velha, poderia encerrar suas atividades.

Especulou-se também que estaria havendo algum problema não bem explicado pelos gestores desse importante equipamento instalado na antiga Estação São Carlos, construída em 1927, e que passou a se chamar Pedro Nolasco em 1935 em homenagem ao engenheiro responsável pela construção da Estrada de Ferro Vitória a Minas.

Sua arquitetura eclética foi preservada na época da restauração, entre 1996 e 1997. Espaço único no estado que podia abrigar grandes exposições nacionais e internacionais, com certeza o mercado das artes estava muito preocupado com essa possível perda.

Como, não há mal que sempre dure, e passados quase dois anos sem atividades, enfim uma excelente notícia para os amantes da cultura: o Museu Vale, fechado desde maio de 2022, será reaberto no Armazém 4 do Porto de Vitória. Ocupará também o prédio anexo, o que para mim é uma memória afetiva importante, onde funcionava a Administração do Porto, local onde meu pai, Antônio Goes da Silva, trabalhou por mais de 35 anos, tendo se aposentado ocupando importante cargo na diretoria contábil da empresa. Minha mãe, Luzia Mariano também exerceu carreira profissional no Porto de Vitória.

Ter o Museu Vale nesse espaço de mais de 3 mil metros quadrados e próximo ao Palácio Anchieta, no Centro Histórico e Cultural da nossa capital Vitória é uma grande alegria. Investimento previsto de mais de 13 milhões de reais, em um espaço que será totalmente modernizado, ganhando uma reestruturação territorial, paisagística, econômica e social. Projeto da parceria entre o Instituto Cultural Vale, Governo do Estado do Espírito Santo e a gestora do Porto de Vitória, a Vports.

Ações como essa só valorizam e reconhecem a importância da cultura como agente do desenvolvimento econômico e de potencial transformador, contribuindo em muito, para a revitalização do centro histórico da nossa capital.

A previsão de entrega da nova sede do Museu Vale é a partir de 2025, como nova museografia, onde será incluída uma parte da história do Porto de Vitória, mantendo os seus pilares de atuação: memória e preservação história, promoção da arte-educação e acesso a efervescente arte contemporânea produzida no Espírito Santo e no país.

A mineradora Vale, afirma que a antiga sede do museu, em Argolas, Vila Velha, continua fechada, mas agora todos nós estamos mais tranquilos sabendo que em 2025 teremos nosso museu de volta.

Manoel Goes é produtor cultural, escritor e diretor no Instituto Histórico e Geográfico do Espírito Santo (IHGES).

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 221

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA